mês a mês


Para onde viajar em agosto: os melhores destinos do mês selecionados a dedo

CALENDÁRIO DE VIAGEM

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO: MELHORES DESTINOS NO BRASIL E NO EXTERIOR

JANEIRO

JULHO

FEVEREIRO

AGOSTO

ABRIL

OUTUBRO

MAIO

NOVEMBRO

JUNHO

DEZEMBRO

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

BRASIL

Os melhores points para praia estão nos estados do Piauí (Barra Grande), Maranhão (Lençóis) e Ceará (Jeri, Icaraí, Cumbuco, Canoa Quebrada, entre outras). Também vale ir a Noronha, com boa visibilidade para mergulho. No mais, é hora de ver o interior do país: as serras (gaúcha, catarinense, fluminense, paulista), as chapadas (Veadeiros, Guimarães, Diamantina), o Jalapão, o Pantanal, Bonito, as cidades históricas de Minas.

CHAPADA DOS VEADEIROS (GO)

Alugue um carro em Brasília e cumpra os 240 km até a mais mística das chapadas, que tem uma área enorme de belas cachoeiras (não perca a de Santa Bárbara, com suas piscina cristalina), formações naturais e vegetação do Cerrado. Em algumas atrações você chega sozinho, em outras, como a Cachoeira do Segredo, é melhor contratar um guia. Dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é possível fazer a Travessia das Sete Quedas, uma trilha fácil de 23 km com pernoite num acampamento – uma imersão deliciosa na natureza. As cidades-base são São Jorge, com suas ruinhas de terra e pousadas fofas, e Alto Paraíso, com sua população riponga que clama ver ET’s.

Dica: Ir em grupo de 4 pessoas barateia a viagem: podem ser divididos os gastos com aluguel de carro, gasolina e guias.

TURISMO-ZEN-chapada-dos-veadeiros

LENÇÓIS MARANHENSES (MA)
Para onde viajar em agosto: as chuvas do primeiro semestre já cessarem e as levas de turistas das férias de julho já foram embora. As lagoas estão à tona, no auge, e o momento é perfeito pra visitar a imensidão de dunas rodeadas por piscininhas naturais cristalinas ao longo de 70 km da costa. A principal base é Barreirinhas a 4 horas de São Luís, às margens do Rio Preguiças. Atins e Santo Amaro guardam as lagoas mais bonitas e menos turísticas, mas tem infra mais limitada. O ideal é se dividir entre os três destinos pra conhecer por completo esse cenário único.
Dica: Quem quer uma experiência mais autêntica pode embarcar na travessia a pé pelos Lençóis Maranhenses, de 3 ou 4 dias, dormindo em redes ou cabanas de pescadores e caminhando à noite sob a lua cheia. Um guia cobra cerca de R$ 150 o dia pra te levar pelo trajeto.

+ ROTA DAS EMOÇÕES: o percurso que vai dos Lençóis Maranhenses a Jericoacoara, passando por destinos igualmente queridos como Delta do Parnaíba, no Piauí, conhecido como Rota das Emoções, também vive um mês especial em agosto. Todo esse trecho litorâneo, no limite do Nordeste, está em sua melhor fase, no alto verão, e já mais vazio e um pouco mais em conta que em julho. Algumas empresas fazem o trajeto, sempre de 4×4, já que a maior parte do caminho passa por entre as dunas, rios e faixas de areia de praias.

FERNANDO DE NORONHA (PE)

Para onde viajar em agosto: difícil dizer se é o conjunto de praias maravilhosas, a vida marinha em abundância ou o verde preservado que dão à Fernando de Noronha o título de destino mais cobiçado do Brasil, mas o fato é: o lugar tem mesmo uma vibe especial. Cheio de vida e um povo sorridente, que faz questão de repassar sua energia boa aos turistas. Em agosto, o mar está calminho, azul e límpido pro mergulho, as chuvas cessaram e o sol está com tudo: o verão chegou em Noronha, a alta temporada de julho acabou e a ilha está pedindo uma visita. Em tempo: a época boa pro surf, no entanto, é no fim do ano, entre dezembro e fevereiro.

Dica: Pra quem quiser economizar, fique hospedado na Floresta Velha (da onde dá pra ir a pé para as praias do Meio, do Cachorro e da Conceição) e use os ônibus, que funcionam bem.

noronha-pernambuco

CARAÍVA (BA)

Agosto marca o início da baixa temporada no Nordeste. E, nessa época, o sul da Bahia fica ainda melhor. O sol continua a brilhar, mas sem o calor insuportável do verão, e há menos gente visitando a região. É nesse período especial que os preços de passagens e pousadas tendem a baixar. Caraíva, a 120 km ao sul de Porto Seguro, é uma vila de pescadores com ruas de areia, casas coloridas e muita paz, banhada de um lado por um rio e de outro pelo mar, que ainda resiste ao avanço do turismo e se mantém preservada ao longo dos anos.

Dica: Pra quem estiver de carro vale um bate-volta até Trancoso e a belíssima Praia do Espelho (mas os carros não entram no vilarejo, ficam num estacionamento próximo. Ali só a pé ou de jardineira).

caraiva-brasil

GRAMADO (RS)

O destino de frio mais famoso do país é quase mais cobiçado em agosto que em julho. O motivo: a cidade serrana gracinha do Rio Grande do Sul sedia o Festival de Cinema neste mês, em que os vencedores recebem o famoso Kikito. Há venda de ingressos para acompanhar os filmes que concorrem ao prêmio no site do festival. No mais é comer fondue, galeto e café colonial, passear pelo Lago Negro, visitar a Catedral de Pedra de Canela, fotografar a Cascata do Caracol e curtir a atmosfera invernal do local.

Dica: Uma esticada até o Vale dos Vinhedos e Cambará do Sul é muito bem-vinda.

LEIA TAMBÉM: Um roteiro de 3 dias pela Serra Gaúcha

Onde ficar em Gramado e Canela: 21 hotéis e pousadas aconchegantes por até R$ 299

MELHOR EVITAR: Algumas áreas do Nordeste ainda têm moderados índices de precipitação, como Recife, Porto de Galinhas, Maragogi e Maceió. A temperatura baixa também não dá praia no Sul e no Sudeste.

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

EXTERIOR

AMÉRICA DO SUL: Friozinho em todo o continente: ainda é temporada de esqui na Argentina e no Chile (veja estações em lugares como Las Leñas, Bariloche, Vale Nevado, Portillo, Pucón). É a melhor época para viajar a Peru e Bolívia, com tempo seco e ensolarado (de noite as temperaturas caem bastante). Na Colômbia, Bogotá e Medellín estão secos mas em Cartagena e San Andrés pode chover.

PORTILLO, CHILE

Para onde viajar em agosto: a atmosfera aconchegante, o icônico hotel amarelo, a Laguna del Inca e a estrutura de montanha caprichada caracterizam Portillo, centro pioneiro em esqui na América do Sul. A estrutura hoteleira, a qualidade – e diversidade – das pistas e o serviço quase que personalizado (alguns funcionários trabalham no local há mais de 50 anos e sabem de cabeça as preferências dos hóspedes) são os mesmos desde a época da inauguração, na década de 1940.

Dica: O Hotel Portillo é o endereço dos casais e famílias que podem gastar. Já os chalés, mais novos, são pra grupos de 4 a 8 pessoas. E no Inca Lodge vai quem quer economizar ao máximo: as acomodações, também compartilhadas em até 4 pessoas, são bem apertadas e mal há espaço para as malas.

LEIA TAMBÉM: Portillo: o melhor do esqui na América do Sul

MACHU PICCHU, PERU

Dicas secos e ensolarados compõe o cenário do sítio arqueológico mais desejado da América do Sul – só se prepare para pegar um friozinho à noite. Separe algumas noites para curtir Cusco e o Vale Sagrado, onde há ruínas interessantes em Pisac, Moray, Ollantaytambo, antes de ir a Águas Calientes, o povoado na base de Machu Picchu – veja todos os jeitos de ir de Cusco a Machu Picchu neste post. O clima está bom para esticar o giro pelo país: inclua no roteiro a capital Lima, para comer muito bem, a simpática Arequipa, para ver o cênico Valle del Cocora, e Puno, para conhecer a imensidão azul do Lago Titicaca.
Dica: Para viver o lugar com mais intensidade, embarque nas trilhas Inca ou Salkantay.
LEIA TAMBÉM: O que fazer em Lima em 3 dias // Como conhecer o Vale Sagrado

machupicchu

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

CARIBE: É temporada de furações e tempestades no Caribe – melhor ficar com os destinos do sul, como Aruba, Curaçao, Barbados, Bonaire, Trinidad e Tobago e Los Roques.

CURAÇAO

Sua proximidade com a costa da Venezuela é o maior atrativo em agosto: os furacões não chegam nesta área. E, com influências jamaicanas e colonização holandesa que deixou casinhas coloridas fotogênicas, oferece uma riqueza cultural bem interessante que se reflete na vida cotidiana, indo além das praias maravilhosas e resorts de luxo. As praias que todo mundo que ver são Cas About, Port-Marie e a hipnotizante Kenepa Grandi, a uma hora de Willemstad, a capital.

Dica: Como Curaçao é ligada a Aruba por um voo de meia hora, juntar os destinos nesta época, que ficam na mesma latitude, é um acerto em cheio. É outro Caribe azul, agradável e sem furacões. Leia mais sobre Aruba aqui.

curacao

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

AMÉRICA CENTRAL DO NORTE: O calor está por todo lugar. Pode ser desagradável visitar os parques da Disney embaixo de um sol escaldante e chuvas frequentes ou ferver caminhando nas ruas de Nova York, por exemplo. Ainda assim, as cidades ficam mais vivas do que nunca, cheias de festivais e eventos ao ar livre. É boa hora para encarar o Canadá com clima gostoso. Na Costa Rica e no Panamá pode chover muito.

CALIFÓRNIA, EUA

O momento é o mais propício pra embarcar numa road trip pela Califa, em especial mais no final do mês. Há calor o suficiente pra entrar na água, noites mais fresquinhas e luz do dia extensa. O ideal dos roteiros pra viajar de carro é começar em San Francisco e de lá guiar os 600 quilômetros até Los Angeles, e, se quiser esticar até San Diego. No caminho, dá para dormir em Monterrey, com seu centro histórico colonial; Santa Bárbara, um refúgio costeiro relax com lojas e restaurantes; e Carmel-by-the-Sea, uma Campos do Jordão com praia onde endinheirados jantam em bistrôs. Se estiver com as crianças, tem atração a rodo: o Six Flags Magic Mountain, a Universal Studios Hollywood e a boa e velha Disneyland. Se for com os amigos, faça um desvio estratégico para enfiar o pé na jaca em Las Vegas. Se tiver mais tempo, inclua também o Yosemite National Park, com belas montanhas, lagos e cachoeiras, além de Napa Valley, região dos vinhos.

Dica: Encoste o carro em mirantes e parques como o Julia Pfeiffer Burns Park, com uma cachoeira que deságua na praia.

san-francisco

VANCOUVER, CANADÁ

Para onde viajar em agosto: a cidade mais verde do Canadá vibra intesamente no verão, quando os dias são longos e ensolarados (amanhece às 4h da manhã e escurece só às 22h) e moradores e turistas se espalham pelos gramados e pistas do Stanley Park e pela orla da English Bay Beach, navegam pelo False Creek e frequentam o mercado noturno de Chinatown. Se for no início do mês ainda dá pra apreciar o céu explodindo em cores durante o Celebration of Light, competição musical de fogos de artifício que acabou se tornando o maior festival da cidade.

Dica: De quebra, nesta época, ainda dá pra embarcar em um navio de cruzeiro pelo Alasca com a Princess Cruises. Veja mais aqui.

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

EUROPA: É o auge do verão europeu, o que sobe os preços e o número de turistas por metro quadrado no Velho Continente, e as praias estão bombando. As cidades estão mais vibrantes do que nunca, com festivais, bares ao ar livre e todo mundo se esticado nos parques. Espere muuuuita gente nos litorais da Grécia, Croácia, Espanha, Portugal, França. Em cidades grandes da Itália muitas lojas e restaurantes podem fechar porque os proprietários estão indo tirar férias. É tempo ideal para ver Escandinávia, Leste Europeu e Rússia com clima ameno. Roteiros de vinho (Toscana, Borgonha) vão bem: os vinhedos estão bonitos e fartos.

ILHAS BALEARES, ESPANHA

Menorca e Mallorca são ilhas apaixonante que guardam praias estarrecedoras. Em Mallorca está a capital da província, Palma. Ibiza, baladeira, é destino pra quem quer ver jovens ricos e bronzeados e entrar nas festas que mais fervem no continente. Formentera é uma ilha menorzinha, destino de celebridades durante o verão europeu, mas com um clima de cidade do interior quando comparada à vizinha Ibiza. O que os quatro pedaços de terra das Ilhas Baleares têm mais em comum é a água de um azul turquesa tão límpido que os barcos parecem estar suspensos sobre o nada. E o fato dos destinos, principalmente Menorca e Mallorca, cada vez mais caírem no gosto do turismo.

Dica: Cala Mararella e Macarelleta figuram em todas as fotos mais lindas de Menorca com suas faixas de areia paradisíacas entre rochedos e a vegetação e o mar, mais azul do mundo, onde os parcos parecem voar.

LEIA MAIS: As 8 melhores praias de Menorca, na Espanha // Onde ficar em Mallorca

menorca-capa-turqueta

COSTA AMALFITANA, ITÁLIA

Para onde viajar em agosto: esse pedaço desejadíssimo da costa italiana tem casinhas coloridas, mar azulão, vegetação mediterrânea e boa dose de sofisticação. Reserve pelo menos quatro dias pra conhecer a região, com um dia para Amalfi e Ravello, um para Positano e Praiano e um pra Ilha de Capri e Sorrento. Em Capri fica um dos highlights da região, a bela Gruta Azul, entre várias belas formações de rocha calcária no mar.

Dica: Se puder, opte por viajar no fim do mês, quando o calor ainda é gostoso, os preços descem um pouco e você não precisará se deparar com paus de selfie a cada esquina.

LEIA TAMBÉM: 30 horas em Capri: a Gruta Azul e o melhor da incrível ilha do sul da Itália

capri-italia

PRAIAS DO ALGARVE E O ALENTEJO, PORTUGAL

Acredite se quiser: Portugal tem praias tão ou mais bonitas do que o Brasil, e em uma viagem de carro curta pela costa você vê boa parte delas. Alugue um carro e estabeleça algumas bases para dormir e fazer viagens bate-volta: sugerimos se hospedar em Tavira, Lagos e Odeceixe, pela localização e porque são uma graça. Daí passe os dias entre restaurantes com frutos do mar fresquíssimos, pousadinhas de charme e praias com vistas dramáticas de falésias e mar transparente, como a bela Praia da Marinha.
Dica: Você pode ir de Lisboa a Évora, dormir uma ou duas noites, e aí seguir a Tavira e dirigir junto a costa. 
LEIA TAMBÉM: As melhores praias de Portugal: roteiro pelo Alentejo e Algarve

algarve-portugal

DINAMARCA

Para onde viajar em agosto: o clima está perfeito para visitar os países nórdicos. Depois das casinhas coloridas graciosas do bairro de Nyhavn e o parque de diversões Tivoli em Copenhagen, programe-se pra ir até a cidade de Aarhus, que vive agora um momento especial. Designada Capital Europeia da Cultura e dentro da Região Europeia da Gastronomia de 2017, a cidade está ganhando fãs rapidamente com seus festivais de música, sua próspera cena gastronômica e fabulosos espaços públicos como o Dokk1, lar da maior biblioteca da Escandinávia, no porto da cidade.

Dica: A cerca de 50 minutos de trem de Copenhagen, na cidade litorânea de Helsingor, fica o gigantesco Castelo de Kronborg, famoso por ter servido de inspiração a Shakespeare, que situou a tragédia de Hamlet ali.

MONTENEGRO

O país é lindíssimo e ainda segue fora do radar das massas de turistas. Kotor, sua vila medieval com ruas de mármore, à beira dos fiordes, é o destino mais queridinho, onde é uma delícia se perder dentre lojinhas, restaurantes, igrejas e praças. A 15 minutinhos dali fica Perast, onde uma ilhota artificial abriga a igreja de Nossa Senhora das Pedras, com mais de 500 anos. Reza a lenda que um pescador construiu o santuário após encontrar uma imagem da santa na Baía de Kotor. Budva, outra cidadezinha medieval amuralhada e super bem preservada, é conhecida por suas praias. Esculpido numa escarpa rochosa, o Mosteiro de Ostrog é um dos lugares mais intrigantes do país e um dos mais visitados em peregrinações dos Balcãs.

Dica: Ao norte do país, o Parque Nacional Durmitor é sede do Cânion do Rio Tara, que chega a 1 300 metros de altura – é o maior continente. E perfeito pra receber visitas no verão.

montenegro-kotor

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

ÁFRICA: Ótimo mês para ir à África do Sul: tempo quente e ensolarado para safáris. Com um casaquinho dá para aproveitar Cape Town, e é temporada de avistar baleias em Hermanus.  Safáris na  Zâmbia, Tanzânia e Quênia também são boa pedida.

TANZÂNIA

País onde supostamente se passa o Rei Leão, a Tanzânia é enorme, bela e diversa. Escale o Kilimanjaro e seus quase 6 mil metros, embarque num safári pelo Parque Nacional do Serengeti, veja a imensa cratera de da cratera de Ngorongoro e visite praias lindas de morrer em Zanzibar, um ótimo destino pra lua de mel, vale dizer. Em agosto as temperaturas são favoráveis devido o período de seca e a migração anual dos Gnus pelo Serengeti, fenômeno sempre acompanhado pela multidão de crocodilos famintos esperando os animais atravessarem os rios da região, é imperdível.

Dica: Dá sim pra fazer uma viagem econômica à Tanzânia. A cidade de Stone Town é a parte da ilha onde a hospedagem boa e barata é mais palpável. E a região de Shangani, que concentra quase tudo o que interessa, também tem vários hotéis acessíveis.

zanzibar

NAMÍBIA

Para onde viajar em agosto: alta temporada turística no país, o mês de agosto é o auge da estação seca e fresca. Dê uma conferida no Fish River Canyon, o maior cânion do Hemisfério Sul e o segundo maior do mundo, ficando atrás apenas do Grand Canyon; o Sossusvlei, deserto da Namíbia, com dunas imensas laranjas que chegam a até 380 metros de altura; o Dead Vlei, vale morto e esbranquiçado numa área plana, seca e estéril, bloqueada pelas dunas de areia vermelha, cenário de protetor de tela do Windows; a reserva natural de Etosha, uma das maiores da África, com leões, girafas, hienas, zebras e rinocerontes; e o aglomerado de montanhas em meio à planície do deserto de Spitzkoppe.

Dica: Windhoek é por onde a maioria dos turistas chega à Namíbia. A Air Namibia tem voos regulares partindo de lá para outros centros regionais.

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

ÁSIA E OCEANIA: As monções estão em seu auge. Para não pegar chuva, vá a Bali, ilhas da costa do Golfo da Tailândia (Koh Samui, Koh Phangan e Koh Tao), Malásia, Cingapura, centro do Vietnã (Hue, Hoi An) e Fiji. A China está lotada e, contraditoriamente, debaixo de chuvas em destinos como Pequim. Austrália e Nova Zelândia têm dias frios.

BALI, INDONÉSIA

Se o Sudeste Asiático está em baixa devido às monções, Bali está na altíssima temporada com dias ensolarados, turistas mil, surf bombando e uma atmosfera festeira. Sinta a vibe de Uluwatu, a praia mais bonita da ilha, com seu templo esculpido em pedra de coral negro em um penhasco a 70 metros de altura; veja os terraços de arroz verdinhos de Jatiluwih e Telalagang; e curta a noite em Seminyak, região que é uma espécie de Búzios em Bali, com restaurantes, lojinhas e clubes de praia.

Dica: Faça um bate-volta a Gili Islands, a cerca de 1h30 de barco de Bali. As três ilhas, – Gili Meno, Gili Air e Gili Trawangan – são tranquilas, onde tudo é feito a pé ou de bike, e tem praias paradisíacas.

bali-uluwatu

FIJI

Para onde viajar em agosto: passado o período de monções, que em Fiji vem mais rápido, e ciclones tropicais, o destino praiano é uma boa opção para o mês de agosto. Além de ter praias selvagens e paradisíacas entre suas 333 ilhas absolutamente dos sonhos, tem alguns dos melhores lugares para mergulho no mundo. As ilhas de Mamanuca são mais próximas de Nadi (a ilha principal, onde você vai desembarcar). A vantagem de ficar lá é o fácil acesso e o agito de Beachcomber, a ilha das festas em Fiji. Já as ilhas de Yasawa são as mais distantes, a cerca de 6 horas de Nadi, e, claro, as mais bonitas. Foi em Nacula que gravaram Lagua Azul e Waya é outro destino de natureza selvagem intocada.

Dica: A melhor maneira de chegar em Fiji é voando a Auckland, na Nova Zelândia, com escala em Buenos Aires ou Santiago.

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO

+ EVENTOS LEGAIS PELO MUNDO

Tango Buenos Aires Festival (Buenos Aires, Argentina)

Para onde viajar em agosto: principal evento de dança do ritmo portenho, desde 2009 reúne milhares de bailarinos e turistas do mundo todo entre suas propostas de recitais, exibições, aulas e espetáculos. O encerramento acontece com a premiação dos campeões mundiais com a Competição Mundial de Tango, por onde costuma passar um enorme leque de talentos, principalmente na categoria “Tango de Pista”.

Burning Man (Nevada, EUA)

Autodescrito como um “experimento em arte, comunidade, autoexpressão e autossuficiência”, o evento maluco (e caro – os ingressos custam US$ 1200) acontece na última semana do mês. Pra comparecer, você precisa chegar em Black Rock City, a cidade montada para o festival, com bicicleta, comida e tralha pra acampar. O que rola por ali? Basicamente tudo, incluindo aula de yoga e meditação, acupuntura, jogos de tênis, estação de tatuagem, jogos de tabuleiro, festas e dezenas de outras coisas. Só estando lá pra ver.

La Tomatina (Valência, Espanha)

Uma batalha de tomates toma conta das ruas da cidadezinha de Buñol, a 40 km de Valência, na última quarta-feira de agosto, no festival que começou com um desfile de bonecos gigantes e guerra de comida entre amigos, usando os tomates como arma. Os integrantes da festança passam em cima das caçambas de caminhãozinhos atirando, adivinhe, tomates, na galera.

PARA ONDE VIAJAR EM AGOSTO: e você, quais são as suas sugestões de destinos? Deixe aqui nos comentários!

Há 4 comentários para “Para onde viajar em agosto: os melhores destinos do mês selecionados a dedo

  1. Gostaria de viajar em agosto do dia 13/08 a 19/08 e estou super indecisa para onde ir. Quero sol, praia, boa comida e boa hospedagem. Não estou procurando preços e sim bons passeios, sem luxo e sem lixo, mas com conforto e comodidades.

  2. Gostaria de viajar em agosto do dia 13/08 a 19/08 e estou super indecisa para onde ir. Quero sol, praia, boa comida e boa hospedagem. Não estou procurando preços e sim bons passeios, sem luxo e sem lixo, mas com conforto e comodidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *