mês a mês


Para onde viajar em abril: os melhores destinos do mês selecionados a dedo

CALENDÁRIO DE VIAGEM

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL: MELHORES DESTINOS NO BRASIL E NO EXTERIOR

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

BRASIL

As chuvas do final do verão cessam no Sul e no Sudeste: tanto as praias do Rio Grande do Sul e Santa Catarina quanto as do Rio de Janeiro estão ótimas pra ir. No Paraná, as Cataratas do Iguaçu estão volumosas. Em Minas, uma volta por BH pode ser complementada pelas cachoeiras da Serra do Cipó. Já com clima friozinho, a Serra da Mantiqueira ainda tem diárias de baixa. As chapadas no geral estão verdinhas e sem muitas chuvas, assim como Bonito e o Pantanal. Subindo, o sul da Bahia está estável, mas no norte chove: a Amazônia vive a cheia.

CHAPADA DIAMANTINA (BA)

Para onde viajar em abril: dá pra apelidá-la como o playground do ecoturismo brasileiro: você fica um mês ali e não repete um cenário sequer. Lençóis funciona como a porta de entrada, além de atrações como o Morro do Pai Inácio e as grutas Torrinha e Pratinha, mas a bola da vez é Itaetê, cidade ainda pouco explorada, mas próxima da segunda maior cachoeira da região, a Encantada, e seu lindo Poço Encantado. Do Vale do Capão, onde você vai querer conhecer a queda das quedas, a Fumaça, também parte o trekking do Vale do Paty, um dos passeios mais procurados da Chapada, que vai de 3 a 5 dias de caminhada.

Dica: A maioria das atrações requer guias: você vai achar a maior e melhor oferta deles em Lençóis, a cidade mais estruturada.

chapada-diamantina-fotografia-natureza

RIO DE JANEIRO E PRAIAS (RJ)
Abril é um mês excelente pra explorar o estado do Rio. Passaram as chuvas de verão, a temperatura ainda se mantém amena, não há turismo em massa. A viagem pode começar na capital com giros pelas praias de Ipanema e Leblon, vistas de Botafogo, restaurantes em alta do gostoso bairro do Jardim Botânico, o centro revitalizado e a boemia da Lapa e de Santa Teresa. Dali, a ideia é seguir para as praias badaladas de Búzios e aproveitar a água ao estilo Caribe de Arraial do Cabo e depois descer ao sul do estado pra curtir Angra, Ilha Grande e Paraty.
Dica: A estadia em Paraty é complementada pela experiência de ficar num veleiro. Veja este link do Airbnb com sugestões de embarcações.

LEIA MAIS: Onde comer no Rio de Janeiro: 10 lugares escolhidos a dedo na Zona Sul // O que fazer no Rio de Janeiro: 25 programas imperdíveis // Roteiro de fim de semana pra conhecer o mar turquesa de Arraial do Cabo (RJ)

vertical_rio_voo_helicoptero

ILHA DO MEL (PR)

Desbravar destinos de praia do sul no finzinho do calor é uma atitude inteligente pra gastar menos e curtir faixas de areia só pra você – mas tente priorizar o início do mês, ainda no comecinho do outono, pra realizar a viagem em temperaturas ainda agradáveis. Na roots Ilha do Mel, localizada no final da Serra da Graciosa, no Paraná, não se anda de carro, o sinal de celular é fraco e só há a luz da lua pelas trilhas que conectam os atrativos da ilha. São dois núcleos: Nova Brasília e Encantadas, onde se chega numa travessia de balsa de 30 minutos desde Pontal do Sul, no continente. Os surfistas adoram as praias da Fortaleza, de Fora, Grande e do Miguel. De noite, tem forró e reggae pra dançar totalmente descalço.

Dica: Visitar o Farol das Conchas, onde se chega através de trilhas de areia que saem das praias do Farol e de Fora – o visual lá de cima compensa.

FOZ DO IGUAÇU (PR)

Para onde viajar e abril: no início do outono, pós-chuvas de verão, a vazão de água das 275 quedas d’água das cataratas ainda está em alta, deixando-as superatraentes. O calor pede uma investida no Macuco Safari, que segue numa lancha pelo Rio Iguaçu e molha todos os passageiros. Vale também ir até o lado argentino, que passa por cima das quedas e onde as passarelas são mais numerosas. Ainda há tempo pra curtir compras em Puerto Iguazú, no Duty Free argentino e na Ciudad del Este, visitar a Hidrelétrica de Itaipu (onde dá pra fazer um passeio de catamarã pelo Lago Itaipu) e o Parque das Aves.

Dica: Dá pra comprar no Paraguai e na Argentina usando reais; evite os sábados na Ciudad del Este, quando o movimento de entrada no Brasil é inteeeenso.

foz-do-iguacu-pr

MELHOR EVITAR: Alter do Chão, no Pará, onde não vai dar pra pegar praia por causa das cheias. Chove no Norte e no Nordeste em geral, exceto no sul da Bahia – mas os Lençóis Maranhenses ainda não têm lagoas.

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

EXTERIOR

AMÉRICA DO SUL: É outono na América do Sul, que está perfeita pra receber turistas – abril está entre os top 3 meses pra viajar no continente. O calor vai embora no início do mês e dá lugar a um friozinho agradável, mais intenso em regiões de montanha e no sul. O combo de uma semana numa capital + destino de natureza ou vinho vai melhor do que nunca. Assim como em março, o Atacama tem dias excelentes. O Norte da Argentina, onde está Mendoza e Salta, também têm clima ótimo e vinícolas em alta.

DESERTO DO ATACAMA, CHILE

O Deserto do Atacama vive um de seus melhores meses, com temperaturas amenas, paisagens coloridas e movimento ok. Da janela do avião, cenários que parecem ter saído de Marte dão uma prévia do que é o local. Crateras, ondulações pontiagudas e outros formatos arenosos em tons de argila fazem os olhos duvidarem de que a paisagem é mesmo real. E no meio desse terreno inóspito, com cenas saturadas de lagoas, vulcões, salares e rica vida animal e vegetal, há muito o que conhecer.

Dica: Unir a viagem com uma visita ao Salar de Uyuni, na Bolívia, que também vive uma boa época com a água da chuva acumulada no campo do sal refletindo na paisagem, formando os famosos espelhos da água.

LEIA MAIS: Onde ficar no Deserto do Atacama: lista com os melhores hotéis

MENDOZA, ARGENTINA

A vindima acabou em março, mas com ela baixaram os preços e o movimento, além dos primeiros resquícios do frio começarem a aparecer na quinta maior produção vinícola do mundo. Visite as Bodegas Terrazas de los Andes, Família Zuccardi e Catena Zapata. Percorra o lago de Potrerillos, o povoado de Uspallata, a Puente del Inca e o Parque Provincial Aconcágua. Mais adiante, o Cristo Redentor de los Andes está bem na divisa da Argentina com o Chile, numa cênica região de montanhas.

Dica: Em Mendoza, pipocam hotéis charmosos e confortáveis. Pra curtir a estadia da melhor forma, fique em estabelecimentos como o Cavas Wine Lodge ou a Posada Borravino.

mendoza

MONTEVIDÉU, URUGUAI

Para onde viajar em abril: é hora de adentrar dias mais gelados no Uruguai, e uma pausa curtinha é o tempo ideal pra circular pelos atrativos da capital. O Centro Histórico, ou Cidade Vieja, ainda tem jeito de antigamente e muita parrilla no Mercado del Puerto, mas também tem ganhado incursões contemporâneas com novos restaurantes, centros culturais e bares. Nas Ramblas, que acompanham o Rio da Prata, você vê a versão uruguaia da orla carioca, e, em Cordón, passeio por um bairro boêmio descolado.

Dica: Reserve um dia pra um bate-volta às casinhas coloniais de Colonia del Sacramento, a 2h de Montevidéu, de carro alugado ou nos tours da empresa COT.

montevideu-uruguai-viagem

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

CARIBE: Acabada a Páscoa, encerra-se a temporada no Caribe. E esse momento é bom, pois os preços são bem mais convidativos e o tempo ainda é muito bom. Dá pra ir praticamente pra todo lugar: as chuvas só começam em maio. Na última semana do mês, contudo, cuidado com destinos como o Panamá, San Juan e Punta Cana, que já são suscetíveis a tempestades tropicais. E, se não estiver com paciência pra badalação excessiva, fique atento às datas do Spring Break em Cancún, que podem ir até meados de abril.

JAMAICA

Abril é o último mês do período seco na Jamaica, sem chuvas e riscos de furacões (apesar da Jamaica não estar na rota das tempestades). Você verá faixas de areia dos sonhos e um mar ultracristalino, rios turquesas correndo entre as montanhas e uma forte identidade ditada pelo reggae. Um giro completo vai das praias de Montego Bay à natureza selvagem de Ocho Rios, as falésias e rochedos de Negril, o movimento de Kingston e as lagoas de Port Antonio.

Dica: Se quiser um roteiro clássico, opte por ficar 4 dias em Montego Bay (com passeio a Negril e à South Coast) e 3 dias em Ocho Rios (com passeios a Port Antonio e Nine Mile).

LEIA MAIS: Praias da Jamaica e tudo o que você quer saber sobre a ilha

ST. LUCIA

Para onde viajar em abril: a natureza atinge o auge da fotogenia nos Pitons de St. Lucia, duas torres montanhosas de vulcão enfeitadas pela vegetação verde. Elas ficam na região de Soufrière, onde há casinhas coloniais coloridas. Em Rodney Bay, ao norte, é possível ter dias preguiçosos em frente a uma bela baía azul. Assim como em boa parte do Caribe, há uma estação chuvosa e uma seca, que vai até abril.

Dica: A hospedagem tem seu auge no Ladera, resort com pegada glamping que não tem paredes entre a cama, a piscininha privativa, o azul do mar e os morros verdejantes.

caribe-st-lucia

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

AMÉRICA CENTRAL DO NORTE: O México e a América Central estão transitando entre o fim dos dias secos e a chegada das chuvas, mas, como nas praias do Caribe, este mês ainda garante viagens agradáveis no geral. No norte, com a chegada da primavera, as flores estão por todo lado: Seattle sedia o Skagit Valley Tulip Festival, enquanto Vancouver fica em alta com seu icônico Festival das Cerejeiras). Em alguns estados do sul e do centro dos EUA, como o Texas, chove e começa a época de furacões – improváveis, mas possíveis. A Califórnia tem diversos festivais. Começa a temporada seca do Havaí.

SEATTLE, EUA

A desculpa pra fazer uma parada na cidade é o festival de tulipas dos arredores da cidade, o Skagit Valley Tulip Festival. No programa pela imensidão de campos coloridos, é possível conhecer produtos frescos locais e participar de diversos tours em função das flores. Uns dias em Seattle, famosa por seus cafés, camisas de flanela e dias cinzentos que tem como cartão-postal a excêntrica Space Neddle, as balsas que atravessam a Elliott Bay e os picos nevados do Mount Rainier ainda tem ventinho gelado, mas clima já bem mais agradável que no inverno.

Dica: Programe o dia mais ensolarado das férias pra ver as tulipas, uma vez que abril é um mês chuvoso na região. Mas se não rolar, sem problemas, só não esquecer do guarda-chuva.

HAVAÍ, EUA

Para onde viajar em abril: é início da temporada seca nas ilhas havaianas, que vai até setembro. A combinação praias dos sonhos e infra dos Estados Unidos é a maior característica do arquipélago, onde o mar tem água azul-turquesa e a freeway, seis pistas. Das 132 ilhas, quatro se destacam: Oahu, da capital Honolulu, Maui, a ilha do amor, Big Island, do vulcão ativo, e Kauai, considerada a mais bonita por suas falésias beirando o oceano.

Dica: Em Oahu, una os dias em Waikiki, o movimentado centro de Honolulu, com o North Shore, a meca do surf. Ali, o Turtle Bay é o top.

LEIA MAIS: Veja por que é mais legal ficar no North Shore de Oahu // Nossos 9 programas preferidos em Maui, a ilha mais legal do Havaí

maui-hawaii

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

EUROPA: Os ares de inverno vão embora de vez (apesar de ainda haver neve até maio nos alpes), e as flores estão brotando com tudo pelo Velho Continente, onde as capitais finalmente ficam mais bonitas, agradáveis e atrativas. Amsterdã recebe turistas em busca das tulipas do Keukenhof e, em Copenhagen, o Tivoli acaba de reabrir. A regra geral é: quanto mais ao sul, mais calor, mas ainda não dá praia como brasileiros gostam.

LISBOA, PORTUGAL

Novos ventos movem Lisboa: são espaços culturais descolados, novos chefs de cozinha e hotéis-butique, rejuvenescendo seus bairros clássicos. A Baixa é o epicentro do turismo na cidade, seguida pelo Cais do Sodré e seu belo calçadão, os bares agitados e o Mercado da Ribeira. Em Alfama, o bairro mais antigo, você vai encontrar miradouros sem igual, e a Avenida da Liberdade é a Quinta Avenida lisboeta. O Chiado guarda pontos históricos e Bairro Alto anima com aberturas de bares, lojas, restaurantes e galerias de arte, enquanto Belém e sua Praça do Comércio são ícones da capital. Não há tempo ruim pra viajar até a capital portuga, mas abril é um mês especialmente legal pela volta do calor e pela cidade não estar tão cheia.

Dica: Escolha seu hotel em Lisboa lendo este post aqui, com hostels e hotéis em conta selecionados por bairro.

LEIA MAIS: O que fazer em Lisboa bairro a bairro: superguia pronto pra usar // Agito na capital portuga: os 12 melhores bares e baladas em Lisboa // Onde comer em Lisboa: 9 lugares escolhidos a dedo

lisboa

HOLANDA

Sete milhões de flores transformam a Holanda marcada pelo cinza do inverno num país agora de cor e alegria. Sua grande atração são os jardins de Keukenhof, o maior do mundo, formando tapetes surreais de tulipas, a 40 minutos de Amsterdã e Haia num bate-volta. Exposições de rosas, hortênsias e bromélias ainda se revezam na programação, marcada pelo tradicional cortejo de carros alegóricos cobertos por flores. No fim do mês, as ruas do país ainda ficam entupidas de festas com gente vestida de laranja no King’s Day.

Dica: Compre ingresso para o Keukenhof antecipadamente pelo site – não tem data marcada, então você pode escolher o primeiro dia de céu bonito pra fazer a visita e entra direto, sem fila.

ROTA ROMÂNTICA, ALEMANHA

Para onde viajar em abril: criado nos anos 1950 para impulsionar uma Alemanha turística no pós-guerra, este percurso histórico com 300 km e 28 cidadezinhas de castelos de sonhos e típica arquitetura enxaimel de fato transborda romance. A graciosa Füssen, com pinturas decorativas nas fachadas das construções, é a base de quem vai ao imponente Neuschwanstein, que inspirou Walt Disney a criar o castelo da Cinderela. Melhor visitá-lo pela manhã, mais tranquilo, com hora marcada. Veja também a encantadora Rothenburg od der Tauber e Würzburg, famosa pelo grande palácio barroco do século 18, o Residenz.

Dica: As estradas cênicas pedem um carro alugado para desfrutá-las.

alemanha-rota-romantica

SICÍLIA, ITÁLIA

Um dia rechaçada pelo norte do país, a ilha está tinindo com ruínas gregas, vilinhas fotogênicas, gastronomia especialíssima, hotéis a preço de banana e vinhos cada vez mais reconhecidos internacionalmente (um dos propulsores do turismo da região). Pra gastar muito menos do que na Toscana e ficar igualmente maravilhado com cidades como Taormina, Siracusa e Agriento. De quebra, ainda temos ali praias de sonho: Licata, Torre Salsa e Calamosche estão entre as mais bonitas.

Dica: A Sicília e Malta estão tão pertinho uma da outra, que é quase um “pecado” não dar uma esticadinha até lá. AVirtu Ferries tem catamarãs que fazem o trajeto em 1h45.

sicilia

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

ÁFRICA: O noroeste do continente também deixou mesmo o inverno pra trás: é um bom momento pra um passeio pelos mercados de Marrakech e noites no Deserto do Saara. É o início de um ótimo período pra visitar o Botswana, e, de agora até novembro, fim da seca, os animais migram pro Delta do Okavango em busca de água e comida: os safáris estão com tudo no sul da África (Namíbia, África do Sul, Botswana e Zimbabwe).

ZIMBABWE

Para onde viajar em abril: cartão-postal da Zâmbia e do Zimbabwe, já que fica entre a divisa dos dois países, as Victoria Falls formam a maior catarata do mundo, com mais de 1,5 km de largura. Pra se ter ideia do que isso significa, no período de pico, de abril e maio, apenas 2 dias e meio de água rolando por ali representam todo o consumo anual de água em Nova York. Não perca também a interessante cidade de Bulawayo e os bichos mil do Hwange National Park, onde dá pra fazer safári.

Dica: O Zimbabwe faz fronteira com a Zâmbia, a África do Sul, Moçambique e o Botswana, então aproveite a trip pra dar uma esticada em qualquer um desses.

MARROCOS

Abril é simplesmente um dos meses mais perfeitos pra conhecer o Marrocos. Nesta época, o intenso calor do verão no deserto ainda está longe de chegar e as temperaturas são bem agradáveis durante o dia. Comece a viagem por Casablanca e sua Mesquita Hassan II; siga para os mercados, arquitetura e riads encantadores de Marrakech; visite a fortaleza Aït Ben Haddou em Ouarzazate e experimente noites em glampings, acampamentos no deserto, no Saara. Ainda dá pra dar uma esticada em Fez e suas tanneries e Chefchaouen, a cidade azul do Marrocos.

Dica: Alterne o roteiro entre voos, carro alugado, trens e ônibus pra não cansar – o Marrocos pode não parecer, mas é um país grande com longas distâncias a ser percorridas entre seus destinos.

LEIA MAIS: 15 dos spots mais estilosos e instagramáveis do Marrocos // Mulheres viajando sozinhas no Marrocos: um guia de sobrevivência // Veja um roteiro de road trip pelo Marrocos, de Marrakech a Fez

merzouga-saara-marrocos

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

ÁSIA E OCEANIA: É um dos meses mais agradáveis pra transitar no Oriente Médio devido ao calor moderado. O sul do Vietnã, Camboja, Laos, Filipinas, norte da Tailândia e Myanmar tem calorão forte sem chuvas, que só chegam a partir do mês que vem. Nos primeiros dias de abril, as cerejeiras brotam no Japão. É uma boa hora pra trekkings no Nepal. Evite o Sudeste da China, onde chove. O clima na Oceania está ok: mergulhar na Grande Barreira de Corais em Cairns está aprovado.

JORDÂNIA

Para onde viajar em abril: dos países do Oriente Médio, a Jordânia é um dos mais conciliadores, moderados e abertos ao turismo, sobretudo por abrigar Petra, a fotogênica cidade esculpida lindamente em rocha e por seu inteligente sistema de canalização de água no meio do deserto. Considere no tour um giro pela capital Aman, um banho boiando no Mar Morto e trilhas, escaladas e passeios de balão no deserto de Wadi Rum.

 Dica: Se topar fazer um pouco de turismo religioso, o Monte Nebo é conhecido como o local de batismo de Jesus.

NEPAL

Caminhar é o único meio de cruzar vilarejos e monastérios do acidentado relevo do Nepal, casa do Monte Everest e de outros sete dos dez maiores picos do mundo. A grande variedade de montanhas permite que não só alpinistas qualificados participem de escaladas, como também viajantes em busca de intensas experiências de vida. As rotas mais leves estão na região da montanha Annapurna, com trekkings de uma semana com altitude máxima de 3 200 metros (quanto mais alto, mais comprometida fica a quantidade de oxigênio no ar). Também dá pra optar por percursos viáveis no próprio Everest, parando no campo-base, aos 5 364 metros, ou antes. De agora até junho, estação quente e mais seca, a temperatura é tolerável e o céu, geralmente azul.

Dica: Para roteiros acima dos 5 mil metros, é desejável ter conhecimento em alpinismo; abaixo disso, as exigências são ter muita garra, um bom condicionamento físico e não apresentar problemas de saúde.

nepal

BUTÃO

O país que se manteve isolado durante séculos, praticamente rural, repleto de montanhas, rios bosques e templos centenários, com quase um terço da sua população de monges budistas, agora está mais aberto para o mundo. E, para o turismo, que se concentra essencialmente entre os trekkings de Paro, a capital Thimphu e nos vales cinematográficos de Punakha. Até maio, o país está na melhor época, com calorzinho e sem a umidade das monções.

Dica: Mais do que a inflação ou o PIB, no Butão o que importa é o FIB, o índice de Felicidade Interna Bruta. Movido nessa onda, aproveite a viagem pra praticar meditações em templos e monastérios, altares em hotéis e no meio dessa natureza montanhosa com energia especial.

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL

+ EVENTOS LEGAIS PELO MUNDO

Coachella (Califórnia, EUA)

O superfestival de música, possivelmente um dos mais hypados do mundo, traz expoentes do pop, rock e dance music. Os shows acontecem no meio do deserto por dois fins de semana e você compra os ingressos às escuras, porque a programação só é liberada um pouco antes do evento.

New Orleans Jazz & Heritage Festival (New Orleans, EUA)

Num festival focado em ouvir música de qualidade, tem desde Stevie Wonder e Alabama Shakes até artistas da região Sul dos EUA, como grupos de tradicionais de jazz, blues e funk e corais de gospel.

Ano-novo budista “Songkran” (Tailândia)

Tradicionalmente, no Ano-novo budista os tailandeses devem fazer arranjos e homenagens a Buda nos templos, ficar com a família e demonstrar respeito aos mais velhos espirrando um pouco de água aromatizada nas mãos deles. É praticamente impossível andar pelas ruas sem se molhar (ainda bem, porque é o mês mais quente do ano na cidade).

PARA ONDE VIAJAR EM ABRIL: e você, quais são as suas sugestões de destinos? Deixe aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *