estados unidos


Havaí: veja por que é mais legal ficar no North Shore de Oahu

Com algumas das ondas mais famosas do mundo, no North Shore de Oahu o destaque não vai só pra natureza exuberante, mas pra vibe do surf e a simplicidade que traz paz.

LEIA TAMBÉM: Os nossos 9 programas preferidos em Maui

Barbados: o Caribe mais perto da gente com voos por menos de R$ 1 500
Guia de sobrevivência: Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã

Veja aqui por que ficar no North Shore de Oahu:

Oahu, a principal ilha do Havaí, pode ser dividida em duas regiões principais: o sul, onde fica a capital Honolulu e a famosa praia de Waikiki, e o norte, também conhecido como o North Shore – ou, melhor, a meca do surf.  A diferença entre os dois lados é enorme. Enquanto Honolulu tem pegada de cidade grande dos States e Waikiki é totalmente turística, com uma pequena faixa de areia cercada por altos prédios de hotéis, mar calminho e lojas da Victoria’s Secret, Tiffany e Chanel na colorida Kalakaua Avenue (tudo no Havaí tem nomes com ulauai e ka alguma coisa), o North Shore, a uma hora dali, é exatamente o oposto disso.

Ficar no North Shore de Oahu se resume às famosas praias de ondas gigantes do chamado Seven Mile Miracle, onde a palavra ostentação passa longe. Lá, parece que o tempo parou e uma tsunami imaginária de simplicidade invadiu a rotina dos moradores. Os looks do dia só pedem Havaianas, shorts e camiseta – e sempre um biquíni ou sunga por baixo da roupa. Cenas clássicas envolvem a galera fazendo piquenique e tocando ukelele nos beach parks, surfistas passando parafina em suas pranchas e palmas, “uuuuuhs” e “ahs” quando alguém pega uma onda boa (ou uma onda péssima).

Também vale entender as estações, que implicam em viagens totalmente diferentes ao Havaí em geral: no verão, as praias viram grandes lagoas, quase sem onda nenhuma no mar. É bem quente, faz sol o dia todo e as crianças brincam na beira da água. Já no inverno, de meados de novembro ao fim de março, as partes das ilhas que recebem grandes ondulações, como o North Shore, formam mares gigantes, com mais de 30 pés dependendo do swell que entrar. Surfistas de todas as partes do mundo desembarcam em Honolulu e rumam ao norte da ilha pra mais uma temporada de ondas clássicas havaianas. A temperatura cai pra cerca de 25ºC e pode chover e ventar no fim do dia.

web

surfing

Ficar no North Shore de Oahu:

BEM-VINDO

Pra começar, você irá precisar alugar um carro pra se locomover pela ilha. Saindo de Honolulu, pegue a H1, com suas seis enormes faixas (porque você ainda está num estado americano) em direção ao norte. Após meia hora na estrada, a paisagem começa a mudar, os prédios vão ficando pra trás e a vibe do Pacífico finalmente toma conta. Troque pra H2 após Pearl City, depois a Wilikina Drive e, então, a Kamehameha Highway, a Quinta Avenida do North Shore.

A primeira parada é na Dole Plantation, enorme fazenda de abacaxis com tour pelas plantações, labirinto gigante e o melhor sorvete de abacaxi do mundo – não vá embora sem provar.

Logo vem Haleiwa, a cidadezinha-base gracinha da região, onde as lojas vendem roupas de surf, pranchas de surf e artesanatos de surf; a melhor sugestão de restaurante é, na verdade, um food truck, o Giovanni’s Shrimp; e até o McDonalds é humilde, sem o outdoor vermelho e amarelo. Ali, também é legal dar uma passada pela Clark Little Photography, galeria do fotógrafo de surf Clark Little, com quase 2 milhões de seguidores no Instagram, comprar shampoos e outras coisas em conta na Long Drugs e comer a famosa raspadinha do Yoshida, sempre com filas intermináveis.

Quem já mandar bem nas ondas pode se arriscar no mar de Haleiwa, onde rolam altas na temporada. Já pra aprender a subir na prancha, a boa é ir ao Puaena Point, no canto direito da Waialua Bay, com mar propício às crianças e iniciantes.

surfpro

praiahawaii

Ficar no North Shore de Oahu:

7 MILHAS DE PRAIAS

Dali em diante, a linda e apertadinha Kamehameha Highway vai beirando o mar e as montanhas do North Shore e passa por algumas das praias mais famosas e com as melhores ondas do mundo. A faixa de areia é praticamente uma só e se estende de Haleiwa até o resort Turtle Bay; os nomes das praias vão mudando conforme as ondas que quebram por ali.

LEIA TAMBÉM: Todas as suas dúvidas sobre a viagem de lua de mel respondidas
Por que se hospedar em Tulum, a linda vizinha roots de Cancún
Praias da Jamaica e tudo o que você quer saber sobre a ilha caribenha do reggae

Dentre os destaques está a lendária Waimea Bay, que não rola todos os anos, mas quando se forma chega a ter mais 30 pés de altura. Ali do lado, Sharks Cove tem piscininhas naturais ótimas pra mergulhar com snorkel, mesmo no inverno, quando o mar costuma ficar mexido e perder visibilidade.

Depois há a famosa Banzai Pipeline e suas ondas tubulares perfeitas – com um dos maiores índices de mortalidade do esporte. Todo dezembro, a última etapa do WSL, o Circuito Mundial de Surf, e disputas da Tríplice Coroa reúnem milhares de pessoas sentadas em toalhas na areia pra assistir aos campeonatos. No resto do ano, vale perder uma horinha em Pipe sempre que o mar cooperar: com certeza alguém estará remando. Já nos dias em que o swell não ajudar dá pra trocar a prancha pelo skate e tentar um lugar no bowl do outro lado da estrada, sempre lotado fora da temporada do surf.

Por último há ainda a clássica Sunset Beach, que, como o nome sugere, é um dos endereços de Oahu mais bonitos para assistir ao pôr do sol. Beirando a areia há uma deliciosa pistinha de bike, onde dá pra pedalar com muito, muito estilo. Em tempo: não deixe as caravanas de turistas matarem a sua vibe, elas logo vão embora. Mesmo.

wslchamos

monthaw

Ficar no North Shore de Oahu:

TURTLE BAY: O RETIRO DO SURF

Assim como o Four Seasons e o Ritz-Carlton estão pra quem curte o luxo em sua excelência, ficar no North Shore de Oahu no Turtle Bay Resort (diárias a partir de US$ 229) está para os surfistas que viajam ao Havaí. Posicionado em uma cênica península da, adivinhe, Turtle Bay, o hotel tem uma prainha privativa em que dá pra mergulhar de um lado, uma praiona privativa em que dá pra surfar do outro e uma visão sem-fim do Pacífico à frente.

A programação de atividades ao ar livre é intensa, incluindo ótimas aulas de yoga em cima da prancha de SUP, tours de caiaque e cavalgadas ao pôr do sol. São três restaurantes principais e um bar com karaokê – todos que valem a pena, em especial o agradável Lei Lei’s, com mesas ao ar livre perto do campo de golfe, onde é comum encontrar figurões havaianos como John John Florence.

Nos quartos – enooormes – o estilo praiano também toma conta, com uma leve sofisticação de resort upscale. Como de praxe, na reserva opte por uma suíte com varanda e vista pro mar – vale a pena desembolar um pouquinho a mais pra acordar em um filme de surf todo dia.

Ficar no North Shore de Oahu:
TURTLE BAY RESORT: RESERVE AQUI!

turtleee

turtle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *