DÚVIDAS NORONHA

Fernando de Noronha é o paraíso no Brasil. Tem as praias mais lindas, a vibe mais cool, a natureza mais agraciada em fauna, flora, paisagens.

Mas tem questões intrigantes envolvendo a viagem: é muito caro? Tem que pagar uma taxa? É tranquilo nadar com tubarões? Dúvidas Noronha: veja abaixo perguntas e respostas com dicas que vão solucionar toda a sua viagem para Fernando de Noronha.

LEIA TAMBÉM: O melhor guia de viagem a Fernando de Noronha

Dúvidas Noronha: tudo o que você queria saber

PLANEJAMENTO DE VIAGEM PARA FERNANDO DE NORONHA

Faz diferença ir para Noronha em janeiro ou em julho? Ou qual a melhor época?

Faz muita diferença. A época mais seca se estende de agosto a janeiro; enquanto as chuvas ocorrem entre fevereiro e julho. Janeiro é considerado o inverno de Noronha (apesar de não haver diferença de temperatura em relação ao verão), quando as folhagens ficam mais secas e entra a temporada do surf, que vai de dezembro a meados fevereiro, quando o mar fica BEM agitado e o swell pode ficar gigante. Já julho é o auge do verão, com natureza verdinha e águas calmas. O Ano-novo e o Carnaval são as épocas mais caras: evite se quiser economizar o máximo possível. Quem quer mergulhar e ver vida marinha em abundância, a melhor época pra curtir o mar bem lagoa é no mês de setembro – leia mais sobre vida marinha mais pra baixo.

LEIA MAIS: Para onde viajar no Brasil a cada mês do ano: calendário completo

Com quanto tempo de antecedência é ideal programar a viagem para Noronha? E quantos dias ficar?

Em Noronha as pousadas mais bacanas lotam bem rápido. Dentre as mais cobiçadas, até dois meses antes já não tem mais vaga. O voo é outra questão: em cima da hora fica mais caro e sem disponibilidade, como são poucas frequências aéreas para Noronha por dia (são de dois a quatro ou cinco trechos em alta temporada). Para conseguir uma boa hospedagem, agendar passeios e refeições com calma e se planejar bem, o ideal é reservar a viagem com pelo menos três meses de antecedência.

Ficar menos de uma semana vai te deixar com muita vontade de retornar o mais rápido possível a Noronha. Dá pra ir num feriado e ficar quatro, cinco dias? Dá, mas vai ser corrido e atividades importantes terão de ficar de fora. Além disso, os dias de chegada e partida não oferecem muito tempo, uma vez que, exceto pra quem sai de Natal e Recife, vão ser necessários dois voos, tomando boa parte do seu tempo. Ficar seis noites é o mínimo recomendado.

Fernando de Noronha tem fuso horário diferente do Brasil?

Sim. Fernando de Noronha está no fuso GMT – 2, afastado mais de 300 km ao leste no oceano, a 1 hora a frente do fuso GMT -3, horário de Brasília. No retorno de Noronha, você aterrisa no continente praticamente no mesmo horário que decolou, já que o voo tem uma hora de duração e esse é o tempo que o relógio volta durante o percurso.

O que precisa levar na mala para Fernando de Noronha?

Assim como nos destinos tropicais, biquínis, sungas e roupas de banho e cangas de monte. Um casaquinho é valido para noites com vento ou estabelecimentos fechados com ar-condicionado. Havaianas e chinelos são o calçado oficial – levar salto vai ser total perda de tempo. Se planejar fazer trilhas, leve roupas de aventura. Chapéu ou boné vão te proteger do sol. Pra quem tem snorkel e pé de pato próprio, vale a pena guardar espaço na mala pra isso. Repelente é super necessário, assim como protetor solar! E uma câmera subaquática vai te render os cliques lindos. Levar uma garrafinha de água reutilizável vai ser bem útil também.

LEIA MAIS: Mala para o Nordeste: o que levar na sua próxima viagem

10-dicas-arrumar-mala

DÚVIDAS NORONHA

SAÚDE EM FERNANDO DE NORONHA

Tempos de Covid-19: precisa de teste de coronavírus pra entrar em Noronha?

Sim. Para embarcar rumo a Noronha é necessário apresentar um PCR com laudo laboratorial impresso apresentando resultado negativo para Covid-19 – ou atestando o contágio depois de 20 dias – no momento do check-in. E, depois de cinco dias em Noronha, você pode ser selecionado para o teste de controle de turistas, feito gratuitamente no stand ao lado do aeroporto (quem paga a TPA no aeroporto é automaticamente sorteado, enquanto que, entre quem paga online, são sorteadas 30 pessoas por voo).

SEGURO VIAGEM PARA COVID-19:

O plano Nacional + da Universal Assistance, por exemplo, funciona em território brasileiro cobrindo até R$ 56 468 em despesas médicas hospitalares decorrentes da contaminação por coronavírus.

mascara-respiratoria

+ SEGURO VIAGEM EM TEMPOS DE COVID-19: veja as cláusulas e atualizações das seguradoras aqui!

O site Seguros Promo, que a gente usa e recomenda aqui no blog, cota o seguro viagem com várias empresas diferentes para você encontrar o mais barato/útil para você. Além disso, usando o código CARPEMUNDI5, você tem 5% de desconto na compra. Ele abrange as principais empresas de seguro viagem internacional (Universal Assistance, Assistcard, GTA, Affinity, April Coris, entre outras) e tem um atendimento bastante atencioso.

Dúvidas Noronha: tudo o que você queria saber

TRANSPORTE/LOCOMOÇÃO EM FERNANDO DE NORONHA

Dá pra ir a Noronha de barco? Ou avião é a única forma?

Hipoteticamente, sim, você poderia ir de barco a Noronha. Mas essa não é uma opção oficial – não existem rotas turísticas marítimas para Noronha, pois as embarcações permitidas ali são poucas, respeitando as normas de preservação ambiental. O único jeito seria “pegando carona” num navio cargueiro transportando mantimentos, que leva mais de 24 horas para chegar em Noronha desde o continente partindo de Recife. Os únicos barcos em que você vai navegar em Noronha serão os dos passeios turísticos pelo arquipélago (leia mais sobre passeios e serviços nas perguntas mais abaixo).

O avião é o único meio turístico possível para chegar em Noronha. A Azul e a Gol fazem o trajeto com cerca de duas frequências diárias cada com voos na faixa dos R$ 1 500 por pessoa (ida e volta desde Recife). Leia mais sobre a rota aérea na resposta aqui embaixo.

passeio-barco-noronha

É melhor ir pra Noronha com escala via Natal ou Recife?

Fernando de Noronha está distante 545 km de Recife e 360 km de Natal. Apesar de Natal estar situada geograficamente mais próxima de Noronha, a ilha faz parte do estado de Pernambuco, cuja capital é Recife. Por isso, a maioria dos voos para Noronha parte de Recife, a capital do estado. As aeronaves usadas nos voos via Recife também são superiores: a Azul usa um Jato Embraer 190 e a Gol usa um Boeing 737-500, que fazem o percurso em 1 hora. Já o avião utilizado via Natal pela Azul é um ATR-72, bimotor pressurizado, de médio porte e propulsão turboélice – por isso leva mais tempo para chegar, cerca de 1h30, mesmo sendo mais curta a distância.

Qual é o melhor assento do avião para reservar e conseguir fotografar aquela paisagem clássica da Baía dos Porcos em Noronha ao pousar?

A dica é: para aterrisar com a paisagem icônica da Baía dos Porcos e dos Dois Irmãos em Noronha você vai querer sentar do lado esquerdo do avião na vinda e do lado esquerdo novamente na volta. O ideal é evitar as poltronas 14 e 15 porque ficam bem na asa da aeronave, cobrindo a paisagem ao chegar perto. Pra evitar a asa na sua foto, reserve as primeiras fileiras. Se não se importar com ela, a poltrona da janela da fileira 19 ao lado esquerdo da aeronave vai ser perfeita.

LEIA MAIS: 11 dicas para uma viagem aérea realmente barata

janela-aviao-fernando-de-noronha

Precisa alugar buggy em Noronha? Como se locomover pela ilha?

O buggy não é fundamental, mas é sinônimo de conforto, praticidade e uma viagem muito superior. Eles são caros, sim. Custam de R$ 300 a R$ 350 a diária e a gasolina sai por mais de R$ 7 o litro no único posto da ilha. Quem prefere pode alugar carro também, que cada vez mais chegam em Noronha substituindo o posto dos tradicionais buggys – há opções econômicas como um Fiat Uno desde R$ 400 e como o Suzuki Jimny, combinando com a vibe de Noronha, desde R$ 500 a diária. Veículos 4×4 como a Mitsubishi L200 Triton saem por mais de R$ 1 000 a diária. E, como opção alternativa, alugar uma moto custa R$ 200 a diária. A Locadora Morro do Farol tem boas opções de veículos.

Sem veículo dá pra ficar dependente dos ônibus, que passam a cada 30 minutos ou 1 hora de ponta a ponta (do Sueste ao Porto), dos táxis (com valores tabelados) ou caronas, que são suuuuuper comuns na ilha. É aquilo: dá sim pra se virar sem carro se essa for a opção viável para você, mas você perde em praticidade.

Em tempo: na maioria das hospedagens da ilha, o transfer in/out do aeroporto está incluso no valor da diária. Em tempo 2: é bom reservar seu buggy ou outro veículo com certa antecedência em alta temporada, uma vez que a procura fica grande.

DÚVIDAS NORONHA

GASTOS EM FERNANDO DE NORONHA

No geral, por que tudo é tão caro em Noronha?

A 545 km da capital do estado Recife, é natural que os preços venham a ser mais elevados na ilha. Noronha é sim o destino mais caro do Brasil (e, dependendo, até mais caro que ir pro exterior). O alto custo de vida na ilha, onde praticamente tudo precisa ser importado de barco do continente, joga os preços lá pra cima. Taxas ambientais como a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) e a taxa do Parque Nacional Marinho (PARNAMAR) também encarecem a viagem, mas mantém a preservação do arquipélago. O valor da passagem aérea também é outro fator alto que não dá pra fugir – vai sair sempre na faixa dos R$ 1 500 por pessoa (ida e volta). Mas, claro, é possível economizar – leia mais abaixo sobre quanto custa uma semana em Noronha.

LEIA MAIS: 54 dicas para viajar com pouco dinheiro: a lista definitiva

Como funciona a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) de Fernando de Noronha?

A Taxa de Preservação Ambiental é um tributo cobrado e arrecadado pelo Estado de Pernambuco, que administra o Distrito Estadual de Fernando de Noronha, sendo aplicado na gestão dos serviços públicos da ilha. O valor da taxa é cobrado por dia de permanência e deve ser pago no aeroporto no momento do desembarque ou ainda pela internet através deste link. Para quem fica um dia, o valor cobrado é de R$ 79,20. Já pra quem fica sete dias, esse valor sobe para R$ 503,72. Para 20 dias são R$ 2 338,01 a serem desembolsados e a tabela segue crescendo para mais dias de permanência no arquipélago.

Em tempo: além da TPA, outra taxa que você vai precisar pagar em Noronha vai ser a de ingresso no Parque Nacional Marinho (PARNAMAR) de Noronha, onde estão as praias do Sancho, do Leão e do Sueste e do Atalaia. O valor é único de R$ 126 para brasileiros, pago apenas uma vez. Você pode efetuar a sua carteirinha na ilha no Centro de Visitantes do ICMBio, no Boldró, diariamente, das 8h30 às 19h, ou online através deste link.

Tem como gastar pouco em Fernando de Noronha? Qual seria o valor mínimo de gastos para uma viagem de uma semana?

Tente fazer sua viagem na baixa temporada, sobretudo em abril e maio, meses de mais risco de chuvas, quando os preços caem até 30% e há menos turistas na ilha. Outra dica sobre como economizar em Noronha é negociar muito com os comerciantes e prestadores de serviços por lá.

QUANTO CUSTA UMA SEMANA EM NORONHA:

  • Voo São Paulo-Fernando de Noronha: R$ 1 500 (preço médio bom)
  • 6 noites quarto compartilhado Boldró Surf House: R$ 660 (R$ 110/diária)
  • 7 dias de permanência TPA: R$ 503,72
  • Taxa Parque Nacional Marinho: R$ 126
  • Refeições, mantimentos e transporte de ônibus: R$ 700 (R$ 100 por dia)
  • Ilhatour: R$ 200 + passeio de barco: R$ 175

= R$ 3 864,72

(+ eventuais gastos extras)

= R$ 4 000 é o orçamento mais básico e barato para viajar a Noronha

morro-do-pico-noronha

DÚVIDAS NORONHA

SERVIÇOS EM FERNANDO DE NORONHA

Pega sinal de celular em Noronha? E Wi-Fi?

Celulares funcionam, sim, mas não em todos os pontos da ilha (os melhores pontos de conexão são a Vila dos Remédios, a Vila do Trinta e as praias mais próximas, já que as torres das telefônicas ficam próximas dessas áreas). Agora a questão é que mesmo quando há 3G ou 4G pegando, é bem comum a conexão à Internet ser fraca e inconstante. Vivo, Claro e TIM têm cobertura 4G e 3G. Já a Oi tem apenas 3G. Enviar e-mail pesado, vídeo e arquivos muito grandes só é possível em horários alternativos bem cedo, quando quase ninguém está conectado. A grande maioria das pousadas oferece senha para conectar ao Wi-Fi, mas a surpresa é que você conecta e, veja só, nada acontece – e isso mesmo nas pousadas de alto padrão. Não adianta: Noronha é um lugar, realmente, para se desconectar.

DÚVIDAS NORONHA

Quais as melhores pousadas de Fernando de Noronha?

Pousada Maravilha (RESERVE AQUI!, diárias desde R$ 2 780)
É, não à toa, a mais famosa do arquipélago. Luciano Huck entrou na sociedade que construiu a pousada e saiu, mas a fama ficou. Na Baía do Sueste, tem bangalôs e piscina de borda infinita de sonho. O café da manhã é servido a qualquer hora e as camareiras até desarrumam a sua mala.

Pousada Morena (RESERVE AQUI!, a partir de R$ 1 940)
É procurada principalmente pela piscina de borda infinita de frente pro mar com vista pro Morro do Pico. Oferece gostosos bangalôs com varanda e charme e serviço melhores que na vizinha, a Zé Maria.

pousada-maravilha-noronha

Pousada Maria Bonita (RESERVE AQUI!, diárias desde R$ 1 906)

Bem localizada na Vila dos Remédios, a pousada inaugurada por Bruno Gagliasso mistura elementos naturais como a madeira e objetos de design, com cores neutras e valorizando os aspectos regionais do Nordeste. Tem piscina.

Eco-Pousada Teju Açú (RESERVE AQUI!, diárias desde R$ 2 237)
No meio da mata, tem bangalôs acima do nível do solo (tudo na pousada é pensado sustentavelmente) com acabamento em madeira de reflorestamento. Os quartos tem camas com mosqueteiros que dão um charme a mais.

NANNAI Noronha Solar dos Ventos (diárias desde R$ 3 390)

Recém-chegado em solo noronhense, reformulado na estrutura do antigo Solar dos Ventos, desponta como o queridinho com seus oito bangalôs e dois apartamentos. A diária é beeeem salgada e achar vaga vai ser disputado, mas valer todo o luxo, charme e infra da estadia.

DÚVIDAS NORONHA

+ POUSADAS EM CONTA COM CHARME: veja o post completo com 8 opções de hotéis e pousadas baratas em Noronha aqui

Beco de Noronha (RESERVE AQUI!, a partir de R$ 599)

Pequenina, é decorada com arranjos de flores e peças feitas com material reciclado. Palmas ao ofurô, todo bonitinho no jardim interno. Nos quartos há caixinha de som pra iPhone.

Ilha do Frade (RESERVE AQUI!, a partir de R$ 648)

Simplória, mas com um e outro artesanato charmoso emperiquitando o local. O agradável jardim é o que a pousada tem de melhor, com vista para o Mar de Fora e para a Ilha do Frade.

Pousada da Villa (RESERVE AQUI!, a partir de R$ 788)

Compacta, com clima aconchegante de casa de praia própria e varandinha voltada para a rua. Os quartos ficam no fundo, separados por um jardim. Há chá da tarde gostoso incluso no valor da diária.

(um quarto na casa de alguém, as chamadas pousadas domiciliares, saem já na faixa de R$ 300 em Noronha, por isso não espere bom custo-benefício ao falar de hospedagem na ilha – você vai pagar caro e, mesmo assim, nem sempre achar conforto e boa recepção)

Airbnb em Fernando de Noronha – veja também casas de aluguel de temporada aqui:

Dúvidas Noronha: tudo o que você queria saber

E quais os melhores restaurantes em Fernando de Noronha?

Boa parte dos melhores restaurantes acompanha o endereço das melhores hospedagens. Abaixo, boas opções:

  • Restaurante Zé Maria: de quartas e sábados oferece o disputado Festival Gastronômico, o maior evento de culinária da ilha, com todo tipo de peixe e frutos do mar dispostos numa enorme mesa festiva, acompanhada de música ao vivo
  • Restaurante Maravilha: ingredientes regionais e brasileiros servidos em pratos bem apresentados pelo chef Joca Pontes entre as mesas ao ar livre no deck da pousada com vista para a Praia do Sueste
  • Restaurante Nannai: frutos do mar são a especialidade, dentro de um conceito farm to table, com receitas tradicionais pernambucanas que têm um toque regional, trazendo moquecas e carne de sol
  • Do Vale Restaurante: o forte é a Peixada do Sólon, festival de comida japonesa e frutos do mar às quintas-feiras, mas o cardápio tradicional também não deixa a desejar entre as especialidades de peixes e frutos do mar
  • Mergulhão: de frente pro porto, claro que tem peixes e frutos do mar também como especialidade, também com boas opções vegetarianas e veganas adaptadas do cardápio
  • Cacimba: leva o nome da praia, maso bistrô fica no Centro Histórico, e serve, num ambiente intimista com varanda aberta, tudo que vem do mar, mas também bons risotos e massas
restaurante-pousada-maravilha-noronha

Quais são as melhores praias de Noronha?

Em Noronha há praias pra todos os gostos: de mar calminho, boa pro mergulho, de ondas fortes, com tartarugas-marinhas, com a água mais clara do país, com piscinas naturais, com berçários de animais marinhos, de fácil acesso, de difícil acesso, com recifes de corais. Mas todas tem cenários de dar inveja a qualquer um. No mar de dentro, virado pro Brasil, ficam as mais famosas e procuradas, com águas mais calminhas e azuis, como a Praia do Sancho, eleita a melhor faixa de areia do mundo pelos usuários do TripAdvisor, e a praia da Cacimba do Padre, onde entram as ondas potentes de Noronha e onde está o cartão-postal dos Dois Irmãos. No mar de fora estão as mais selvagens, mas igualmente lindas, como a Praia do Leão. Para nadar em piscininhas naturais, o melhor lugar vai ser a Praia do Atalaia. Bom lembrar que algumas delas fazem parte do Parque Nacional Marinho (PARNAMAR) e pedem a carteirinha de acesso no valor de R$ 122 (como mencionado acima). Enfim, não tem como escolher ou selecionar uma praia só, afinal a sua preferência vai depender do seu estilo de viajante.

praia-do-bode-noronha

Precisa agendar algum passeio com antecedência em Noronha? E qual é a melhor forma de fazê-lo?

Você pode deixar para fazer seus agendamentos ao chegar na ilha, ao menos que esteja buscando algo muito específico, como um aluguel de um barco privado para uma data inflexível, por exemplo. Mas passando cerca de uma semana em Noronha você consegue fazer todos os passeios que desejar resolvendo os agendamentos ao chegar – mas claro que pode fazer isso também com maior antecedência se preferir. Para o mergulho com cilindro há a Águas Claras, para passeios de barco, o Happy Days e para o Ilhatour e as piscininhas do Atalaia, a empresa receptiva Atalaia Noronha. Lembrando que você pode circular por todas as praias da ilha livremente, exceto pelas faixas de areia do Parque Nacional Marinho, que pedem o pagamento da taxa de R$ 122 e carteirinha de acesso e tem horários controlados.

DÚVIDAS NORONHA

Algumas trilhas também requerem agendamento presencial no Centro do Visitante do ICMBio. São elas:

  • Morro São José: 16 vagas (obrigatório ir com guia)
  • Enseada dos Abreus: 24 vagas
  • Pontinha e Caieiras: 40 vagas (obrigatório ir com guia)
  • Atalaia: 96 vagas
  • Capim-Açu: 40 vagas (obrigatório ir com guia)

Dica de guia para trilhas: @franklin.noronha

LEIA MAIS: Melhores botas para trilhas: calçados leves, ajustáveis e confortáveis

trilha-praia-do-leao-fernando-de-noronha

Alguma outra dica de passeio/serviço/experiência imperdível em Fernando de Noronha?

  • Pra quem é fã de yoga, praticar uma aula na praia com a Tammy do Noronha Zen vai ser incrível. Aliás, pra quem marca casamentos na ilha, ela também celebra uniões. E faz massagens com filosofia indiana e uso de aromaterapia.
  • O passeio de canoa havaiana é lindo e você vê os golfinhos bem de perto, nadando praticamente junto com a canoa. Outro passeio bem legal saindo do porto é o de caiaque transparente.
  • Assistir ao pôr do sol vai sempre ser bem lindo do Forte do Boldró e do porto. E o nascer da lua é uma experiência e tanto nos dias de lua cheia no Museu dos Tubarões.
  • Mergulhar de cilindro na Laje da Cacimba (mergulho credenciado/avançado) costuma ser bem lindo e o mergulho mais desafiador para dive masters é o da Corveta, a 65 metros de profundidade. Ambos podem ser feitos com a Águas Claras.
  • Você não vai se arrepender de fazer reserva para o Festival Gastronômico do Zé Maria.

LEIA MAIS: Yoga na hora de viajar: como manter sua prática mesmo fora da rotina

Dúvidas Noronha: tudo o que você queria saber

Dá pra conhecer as pousadas mais legais de Noronha em day use ou almoço/jantar?

Almoçar e jantar é possível nos restaurantes de várias pousadas bacanas, como a Pousada Maravilha, o Nannai, a Zé Maria (reserve, se puder, o Festival Gastronômico de quartas e sábados), a Teju-Açu, a Pousada do Vale. A dica é agendar com antecedência pra conseguir vaga. Já o day use não é algo habitual, mas dá pra achar um e outro estabelecimento que pratica na baixa temporada – a Pousada Maravilha oferece day use para aproveitar as piscinas e a área do spa para o casal desde R$ 1 500 e a Pousada do Vale, desde R$ 800 por pessoa com 1h30 de massagem incluída. Outra ideia pra quem tem interesse em conhecer as hospedagens é aproveitar o serviço de spa e reservar uma massagem – na Maravilha, desde R$ 410.

Fernando de Noronha tem vida noturna?

A vida noturna não é o forte de Noronha. Por lá, tudo acontece mesmo durante o dia. É a essência da ilha, acordar cedo, surfar, curtir o dia. Mas dá sim pra achar algum agito no fim de tarde no Bar do Meio e de noite no Bar do Cachorro pra curtir forró e reggae. Em noites de lua cheia, pra assistir ao nascer da lua e tomar drinks, o jardim do Museu dos Tubarões é um must e tem agito.

DÚVIDAS NORONHA

VIDA MARINHA EM FERNANDO DE NORONHA

É seguro mergulhar com tubarões e outras espécies marinhas em Noronha?

O ecossistema marinho de Noronha é perfeitamente natural, correto e preservado. Isso quer dizer, basicamente, que há comida suficiente para todos os animais marinhos. A vida marinha em Noronha é rica e abundante. Por isso, é completamente seguro interagir com a fauna marítima em mergulhos no mar. Em outras palavras: os animais não estão interessados nos humanos.

Um ou outro caso envolvendo mordidas de tubarões aconteceram por descuido: houve a vez em que uma turista tentou tirar uma selfie com um tubarão e vezes em que surfistas estavam no mar depois das 17h (quando não é recomendado mais ficar à deriva, já que esse é o horário de maior atividade dos animais marinhos) e, ao cairem da onda, bateram em cima de um tubarão, que se defendeu. Mesmo assim, as mordidas nesses infortúnios foram “leves”, nunca levando à morte ou lesão grave – de novo, os humanos não são alimento de tubarões.

golfinhos-four-seasons-maldivas

Em tempo: complementando a fala acima, em frente às principais praias da ilha há placas sobre a boa convivência no ambiente marinho de Noronha instruindo turistas a não entrar no mar antes das 7h e depois das 17h desacompanhados, no horário de caça dos peixes, tubarões e animais marinhos. E, claro, sempre respeitar a fauna marítima não tocando em nenhum animal ou forçando qualquer tipo de interação.

Por que não é permitido nadar com os golfinhos em Fernando de Noronha?

Nadar e mergulhar com golfinhos rotadores, mesmo fora da Baía dos Golfinhos, um dos principais locais de contemplação dos animais, é proibido uma vez que o ato pode interferir e impactar a livre atividade dos golfinhos. Se golfinhos estiverem passando ou se você estiver indo mergulhar de cilindro numa área em que há golfinhos, não entre no mar. Agora, se você já estiver no mar e golfinhos de repente chegarem e vierem até você, então você pode permanecer na água. Pode até parecer que não, mas são regras assim que justificam a riqueza ambiental fortemente preservada de Fernando de Noronha, que fez com que o destino garantisse tamanha qualidade ambiental para proteção do arquipélago. O ICMBio pode aplicar multa de R$ 5 mil por desrespeito à legislação ambiental.

LEIA TAMBÉM: As atrações turísticas mais crueis com os animais e como não corroborar com elas

destinos-romanticos-no-brasil-fernando-de-noronha-3

Quais são as outras atividades proibidas em Fernando de Noronha?

1. Pescar ou praticar caça submarina e portar materiais próprios para estas atividades;

2. Introduzir animais e plantas; abater, capturar, perseguir e alimentar animais;

3. Alterar a vegetação e coletar sementes, raízes e frutos; coletar conchas, corais, pedras, animais vivos ou partes de organismos;

4. Mergulhar nas piscinas naturais sobre as pedras da Baía dos Porcos; mergulhar nas piscinas do Buraco da Raquel e da Ponta das Caracas;

5. Visitar a praia do Leão e a baía do Sancho, de janeiro a julho, no horário das 18 às 6h, devido às desovas de tartarugas marinhas;

6. Nadar e mergulhar com os golfinhos, mesmo fora da baía, e parar embarcações nas imediações da Baía dos Golfinhos;

7. Parar embarcações, com exceção da parada para banho na Baía do Sancho;

8. Jogar lixo, ponta de cigarros e outros detritos na rua e no mar;

9. Visitar ilhas, ilhotas e rochedos;

10. Acampar, pernoitar e fazer fogo na ilha principal;

11. Visitar todas as áreas de uso restrito, sem autorização;

12. Caminhar sobre os arrecifes das praias de Atalaia e Leão, e da Baía Sueste;

13. Escrever ou pichar em árvores, rochas ou placas;

14. Usar nadadeiras, tênis, protetor solar e similares na praia de Atalaia;

15. Acesso de embarcações e veículos não credenciados;

16. Praticar mergulho autônomo sem ser através de empresas credenciadas;

17. Decolar drone sem autorizações do DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e dentro da área do Parque Nacional Marinho.

DÚVIDAS NORONHA

CURIOSIDADES GERAIS SOBRE FERNANDO DE NORONHA

Fernando de Noronha é uma ilha ou um arquipélago?

Noronha é formado por 21 ilhas e ilhotas com suas cadeias montanhosas, por isso, é considerado um arquipélago (conjunto de ilhas). Contudo, somente a ilha principal é habitada, ocupada e acessível, por isso pode parecer estranho se referir a Noronha como arquipélago, apesar de ser o correto geograficamente falando.

Por que o arquipélago se chama Fernando de Noronha?

O nome da ilha Fernando de Noronha vem de Fernão de Loronha, fidalgo português que bancou a expedição de Américo Vespúcio (o primeiro a descrever a ilha, em suas expedições de 1503), em que a ilha foi descoberta. Mas, apesar de ter recebido a ilha como capitania hereditária, o fidalgo em questão nunca pisou em solo noronhense.

DÚVIDAS NORONHA

Fernando de Noronha tem limite de visitantes por vez?

De acordo com a administração de Fernando de Noronha, a capacidade máxima de carga da ilha é de 675 visitantes ao dia. Mas, em função da alta do dólar seguida pela pandemia, a procura por viagens para Noronha cresceu muito e a ilha chegou a registrar até 812 turistas. O que pode parecer, mas não é nada bom: com superlotação, Noronha passa por racionamento de água e não tem estrutura suficiente para receber todos os visitantes.

Mas não se preocupe: se você tem reserva confirmada em Noronha de voo ou hotel, sua viagem está confirmada – não existe um controle tão rígido desse número de entradas permitidas diariamente.

porto-fernando-de-noronha

Dúvidas Noronha: tudo o que você queria saber

Como funciona o saneamento básico, a geração de energia e o descarte do lixo em Noronha?

Noronha tem caminhado cada dia mais para ser uma ilha sustentável – apesar de ainda não o ser. Quase toda energia elétrica da ilha é gerada a base de diesel, enquanto uma ou outra pousada mais novas como a Nannai, recém-chegada em solo noronhense, aposta em paineis solares para abastecimento de energia. A energia eólica não foi bem recebida por atrapalhar as aves do Parque Nacional Marinho, então logo a possibilidade foi descartada. Propostas bacanas como apenas carros elétricos circulando pela ilha até 2030 ganham forma, mas a verdade é que sem a resolução da poluição do diesel, não adianta tanto assim tirar os buggys.

O saneamento básico da ilha é datado da década de 1950, construído pelos norte-americanos na ocupação de Noronha durante a Segunda Guerra Mundial. Desde então, não houve extensão da rede de esgoto, mas Noronha conta com um até que bom centro de tratamento de dejetos que ajuda a limpar o esgoto da ilha, que na real é maior ao que sua infra pode gerir.

Por último, os plásticos descartáveis foram “banidos” de Noronha em 2018. E é legal ver a iniciativa geral pra fazer isso acontecer – canudos, copos, pratos de plástico, nada disso existe por Noronha. Mas ainda podem circular garrafinhas de água com mais de 500 ml, então o chamado “banimento” não é bem assim. Outro bom feito são as lixeiras com descarte seletivo espalhadas por todas as praias de Noronha e o fato de nenhum plástico ficar na ilha depois da utilização – é todo transportado de volta ao continente para ser reciclado.

LEIA MAIS: 15 itens para viajantes conscientes em salvar o planeta

canudo-retratil

É possível morar em Fernando de Noronha? O que precisa para ganhar a permissão de moradia?

Moradores de Noronha são nativos, nascidos na ilha, ou descendentes deles. Mas também podem ganhar a permissão de moradia por estarem na ilha há mais de 10 anos trabalhando. A permissão também é liberada para todos os profissionais que comprovem o vínculo empregatício em Noronha (em pousadas, restaurantes, lojas) ou para quem abre sociedade com um nativo, os únicos que possuem CNPJ’s de serviços no arquipélago. Com a permissão, a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) que, para um período de 30 dias para turistas sai por mais de R$ 5 mil, é automaticamente anulada. Portanto, se sua ideia for abrir um negócio por lá, saiba que o único jeito será se associando a um morador nativo por lei.

Em tempo: em Noronha, nenhum terreno ou moradia é de patrimônio pessoal. Toda a ilha faz parte da União e os terrenos são disponibilizados como posses para os moradores nativos – desses terrenos, quase sempre em sociedades com empresários de fora da ilha, saem pousadas, restaurantes, etc. Nas propriedades de Noronha não há necessidade de pagar IPTU, mas também não há certificação de escritura de nenhuma construção.

praia-do-sancho-noronha

Dúvidas Noronha: ficou ainda algum questionamento? Deixe aqui nos comentários 😉

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo