PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

2020 definitivamente não foi o ano das viagens.

E, pelo que tudo indica, 2021 também não vai bater nenhum recorde relacionado a viajar. Mas o cenário tende sim a melhorar. Estaremos mais próximos de uma vacina eficiente contra o coronavírus e mais sujeitos a retomada econômica, duas condições extremamente necessárias para que o mundo possa ser um lugar cheio de aviões cruzando os céus a todo instante. Com viajantes como eu e você dentro deles 😉

Para onde viajar em 2021 pós-coronavírus: destinos internacionais

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Com base no momento de esperança no futuro das viagens, que com certeza não serão mais as mesmas por algum tempo, mas que poderão voltar a acontecer com mais segurança em 2021, aqui vão os 24 destinos internacionais mais certeiros para viajar no próximo ano, num momento pós-coronavírus no ar.

Os países que limitaram a disseminação do vírus e agiram com eficiência em seu controle serão a primeira escolha para os viajantes (infelizmente, longe da realidade brasileira).

LEIA MAIS: 8 itens para se manter saudável ao viajar em tempos de covid-19

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Uruguai, América do Sul

montevideu

CORONAVÍRUS NO URUGUAI

O país foi o menos afetado com casos de covid-19 na América do Sul, contabilizando menos de mil casos e 31 mortes. O rápido fechamento de fronteiras, a suspensão de voos, aulas nas escolas e universidades, missas e outros cultos religiosos e eventos como jogos de futebol e shows de rock, aliado a 90% da população em quarentena voluntária, ajudou o país a conter a crise. O que é uma boa nova incrível para o turismo uruguaio no ano que vem.

ROTEIRO PELO URUGUAI PARA 2021

O início do ano vai ser propício para viajar pelas PRAIAS DO URUGUAI, que podem ser atingidas numa road trip desde o Sudeste e o Sul do Brasil. Punta del Este e a vizinha José Ignácio são o centro da badalação, com vários beach clubs. No caminho vale conhecer a familiar La Paloma, o balnário surfista La Pedrera e as ripongas Cabo Polônio e Punta del Diablo. Leia mais sobre passeios pelas viníciolas ao redor de Punta del Este. Na chegada do outono e nos meses mais frios, MONTEVIDÉU pode ser bem aproveitada num feriado de 4 dias – veja onde se hospedar em Montevidéu em hotéis até US$ 100. Dentre os passeios por Montevidéu, o Centro Histórico, ou Cidade Vieja, ainda tem jeito de antigamente e muita parrilla no Mercado del Puerto, mas também tem ganhado incursões contemporâneas com novos restaurantes, centros culturais e bares. Nas Ramblas, que acompanham o Rio da Prata, você vê a versão uruguaia da orla carioca, e, em Cordón, faz um passeio por um bairro boêmio descolado. E dá pra fazer um bate-volta a Colonia del Sacramento, a 2h de Montevidéu.

bate-volta-colonia-do-sacramento

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Ilhas do Caribe

St Barth, Anguila, St Lucia, Curaçao, Saint Martin, Belize, Turks and Caicos

caribe-st-lucia

CORONAVÍRUS NO CARIBE

Enquanto as Américas encabeçam o topo da lista de mais casos de covid registrados, o Caribe passa tranquilamente pela lista. A maior concentração de casos acaba acontecendo em países maiores como o México, que tem região costeira frequentada por turistas no Mar do Caribe. O melhor, dito isso, é rumar às ilhas paradisíacas da região. E um bom motivador de viagens pode ser escolhê-las de acordo com o impacto do vírus. Com menos de 100 casos registrados por ilhas, como as citadas acima, serão essas as escolhas de viagem mais espertas no Mar do Caribe para 2021, quando reabrirem ao turismo.

ROTEIRO PELAS ILHAS DO CARIBE PARA 2021

O início do ano, até maio, é ótimo para visitar a região do Mar do Caribe. A boa época volta em novembro, longe da temporada de furações. E o Réveillon está em alta – leia aqui um post de como o Ano-Novo no Caribe é comemorado em cada ilha. ST. BARTH, SAINT MARTIN e TURKS AND CAICOS são ilhas consideradas high-profile, frequentadas por milionários, famosos e celebridades, todas com naturezas azuis maravilhosas. Pertinho dali também fica ANGUILA, com sua belíssima praia Cala Anguila. CURAÇAO é um destino mais receptivo e preserva um casario colonial bacana e muitos points para mergulho. E, falando em mergulho, BELIZE, sua Barreira de Corais e são Blue Hole são um dos melhores lugares para mergulhar do mundo (e, apesar de estar localizada na América Central continental, teve baixíssima incidência de covid-19, com apenas 37 casos). Já ST. LUCIA é a ilhado cartão-postal dos Pitons, duas torres montanhosas de vulcão enfeitadas pela vegetação verde. O ideal é escolher uma ilha favorita (ou duas ou três se houver proximidade e transporte disponível entre elas, como é o caso de Anguilla e St. Barth, por exemplo) e aproveitar as férias em paraisinhos.

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

África do Sul e Botswana, África

rota-jardim-africa

CORONAVÍRUS NA ÁFRICA

A África foi o continente menos afetado pelo covid. A experiência de suas nações frente à epidemias (malária, tuberculose, cólera, HIV e ebola) somada às rápidas respostas dos líderes africanos à crise – a África do Sul, por exemplo, foi o país a impor uma das mais rígidas quarentenas quando o número de casos por lá não tinha atingido nem mil e inclusive já disse que só reabre para turistas de fora em 2021, garantindo ainda mais sanidade ao país – e o fato do continente ser menos “globalizado” que os demais, com menos circulação interna entre países, influenciaram a não-disseminação do vírus, que, em alguns países africanos, não chegou nem a mil casos nem agora. Um deles é o Botswana, com apenas 399 casos registrados. Se tem algum continente que merece, mais do que nunca, sua atenção, aqui está: é a África. Leia mais sobre 7 viagens que você precisa fazer pela África o mais rápido possível.

ROTEIRO PELA ÁFRICA DO SUL PARA 2021

Em março, no final da estação chuvosa nos 19 parques nacionais da África do Sul, há menos grupos de excursão e custos mais baixos se você não se importar com as esporádicas chuvas do fim da tarde. O clima é não muito quente e não muito frio e o KRUGER, com acesso fácil por estradas asfaltas e hospedagens pra todos os bolsos, fica com tons exuberantes de verde neste mês, cheio de pássaros coloridos e milhares de animais que enfim dão as caras. Nesta época, CAPE TOWN, a mais linda das metrópolos africanas, também vive sua melhor época e as vinícolas ao redor da cidade, do Vale de Franschhoek, também estão na vindima. Veja o lindo V&A Waterfront, repleto de restaurantes, bares e lojas, a ilha-presídio Robben Island onde Mandela ficou confinado por 18 anos, bata perna pelo Centro passando pelo mercadinho do Green Market Square e pela boêmia Long Street, fotografe no coloridíssimo bairro BooKaap, suba de bondinho a Table Mountain e passeie pelo Cape Point e suas praias lindas e selvagens. Em novembro, no final do ano, é hora de safári no ADDO ELEPHANT NATIONAL PARK, o terceiro maior parque nacional do país, pra ver elefantes, búfalos, rinocerontes, leões, hienas e centenas de aves, com preços mais atraentes.

ROTEIRO POR BOTSWANA PARA 2021

Recordista em número de elefantes, o Botswana oferece os safáris mais cobiçados – e sofisticados – do continente. Os hits se concentram no Norte, onde fica o delta do RIO OKAVANGO e o CHOBE NATIONAL PARK, um dos lugares mais corretos pra ver elefantes no mundo, com seus 11 mil quilômetros quadrados. E, pra fazer o roteiro perfeito, vale uma visita às VICTORIA FALLS, na fronteira entre a Zâmbia e o Zimbabwe. A melhor época para viajar é em torno do mês de setembro.

moçambique

ou…

Moçambique, Namíbia ou Tanzânia

Entre os países africanos menos afetados pelo covid-19, Namíbia e Tanzânia juntos contabilizam pouco mais de mil e pouco casos, graças às imposições de bloqueios nacionais rapidamente efetivados com fechamento de fronteiras. Moçambique ultrapassou mil e poucos casos, mas manteve um baixíssimo número de mortes por habitantes, de 0.3. Os três também são escolhas espertas de viagem para a retomada do turismo pós-coronavírus em 2021, principalmente se unindo com África do Sul, que tem voos diretos desde o Brasil.

ROTEIRO POR MOÇAMBIQUE PARA 2021

Eis a chance de ir até a África e se comunicar na nossa própria língua com os simpaticíssimos locais, melhor de maio a novembro. Você com certeza vai querer se acabar no mundo azul de praias dos paradisíacos arquipélagos de BAZARUTO e das QUIRIMBAS, os dois highlights do país, ótimos para mergulhar – aliás, Moçambique tem nada menos que 2500 km de praias. Além disso, a capital MAPUTO tem construções históricas preservadas e culinária local baseada na fartura de frutos do mar.

ROTEIRO PELA NAMÍBIA PARA 2021

Alta temporada turística na Namíbia, o mês de agosto é o auge da estação seca e fresca. Dê uma conferida no FISH RIVER CANYON, o maior cânion do Hemisfério Sul e o segundo maior do mundo, ficando atrás apenas do Grand Canyon; o SOSSUSVLEI, deserto da Namíbia, com dunas imensas laranjas que chegam a até 380 metros de altura; o DEAD VLEI, vale morto e esbranquiçado numa área plana, seca e estéril, bloqueada pelas dunas de areia vermelha, cenário de protetor de tela do Windows; a reserva natural de ETOSHA, uma das maiores da África, com leões, girafas, hienas, zebras e rinocerontes; e o aglomerado de montanhas em meio à planície do DESERTO DE SPITZKOPPE.

ROTEIRO PELA TANZÂNIA PARA 2021

País onde supostamente se passa o Rei Leão, a Tanzânia é enorme, bela e diversa. Escale o KILIMANJARO e seus quase 6 mil metros, embarque num safári pelo PARQUE NACIONAL DO SERENGETI, veja a imensa cratera de da cratera de NGORONGORO e visite praias lindas de morrer em ZANZIBAR, um ótimo destino pra lua de mel, vale dizer. Em agosto as temperaturas são favoráveis devido o período de seca e a migração anual dos Gnus pelo Serengeti, fenômeno sempre acompanhado pela multidão de crocodilos famintos esperando os animais atravessarem os rios da região, é imperdível.

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Suíça e Grécia, Europa

CORONAVÍRUS NA EUROPA

O surto grave que a Europa sofreu inicialmente, com países super prejudicados pelo número de casos de coronavírus a cada 1 milhão de habitantes, como a Itália, preocupou o mundo. Mas, assim como a pandemia se disseminou rapidamente, também mais rápido passou, com medidas efetivas de quarentena adotadas pela maioria da população. Itália, Espanha e Reino Unido ocupam os postos de piores países para se voltar a viajar na Europa num primeiro momento. Enquanto há os que se preservaram mais, como a Suíça, que logo fechou suas fronteiras, se manteve unida federalmente falando no combate ao vírus e teve o forte apoio financeiro do governo para comerciantes e empresas poderem ficar em casa mais tranquilamente. Já em julho, o país que teve 30 mil casos reabriu para o turismo interno continental com o selo Clean & Safe, de estabelecimentos que adotam medidas de higiene necessárias à segurança dos turistas (mas ainda não abriu para brasileiros, que devem ser bem-vindos perto do final do ano e a partir de 2021). Com um décimo de casos do número da Suíça vem a Grécia, que apresentou apenas 3 mil casos entre 10 milhões de gregos. O país foi bem-sucedido nas medidas de contenção da pandemia e resolveu abrir as fronteiras na frente e 15 dias antes do previsto no mês de junho – foi a primeira nação do continente a retomar o turismo. O melhor: com preços mais baixos. Que, assim que possível, poderão ser bem aproveitados por brasileiros.

ROTEIRO PELA SUÍÇA PARA 2021

Perfeitinha, civilizada, pitoresca: assim é a Suíça, esse pequeno país de cidades impecáveis e natureza poderosa, que o calor do verão deixa muito mais agradável. Com uma semana você consegue fazer uma volta básica pelo país, passando por ZURIQUE, a cidade mais “metrópole” do país (conheça o melhor de Zurique neste post), BERNA, a capital compacta e fofinha (veja um roteiro por Berna aqui), INTERLAKEN, base para o turismo alpino entre lagos e montanhas nevadas o ano todo, LUCERNA, onde está o circuito Classic Rigi, que combina travessia de barco do lago com trem e teleférico de montanha ao monte Rigi, e MONTREUX, para ter um gosto da suíça francesa e ouvir jazz. Veja já mais roteiros fluviais pelo verão suíço.

ROTEIRO PELA GRÉCIA PARA 2021

São mais de seis mil ilhas gregas espalhadas pelos Mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, mas logo dá pra sacar o porquê de SANTORINI ser a preferida dos turistas: casinhas arredondadas caiadas de branco que se enfileiram morro abaixo, o azul dos domos e os azuis do mar e um sol que afunda quando encosta no horizonte. A cena se concentra no vilarejo de Oia, onde, lá embaixo, o Egeu encobre a caldeira de um vulcão. MYKONOS é a ilha do agito, mas também reserva cantinhos e praias tranquilas para o romance, como Agios Ioannis. Da frequentada ORNOS, embarquem em um cruzeiro até a ilha de DELOS. As casinhas históricas transformadas em bares, lojinhas e restaurantes de Little Venice são a pedida para a noite.

ou…

Islândia

Assim como o calor extremo, o frio com temperaturas negativas também não é propício para a disseminação de vírus. Logo, no clima gelado da Islândia foram contabilizados menos de 2 mil casos em todo o país, entre os menos afetados do continente europeu, uma boa ideia para aproveitar um verão ameno de junho a setembro. Outra estratégia interessante da nação foi a de testar (quase) todo mundo, com uma das mais altas taxas de teste a cada habitante por 1 milhão de pessoas, alcançando os 300 mil. Além da reabertura das fronteiras internas para cidadãos europeus, em julho a Islândia abriu as portas para mais 14 nações, entre elas algumas citadas aqui neste post: Uruguai, Tailândia e Austrália e Nova Zelândia. Veja 15 dicas da Islândia aqui.

islandia

ROTEIRO PELA ISLÂNDIA PARA 2021

ISLÂNDIA – ROTEIRO DE ROAD TRIP PARA 10 DIAS (verão)

  • DIA 1: Visitar a capital de REYKJAVIK
  • DIA 2: Passear por THINGVELLIR, conferir a cachoeira e a montanha pontuda de KIRKJUFELL, e ver as falésias de LONDRAGAR
  • DIA 3: Dia dirigindo do Oeste ao Norte da Islândia
  • DIA 4: Visitar rapidamente a cidade de AKUREYRI, conferir a cachoeira de GODAFOSS, fazer o tour de barco pra ver baleias em HUSAVIK, dormir perto do LAGO MYVATN
  • DIA 5: Passear no parque de DIMMUBORGIR, conferir o campo geotérmico HVERIR e o lago azul VÍTI
  • DIA 6: Visitar as montanhas e vilarejos dos FIORDES DO LESTE
  • DIA 7: Conhecer a praia de areia preta de VESTRAHORN e o lago glacial de JÖKULSÁRLÓN
  • DIA 8: Fazer a trilha até SVATIFOSS, visitar a praia de areia preta REYNISFJARA e a cachoeira SKOGAFOSS
  • DIA 9: Visitar as cachoeiras SELJALANDSFOSS, GULLFOSS e os gêisers em HAUKADALUR
  • DIA 10: Passar o dia relaxando na BLUE LAGOON

VEJA MAIS SOBRE COMO MONTAR UM ROTEIRO PELA ISLÂNDIA + ONDE FICAR NO PAÍS AQUI

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Austrália e Nova Zelândia, Oceania

CORONAVÍRUS NA OCEANIA

Junto com a África, a Oceania foi o continente menos afetado pelo coronavírus. A Austrália foi mais afetada, com pouco mais de 10 mil casos, enquanto a Nova Zelândia, onde ocorreram cerca de 3 mil casos, foi o primeiro país a anunciar que havia erradicado o vírus de seu território, ainda em junho, após um lockdown bem-sucedido. Com várias de suas regiões já com casos também zerados, a Austrália instituiu uma “bolha de viagens” entre países próximos e com uma também boa contenção da crise – mas, mesmo assim, com quarentena obrigatória de 14 dias na chegada ao país. A boa posição da Oceania perante o restante do mundo na condução da pandemia garante um 2021 com fronteiras reabertas mais seguras que os outros continentes.

ROTEIRO PELA AUSTRÁLIA E PELA NOVA ZELÂNDIA PARA 2021

O verão, o mesmo que o nosso, de dezembro a março, é época perfeita para explorar os dois países. Pra fazer valer o deslocamento, fique de 20 dias a 1 mês. Uma boa sugestão de itinerário pela Austrália é passar por SYDNEY (leia onde ficar em Sydney), MELBOURNE e CAIRNS, onde fica a Barreira de Corais. Com mais tempo, até a GREAT OCEAN ROAD, a estrada mais bonita do país, onde ficam os famosos Doze Apóstolos. Depois, voe até BRISBANE, alugue um carro e siga rumo ao sul, atravessando a GOLD COAST até chegar a praia de BYRON BAY veja aqui um roteiro de vinhos pelo sul da Austrália. Já a Nova Zelândia são duas pequenas ilhas: a ILHA NORTE, onde há vulcões ativos, gêiseres, lagos multicoloridos e outras formações geológicas inusitadas que apareceram na saga Senhor dos Anéis; e a ILHA SUL, onde há gigantescos glaciares, uma costa povoada por focas e baleias e alguns dos fiordes mais belos do planeta.

ilhas-fiji

ou…

Polinésia Francesa ou Fiji

Somando menos de 100 casos em cada destino, tanto as ilhas paradisíacas da Polinésia Francesa quanto a linda Fiji, ambas na Oceania, estão prontas para retomar o movimento do turismo pós-covid. A Polinésia reabriu suas fronteiras para turistas estrangeiros em 15 de julho (com a obrigatoriedade do resultado negativo no teste para covid três dias antes do embarque) e Fiji permanece fechada para turistas de fora (exceto aqueles que chegam de barco e australianos e neozelandeses, criando uma espécie de “bolha turística” entre os países). O que, na verdade, é ótimo pra quem planeja viajar pra lá em 2021, já que, por permanecer fechado por mais tempo, o destino, que já erradicou os casos de covid-19, fica ainda mais seguro para o ano que vem.

ROTEIRO PELA POLINÉSIA FRANCESA PARA 2021

TAHITI, MOOREA e BORA BORA, as ilha mais visitadas da Polinésia Francesa, são uma boa definição de paraisinhos para incluir no roteiro de viagem. Com vegetação exuberante e oceano composto por matizes de azul que não se encontra em nenhum outro lugar, este arquipélago deserto e montanhoso é um convite ao romance, melhor nos icônicos bangalôs cercados por recifes de corais sobre palafitas com teto de sapê e chão de vidro. A viagem pode ter parada na Ilha de Páscoa, quase que uma linha reta até a Polinésia. Muitos pacotes têm, inclusive, apenas um day use em hotéis de Hanga Roa, a capital da ilha chilena. A dica é programar a ida de maio a outubro, na estação seca.

ROTEIRO POR FIJI PARA 2021

Não tem muito segredo montar um roteiro por Fiji. É escolher um bom resort e aproveitar seus dias relaxando no paraíso de abril a setembro. Além de ter praias selvagens e paradisíacas entre suas 333 ilhas absolutamente dos sonhos, tem alguns dos melhores lugares para mergulho no mundo. As ilhas de MAMANUCA são mais próximas de Nadi (a ilha principal, onde você vai desembarcar). A vantagem de ficar lá é o fácil acesso e o agito de BEACHCOMBER, a ilha das festas em Fiji. Já as ilhas de YASAWA são as mais distantes, a cerca de 6 horas de Nadi, e, claro, as mais bonitas. Foi em NACULA que gravaram Lagua Azul e WAYA é outro destino de natureza selvagem intocada. A melhor maneira de chegar em Fiji é voando a Auckland, na Nova Zelândia, com escala em Buenos Aires ou Santiago.

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

Tailândia, Vietnã, Laos, e Camboja, Sudeste Asiático

bagan-myanmar

CORONAVÍRUS NO SUDESTE ASIÁTICO

Apesar dos casos de coronavírus no mundo terem começado bem perto dali, na China, a região do Sudeste Asiático, que pareceu mais “perigosa” para o turismo no início pela questão geográfica, teve a pandemia controlada com sucesso em todos os países – com números de casos pouco expressivos, menos de mil por nação, com exceção da Tailândia, que atingiu os 3 mil contaminados logo no início do surto e depois estabilizou (só ocorreram menos de 100 mortes ali). No Vietnã, por exemplo, um país com quase 100 milhões de habitantes e que faz fronteira com a China, nenhuma morte relacionada à Covid-19 foi relatada e menos de 400 casos de contaminação foram confirmados. Desde julho, países como a Tailândia começaram a flexibilizar a entrada de turistas por lá, começando pelos países menos afetados pelo coronavírus, próximos e com alguma relação direta com o país. Outro fator que anima é saber que o uso de máscaras sempre foi melhor disseminado pela Ásia, o que dá uma certa segurança de que a população respeita as medidas de contenção do vírus. Portanto, pelo que tudo indica, o Sudeste Asiático estará liberado (e seguro!) para roteiros de viagem em 2021. Leia mais sobre quanto custa viajar pelo Sudeste Asiático aqui.

ROTEIRO PELO SUDESTE ASIÁTICO PARA 2021

Montar roteiros pelo Sudeste Asiático pode ser desafiador: há mil possibilidades. Seguindo a dica dos países mais certeiros para visitar pós pandemia de coronavírus, aqui vai uma ideia de roteiro pela região em férias prolongadas de um mês (o Sudeste Asiático é melhor aproveitado quando bem explorado, passando mais tempo em cada lugar) para o início do ano, até abril, melhor época da região:

TAILÂNDIA + LAOS + CAMBOJA + VIETNÃ – ROTEIRO DE 1 MÊS DE VIAGEM

BANGKOK (4 dias, com bate-volta a Ayutthaya) – SUKHOTAI (2 dias) – CHIANG MAI (4 dias) – LUANG PRABANG (2 dias) – HANOI (2 dias) – HA LONG BAY (4 dias) – HOI AN (2 dias) – SIEM REAP (4 dias) – RAILAY BEACH (3 dias) – KOH LIPE (4 dias)

LEIA IDEIAS COMPLETAS DE ROTEIROS PELO SUDESTE ASIÁTICO COM TODOS OS DETALHES AQUI

PARA ONDE VIAJAR EM 2021 PÓS-CORONAVÍRUS

E você, quais seus planos de viagem para o próximo ano? Divide com a gente suas ideias de roteiros certeiros aqui nos comentários 😉

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo