A Suíça ganha um ar ainda mais especial no verão.

É a hora de explorar suas paisagens alpinas arrebatadoras, seus campos verdes e floridos, suas cidades que ficam vívidas, cheias de gente e ainda mais alegres e seus imensos e fotogênicos lagos azuis, onde estão algumas das melhores experiências da estação.

Para ver a Suíça dos cartões-postais, a melhor pedida é fazer um passeio de barco: com todo o conforto e a praticidade das rotas fluviais do Swiss Travel System, você tem as melhores vistas das atrações às margens dos rios e lagos mais famosos do país. Dos cruzeiros musicais pelo Rio Reno às encostas rochosas e os picos cobertos de neve que emolduram a navegação pelo Lago Lucerna, a oferta de roteiros fluviais pelas diferentes regiões do país e suas paisagens cênicas é enorme.

swiss-travel-pass

Swiss Travel Pass

A facilidade das viagens é outro pró: quem adquire o Swiss Travel Pass, por exemplo, passe completíssimo que abrange toda a rede de transportes do país, sem limitações, pode circular de trem, ônibus ou barco e utilizar gratuitamente o transporte público em mais de 90 áreas urbanas. Ou seja, você pode visitar cidades próximas em bate-voltas embarcando em lindos percursos fluviais, que ficam ainda mais atraentes no verão, e retornar mais rapidamente de trem ou de ônibus, sem precisar fazer grandes planejamentos. Junto, ainda leva a entrada em mais de 500 museus nacionais e descontos de até 50% em muitos passeios de montanha. Dá pra comprar o passe por 3, 4, 8 ou 15 dias consecutivos. Saiba mais aqui.

PASSEIOS DE BARCO NA SUÍÇA

9 roteiros fluviais com o Swiss Travel System pra curtir o melhor da estação:

verao-suica-tours-de-barco

Oberland Bernês: Interlaken a Thun

As águas reluzentes dos lagos Thun e Brienz, em meio às imponentes paisagens de montanha do Oberland Bernês, levam de Interlaken a Thun num passeio de cerca de 2 horas passando entre pontos turísticos como o museu a céu aberto de Ballenberg, as Cavernas de St. Beatus, as Cataratas de Trümmelbach e Jungfraujoch, a estação de trem mais alta da Europa. Da frota de 14 barcos, dois são a vapor, deixando o percurso mais autêntico.

Três Lagos: de Biel, via Erlach, a Murten

Na pitoresca paisagem com colinas suaves, entre plantações e vinhedos, encontram-se os três grandes lagos do Jura: Biel, Neuchâtel e Murten. Os canais de água de Broye e Zihl e o Rio Aare ainda conectam as suas águas, criando um canal único. O percurso de 3 horas de Biel, o centro relojoeiro da Suíça, a Murten, pequena vila medieval, passa pelas florestas de Papiliorama, em Kerzers, povoada por borboletas exóticas e animais selvagens.

Lago Lucerna: de Lucerna a Vitznau

O Lago Lucerna é dono de alguns dos cenários mais impressionantes da Suíça. Vale navegar por suas águas num cruzeiro de almoço a bordo do moderno MS Diamant, num passeio romântico pra ver o pôr do sol num barco de vapor ou unir o trajeto de barco de Lucerna a Vitznau ao percurso de trem numa estrada de ferro até Rigi e, indo mais além, até chegar na incrível vista do lago de cima. Outra experiência única é a viagem panorâmica no Gotthard Panorama Express. É o único trem panorâmico que se combina a um cruzeiro de barco. Após navegar quase 3 horas pelo Lago Lucerna, os passageiros partem de trem para a rota histórica de Gotthard em direção a Ticino, com seu toque mediterrâneo.

lago-lucerna

PASSEIOS DE BARCO NA SUÍÇA

Lago Constança: tour desde Rorschach

O Alto Reno, entre Schaffhausen e Stein am Rhein, oferece um dos cruzeiros fluviais mais deliciosos da Suíça, passando pelas pitorescas cidades de Romanshorn, Arbon e Rorschach, com seus pacatos centros antigos, enquanto o Baixo Lago é considerado a joia do Lago Constança, onde Gottlieben, Ermatingen e Stein am Rhein merecem uma visita. Terceiro maior lago do interior da Europa, tem todos os vilarejos e pontos turísticos às suas margens conectados aos percursos de navegação.

PASSEIOS DE BARCO NA SUÍÇA

Lago Lugano: tour desde Lugano

Um cruzeiro de barco é a maneira perfeita para conhecer os atrativos do charmoso Lago Lugano: a comuna de Morcote, com suas casas majestosas; a Igreja de Santa Maria del Sasso, importante edifício renascentista com uma torre de relógio datada do final da Era Romântica, e Gandria, típica aldeia de pescadores às margens do lago. Também vale uma passada no Monte San Salvatore, no Museu da Alfândega Suíça, no Monte Generoso e no Swissminiatur, o mundo miniatura da Suíça.

PASSEIOS DE BARCO NA SUÍÇA

Lago Genebra: tour desde Genebra

Entre a Suíça e a França, oito barcos históricos a vapor com rodas de pás, inúmeras balsas e ferryboats ligam cidades e vilarejos dos dois países às margens do Lago Genebra e seus 582 m². Viajantes buscando algo mais especial podem participar de uma viagem culinária assinada pelo chef Michelin Philippe Chevrier na embarcação Savoie, que navega pelo lago durante o verão. Outra pedida bacana são os barcos menores que operam tours de pesca seguidos de piqueniques.

 

Lago Zurique: tour desde Zurique

Maior cidade da Suíça e porta de entrada dos brasileiros que voam com a Swiss, Zurique é uma cidade agradabilíssima para caminhar, turistar e explorar do verão. E as paisagens mais fotogênicas estão desde seu calmo lago azul conectando mais de 30 pequenas cidades com a paisagem dos Alpes com picos nevados aos fundos. A oferta de tours de 1h30 a 4 horas vai de cruzeiros de fondue a barcos de vapor para jantar romântico e barco de café da manhã cênico, de Zurique até a margem oposta de Rapperswil. Além de se refrescar no lago e aproveitar a prainha que se forma em sua margem, passeios imperdíveis na região de Zurique são também o calçadão à beira do Lago Walenstadt, os jardins de rosas de Rapperswil e a fábrica de chocolate da Lindt.

zurique-tour-de-barco

Rio Reno: tour desde Basileia

Passeios de barco pelo Rio Reno, partindo da Basileia, chegando a Rheinfelden e retornando à Basileia, conduzem os visitantes pelas fachadas e muralhas charmosas da cidade antiga da Basileia e pela Catedral da Basileia, perto do vale de St. Alban. O percurso prossegue às margens do Reno até o triângulo fronteiriço e o porto. De todos, o cruzeiro musical é o mais famoso. A visita é uma boa também na Fundação Beyeler, museu com obras-primas do modernismo clássico, Feldschlösschen, entre as cervejarias mais belas do mundo, e o Zoo da Basileia.

Lago Zug: de Zug a Arth

No coração da Suíça, o Lago Zug, décimo maior do país, é endereço de agradáveis trilhas para caminhadas e percursos de bike, rodeado por belas montanhas. Os roteiros fluviais gastronômicos, de cerca de uma hora, dominam as opções de passeios: há o cruzeiro sushi, o cruzeiro sobremesa e o cruzeiro crepes. No mais, Zugerberg oferece uma vista fascinante do lago e montanhas ao redor, a Cavernas Baar é a única caverna de estalactites do mundo e o Mosteiro de Einsiedeln, na Abadia de Einsiedeln, é um histórico refúgio lar de mais de 50 monges.

*Este post foi produzido em parceria com o Swiss Travel System. O conteúdo do blog tem base jornalística e é independente.

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo