País de singular beleza natural e tremenda complexidade cultural, o Vietnã é comumente o destino em que se passa mais tempo numa viagem pelo Sudeste Asiático. Veja aqui o que fazer no Vietnã, com alguns dos destinos mais interessantes para montar seu roteiro.

Durante uma temporada no país, você vai conhecer sua história sofrida, sua gastronomia autêntica, suas montanhas imponentes, suas heranças arquitetônicas imperiais, suas metrópoles frenéticas. Apesar de ter sido tomado em grande parte pelo turismo de massa, ainda há zonas de escape pra conhecer o país sem tanta gente invadindo a sua foto. E, o melhor de tudo: o Vietnã é o país mais barato da região– veja mais no nosso post quanto custa viajar no Sudeste Asiático.

Como circular no Vietnã

O melhor jeito de circular no Vietnã é de ônibus ou de avião. Quase todos os ônibus de viagem vietnamitas (principalmente os noturnos) têm o esquema “banco-cama”, que te permite ir completamente deitado a viagem toda (em tempo: a cama costuma ser pequena; se você tem mais de 1,75 m de altura pode não ficar superconfortável). Esses ônibus são muitas vezes operados por agências de viagens, o que significa que você não precisa ir até a rodoviária, é só fechar o esquema no seu hotel mesmo (absolutamente todos fazem), e um carro ou tuk-tuk te busca direto lá. Para distâncias maiores e para economizar tempo, a Vietnam Airlines e outras companhias operam voos entre as principais cidades. Os preços não oscilam muito, deixar pra comprar voos em cima da hora é bem ok.

QUando ir ao Vietnã

Tem uma pegadinha no clima do Vietnã. A época seca na maior parte dos países vizinhos, como Tailândia e Camboja, é entre dezembro e março, alta temporada no Sudeste Asiático e quando a maioria das pessoas prefere viajar por lá. No norte do Vietnã, porém, onde estão Hanoi, Ha Long Bay, Ha Giang, Ninh Bình e o parque nacional Phong Nha-Kẻ Bàng, fica bem frio e chuvoso nessa época. Nesse lugares, a melhor época para ir é o verão, de junho a agosto. O que dá para fazer: se você estiver viajando pelo Sudeste Asiático entre dezembro e março, só vá para o norte do Vietnã se tiver bastante tempo (tipo mais de um mês de viagem) e não se importar em perder o passeio com dias feios. Se estiver por lá entre abril e o julho, dá para curtir o norte e o centro do país (o sul deve estar muito chuvoso já). Entre agosto e novembro chove na maior parte do país; evite.

INFOS BÁSICAS SOBRE O VIETNÃ

*COLONIZAÇÃO

O Vietnã viveu sob o controle da China por cause mil anos, o que explica as influências que você verá na arquitetura e os templos dedicados ao confucionismo. Mais tarde, rolou a colonização francesa, que deixou café (hoje cultivado largamente no país), baguetes recheadas (que eles chamam de banh mi), caracteres latinos para a língua (que substituíram os chineses), algumas construções afrancesadas e uma porção de problemas políticos e econômicos que se arrastam até hoje.

*RELIGIÃO

Diferente dos países vizinhos, budistas fervorosos, 80% da população se declara sem religião. Após o término da guerra em 1975, o governo comunista passou a limitar severamente a liberdade religiosa, já que antes a maioria dos líderes religiosos se opôs à revolução comunista. Os cristãos, em particular, eram vistos como instrumentos de opressão estrangeira, enquanto membros de algumas religiões locais, como o Cao Dai, foram alvo por terem fornecido soldados pra lutar contra os comunistas. Hoje organizações religiosas precisam ser registradas no governo pra poderem existir e ainda são realizadas intervenções estatais violentas.

*MOTOS

São o meio de locomoção mais amplamente usado no país – o que explica a enorme quantidade de oficinas mecânicas (xe máy). É muito comum que turistas comprem motos em Hanoi pra dirigir até Ho Chi Minh City (ou pelo norte, em direção a Ha Giang), é só entrar nos hostels que você vai ver um monte de anúncios a partir de US$ 200. Dirigir ali, porém, exige destreza e pode ser perigoso para motoristas inexperientes.

*PHO

É o prato nacional do Vietnã, oferecido à exaustão pelas ruas de todo país. É uma sopa feita com macarrão de arroz, broto de feijão, gengibre, molho de peixe e muuuito coentro e cebolinha. Pimenta ajuda a intensificar o sabor. Frango e carne também são normalmente adicionados.

*LÍNGUA

Vietnamita. Pode-se falar inglês tranquilamente em restaurantes, lojas, hotéis e passeios. É legal aprender a dizer pelo menos xin chao (olá) e cám on (obrigada).

*DINHEIRO

A moeda local é o dong (US$ 1 = 23 000 dong). Há diversas casas de câmbio pela cidade e é fácil sacar dinheiro nos caixas eletrônicos (ATM). Dá pra viver e se hospedar gastando US$ 30 por dia por pessoal ficando em hostel (quarto compartilhado) e US$ 40 em hotel três-estrelas. Pra ficar em hotéis melhores, comer em restaurantes mais sofisticados e fazer tours guiados considere a partir de US$ 50.

vietna-comida-mui-ne
Vila de pescadores em Mui Ne e prato de pho, a sopa típica

Veja abaixo o que fazer no Vietnã com os melhores destinos do país pra montar seu itinerário, com sugestão de tempo para ficar em cada um.

O que fazer no Vietnã:

Hanoi

Como a maioria das grandes cidades asiáticas, Hanoi, a capital do Vietnã, é um mix interessante entre o ocidente e o oriente. A maioria dos visitantes fica no Old Quarter, um emaranhado de ruinhas apertadas densamente populosas com restaurantes, hotéis e lojas, uns pega-turista, outros não, e cenas pra fotografar a todo instante, principalmente ao redor do Lago Hoan Kiem (na foto). Não é uma cidade pra ticar atrações turísticas, que são relativamente poucas, e sim pra observar o movimento, conhecer a cultura e usar de base pra conhecer outros destinos do norte do país. Quantos dias ficar em Hanoi? No mínimo 2 dias. Dica: De lá, pense em passar um ou dois dias em Ninh Bình, uma cidade adorável com pagodas, montanhas, terraços de plantação de arroz e cavernas (procure hotéis em Tam Coc para se hospedar).

ponte-hanoi-vietna
hanoi-vietna

Ha Giang

O que fazer no Vietnã: a província mais ao norte do Vietnã, quase na fronteira com a China, é um dos últimos locais intocados do país. As paisagens incluem montanhas majestosas, vales profundos, terraços de arroz e vilinhas onde você vai ser o único estrangeiro e precisa se virar na mímica. As três principais cidades da região, Ha Giang (a 290 km de Hanoi), Dong Van e Meo Vac, têm hotéis bem decentes por até US$ 15 a diária, caixas eletrônicos e restaurantes. As estradas também têm tido boas melhorias. Pra visitar a região é preciso tomar um ônibus até Ha Giang e lá alugar uma scooter ou moto pra dirigir pelo chamado “Há Giang motorbike loop”, que passa pelas cidades Ha Giang, Tam Son, Yen Minh, Dong Van, Meo Vac e Bao Lac. Quanto dias ficar em Ha Giang? No mínimo 3 dias, idealmente 4 pra fazer o loop com calma.

VEJA AQUI O POST COM ROTEIRO COMPLETO SOBRE O ROTEIRO DE MOTO

ha-giang-vietna

Sapa

A 319 km de Hanoi, Sapa tem uma paisagem similar a de Ha Giang, mas é infinitamente mais turística. Há hosteis tocando hip hop americano, locais que só usam roupas típicas pra turista ver, lojinhas de bugigangas de sempre. De qualquer jeito, de Sapa você pode sair de scooter e visitar outros vilarejos próximos mais vazios.

Ha Long Bay

A 170 km de Hanoi, Ha Long Bay é uma baía com mais de três mil ilhotas de rocha calcária com formatos excêntricos saindo da água verde. Entre o que fazer no Vietnã, é uma das atrações mais famosas. O turismo de massa, porém, tem degredado bastante a paisagem natural e deixado a região bem poluída, já que não há controle governamental em relação à quantidade de barcos que podem atracar ali ao mesmo tempo. Por isso, é importante procurar empresas que tenham compromisso com a sustentabilidade na região, como a Bhaya Cruises, e não pegar o tour mais barato que aparecer no Booking. Escolha passeios de pelo menos dois dias para conhecer o lugar mais a fundo. Quantos dias ficar em Ha Long Bay? No mínimo 2 dias.

ha-long-bay
O que fazer no Vietnã: as ilhas de Ha Long Bay

Parque Nacional Phong Nha-Ke Bàng

O que fazer no Vietnã: pra quem curte ecoturismo, o parque nacional montanhoso de 885 km² tem sua superfície coberta por floresta tropical preservada (pra fazer trilhas você precisa contratar tours; não é permitido ir sem guia) e, em seu subterrâneo, um gigante sistema de cavernas e rios – em 2009 foi encontrada ali uma das maiores cavernas do mundo, chamada Son Doong. A base para conhecer o parque é a super roots vila Son Trach, que tem hoteizinhos simples e agências de viagem que levam para os passeios nas cavernas. Para chegar lá você precisa ir até Dong Hoi, 166 km ao norte de Hue, e aí tomar mais um ônibus ou transfer até Son Trach (a 50 km de distância). Quantos dias ficar no Parque Nacional Phong Nha-Kẻ Bàng? Pelo menos 2 dias inteiros.

caverna-vietna

Hue

Bem no meio do país, Hue foi o centro político, religioso e cultural do Vietnã até 1945, sob o controle da Dinastia Nguyen. Hoje é visitada por seu patrimônio arquitetônico, mais precisamente a antiga Cidade Imperial. Sua fortaleza muralhada, inspirada na Cidade Proibida de Pequim, guarda templos, palácios e antiga residência do imperador – depois da guerra contra os EUA apenas 20 das 148 construções sobreviveram, então grande parte do conjunto tem ares de ruínas – várias áreas estão sendo restauradas. Mas é um programa bem bacana pra passar o dia. Quantos dias ficar em Hue? Pelo menos um dia inteiro.

LEIA TAMBÉM: Melhor época pra ir ao Sudeste Asiático
Manual de sobrevivência no Sudeste Asiático

hue-vietna

Hoi An

A um pulo de Hue, Hoi An é a cidade mais querida pelos turistas no Vietnã. Relativamente compacta, tem ruinhas alegres com mercados, casinhas coloniais coloridas encimadas por varais de lanternas, restaurantes, sorveterias, galerias de arte, lojinhas que fazem roupas e sapatos sob medida, um templo chinês aqui e ali. No Rio Thu Bon há pontezinhas e barquinhos (os locais ficam insistentemente tentando te levar para um rolê). A menos de 5 km do centro, um caminho que pode ser percorrido de bicicleta em meio a arrozais leva a duas praias. Quantos dias ficar em Hoi An? No mínimo 2 dias.

VEJA O POST COMPLETO SOBRE HOI AN AQUI

hoi-an-vietna
mercado-hoi-an

Mui Ne

A primeira impressão a chegar a essa pequena península é: você podia estar no Ceará. Uma extensão enorme de dunas envolve a pequena cidade, e, na praia, pipas de kitesurfe que se aproveitam nos ventos fortes entopem o céu. Os hotéis ficam basicamente todos numa longa avenida com o comércio praiano prosaico, alguns restaurantes e baladas frequentadas por jovens russos. Às 4 da manhã todos os bugues da cidade levam os turistas para ver o nascer do sol no areal das dunas, maravilhoso. É bem mais agradável do que a vizinha Nha Trang, que eu não recomendo. Quantos dias ficar em Mui Ne? Pelo menos um dia.

mui-ne-nascer-sol
Nascer do sol em Mui Ne

Dalat

O que fazer no Vietnã: Dalat é uma ex-cidade colonial francesa gracinha nas montanhas do sul do país. Você pode pegar o bondinho para a Pagoda Truc Lam, ver belas cachoeiras como a Pongour Falls e a Elephant Falls, fazer esportes de aventura como rafting e rapel nas quedas d´água e curtir os cafés da cidade, com clima sempre friozinho. Quantos dias ficar em Dalat? No mínimo 2 dias.

LEIA TAMBÉM: O que visitar no Laos: top 6 destinos
O que fazer em Bangkok: 21 programas imperdíveis
O que fazer em Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia

dalat-vietna
cachoeria-dalat

Ho Chi Minh City

A antiga Saigon é o principal centro financeiro do país, e zune com seus quase 8 milhões de habitantes em ritmo acelerado e clima quente (a temperatura média é de 30 graus quase o ano todo). Turistas se aboletam no Distrito 1, onde hotéis, lojas e prédios modernos te fazem esquecer por alguns instantes que você está na Ásia. Mas você lembra bem ao conhecer o War Remnants Museum, que explica com fotos chocantes a devastação causada pela guerra que eles chamam de Guerra Americana. Quantos dias ficar em Ho Chi Minh City? No mínimo 2 dias.

VEJA O QUE FAZER EM HO CHI MINH CITY NESTE POST

ho-chi-minh-city

Delta do Mekong

No extremo sul do país, você pode ver os canais pelos quais o majestoso rio Mekong desemboca no mar. Aqui, tem paisagens vietnamitas naipe National Geographic: campos de plantação de arroz verde-esmeralda, mercados com barcos coloridos, planícies pontuadas por coqueiros, fazendeiros de chapéus cônicos trabalhando na beira das estradas. Como a região alaga, a época boa para ir é na seca, entre dezembro e março. Há tours de um dia saindo de Ho Chi Minh City, mas o melhor é ir de ônibus até cidades como My Tho e Can Tho para fazer passeios de barco e ver templos. Quantos dias ficar no Delta do Mekong? Pelo menos 2 dias.

36 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo