vietnã


Os melhores passeios e restaurantes em Hanoi, a capital do Vietnã

O que fazer em Hanoi: a capital do Vietnã zune com seus 7 milhões de habitantes, seus 1000 anos de história, sua fusão de ”ismos” (confucionismo, budismo, comunismo), sua energia barulhenta e colorida, sua mescla de características (ocidentais e orientais, antigas e modernas), sua massa de motocicletas que torna atravessar as ruas um ato divertidamente perigoso.

LEIA TAMBÉM: Os melhores destinos do Vietnã pra montar seu roteiro
Guia completo de praias na Tailândia pra você escolher a sua
3 dias em Siem Reap: guia completo pra visitar os templos de Angkor

hanoi-centro-mont

O QUE FAZER EM HANOI, A CAPITAL DO VIETNÃ

Além de uma cidade superinteressante, Hanoi também é base pra explorar o norte do Vietnã (destinos como Halong Bay, Sapa e Ha Giang), além de receber grande volume de voos e ter ônibus pra todo país. Veja aqui o que fazer em Hanoi, com dicas de passeios e restaurantes.

Pra circular, você se vira a pé e de táxi (peça sempre pra ligarem o taxímetro) – evite tuk-tuks, eles cobram muito mais do que deveriam. Pra ir do aeroporto ao centro há vans por cerca de US$ 7; pergunte no aeroporto (eles vão dizer que demora muito porque querem que você pague os táxis, mas não é verdade. A questão é que se seu hotel for no Old Quarter ele vai te largar em algum lugar próximo) – veja hotéis em Hanoi aqui.

A saber: o clima no norte do Vietnã é do contra: entre janeiro e março, quando os vizinhos Tailândia, Laos e Camboja estão no auge da temporada seca, com clima ameno e ensolarado, ele teima em ter garoa e frio (pra baixo dos 15 graus às vezes). Ali a melhor época pra ir é de outubro até o meio de dezembro – de maio a agosto pode passar dos 30 graus e chover muito.

O quer fazer em Hanoi:

OLD QUARTER

O centro antigo da cidade é a epítome da dinâmica insana e das singularidades de Hanoi: infinitos modelos de pessoas, comércios e motocicletas se espremem entre ruas apertadas (muitas vezes sem calçada) envoltas por restos de muralhas. Hoje os pequenos restaurantes, lojas e feiras tradicionais se uniram a adições modernas (ocidentais ou não) tipo galerias de arte, cafés hipsters, hotéis, hostels e bares (que fecham à meia-noite). De noite, rola um mercado a partir da rua Hang Dao e são colocadas mesas nas ruas – de dia, passe no mercado Dong Xuan. Gosto do fato de que apesar de ser uma área ultraturística, ela não esconde a vibe local. Continue lendo pra saber o que fazer em Hanoi.

motos-hanoi-vietna

Templo Bach Ma

Esse pequeno e singelo templo confucionista é considerado o mais antigo da cidade, ainda que a estrutura atual seja do século 18. Ele foi erguido originalmente pelo Imperador Ly Thai To no século 11 pra honrar um cavalo branco que o teria guiado até o Old Quarter, onde ele construiu as muralhas da cidade.

Bảo Tàng Lịch Sử Quốc (Museu Nacional)

O bonito prédio ocre do começo do século 20 une elementos chineses com franceses (o Vietnã viveu sob o controle da China por mais de mil anos e mais tarde foi ocupado pela França). A disposição do acervo é simples, mas é bacana pra conhecer um pouco mais sobre a história do Sudeste Asiático, carente de bons museus no geral.

Museu da Prisão Hoa Lo

Essa prisão foi construída pelos colonizadores franceses em 1896 e era usada pra encarcerar presos políticos – grande parte das exposições explora a repressão (com objetos de tortura) aos vietnamitas que buscavam a independência do país; até uma guilhotina (!) era usada. Durante a Guerra do Vietnã, o lugar ganhou notoriedade por ser usado pra prisão de americanos, que a apelidaram ironicamente de “Hilton (o hotel) de Hanoi” – o senador John McCain esteve ali – e as explicações mostram como eles tiveram um tratamento bem mais amigável. Continue lendo pra saber o que fazer em Hanoi.

Lago Hoan Kiem

Tirei minhas melhores fotos de Hanoi ao redor desse lago. Tem turistas, locais praticando tai chi chuan, gente sentada nos banquinhos. O templo Ngoc Son fica numa pequena ilha na parte norte do lago, e é alcançado por uma pontezinha.

bridge-hanoi-capital

Water Pupet Show

Múa roi nuoc, ou “fazer marionetes dançarem na água”, é uma tradição vietnamita desde o século 11: são apresentações de bonecos esculpidos em madeira em uma piscina. Bem perto do lago Hoan Kiem, o Thang Long Water Puppet Theather tem peças fofas encenadas com música ao vivo que mostram lendas e cenas do cotidiano vietnamita. São várias apresentações diárias (16h10, 17h20, 18h30, 20h no verão e 15h, 16h10, 17h20, 18h30, 20h, 21h15 no inverno).

Templo da Literatura

Fundado em 1070 pelo Imperador Ly Thanh Tong, o templo é dedicado a Confúcio. Dentro de você encontrará uma lagoa, uma bonita pagoda e estátuas de Confúcio e seus discípulos. Um raro exemplo de arquitetura tradicional vietnamita bem preservada, ele honra os escritores do país: ali foi fundada a primeira universidade do Vietnã, estabelecida em 1076, que mais tarde levou estudantes de todo o país a Hanoi pra estudar os princípios do confucionismo, literatura e poesia. Os jardins são bonitos pra passear. Aberto das 8h às 17h todos os dias.

Museu e Mausoléu do Ho Chi Minh

O museu destrincha a vida do líder comunista vietnamita, que ajudou a fundar o Partido Comunista francês, dirigiu o movimento anti-imperialista na Indochina e treinou as forças da Frente de Libertação Nacional do Vietnã do Sul (Vietcong), que visavam reunificar o país, o que levou à intervenção norte-americana e à Guerra do Vietnã – hoje a maior cidade do país, Ho Chi Minh City, a antiga Saigon, ganhou seu nome. Disposto num bonito parque, esse complexo ainda envolve o Mausoléu do Ho Chi Minh, onde ele foi embalsamado, a Pagoda de Um Pilar e o Memorial da Guerra.

Citadela Imperial

Do outro lado da avenida do Mausoléu do Ho Chi Minh, guarda os restos de uma citadela do século 11 que foi o centro político do país por 13 séculos. O foco do conjunto é uma fortaleza de pedra, Patrimônio da UNESCO. Subindo os degraus do portão principal você tem uma bela vista dos jardins. Continue lendo pra saber mais sobre o que fazer em Hanoi.

Onde comer em Hanoi:

Cha Cá Thang Long (foto ao lado)

Cha cá é uma receita tradicional cujos ingredientes principais são peixe temperado com endro (uma erva aromática muito usada na Ásia) e macarrão de arroz. O legal é que é você que monta seu prato: o peixe vem à mesa numa panela, e cada ingrediente (macarrão, molhos, ervas, amendoim, broto de feijão), em potinhos separados. É um dos pratos vietnamitas mais saborosos, muito bem preparado nesse restaurante do Old Quarter.

State Run Food Shop

O restaurante reproduz a época do racionamento de comida do pós-Guerra do Vietnã na decoração (com fotos e objetos antigos), no cardápio (feito em cupons de racionamento) e nas receitas oferecidas, que dificilmente você encontraria fora das casas dos locais, com o porco com picles de mostarda e canh chua, uma sopa de peixe.

LEIA TAMBÉM: Tensão pré-viagem: você não sofre disso sozinho! Veja aqui como resolver

Como tirar boas fotos de você mesmo viajando sozinho

O que visitar no Camboja: os melhores destinos

Hanoi Social Club

Expatriados australianos montaram esse café hipster pra quem estiver cansado de pho (a clássica sopa de macarrão de arroz). O lugar tem três andares (o bonito piso de azulejos é original do prédio); meu preferido é o terraço, com poltronas e mesas e uma decoração fofa com plantas. O menu tem macarrão, hambúrguer, wraps e pratos vegetarianos e o lugar abre desde às 8h da manhã.

LEIA TAMBÉM: Como é a comida no Sudeste Asiático
Quando custa viajar pelo Sudeste Asiático
Manual de sobrevivência do Sudeste Asiático

Pho Thin

No Sudeste Asiático não existe muito uma relação entre a aparência do lugar e qualidade da comida nos estabelecimentos “não-ocidentais”. Tem que saber onde ir. Aberto desde 1979, esse restaurante com salão simplérrimo e até meio sujo faz pequenas modificações na receita do pho pra intensificar o sabor, como refogar a carne no alho antes de adicionar a sopa. O melhor pho da cidade segundo o jornal britânico The Guardian.

Cafe Phố Cũ

A entrada desse café fica dentro de uma lojinha nada a ver de artesanato. O espaço é enorme e tem vários andares, o último tem mesas com vista para o lago Hoan Kiem. Peça o tradicional ca phe sua da, café gelado com leite condensado.

hanoi-cafe-vista

Pra fazer tous guiados:

Hidden Hanoi: Leva por trechos pouco conhecidos da cidade.

Hanoi Street Food Tours: Organiza passeios pra conhecer a comida de rua.

Onde ficar em Hanoi:

(não se assuste com os preços, o Vietnã é muuuuito barato mesmo)

Hanoi Backpackers (desde US$ 7)

Tem duas unidades; o mais bem localizado é o da rua Ma May. Esse hostel tem instalações muito boas: um bar no andar inferior, um andar inteiro com salão de jogos, computadores, pufes e uma sala de TV com uma seleção enorme de filmes, e bons quartos com banheiro (e opção só pra mulheres). No bar rola música alta, festas e beer pong com alguma frequência, mas o barulho não chega nos quartos. Só não compre passeios ou passagens de ônibus ali, eles cobram caro.

Hanoi Focus Boutique (desde US$ 36)

Perto do lago, é um hotel econômico gracinha com staff atencioso, quartos novos e café da manhã farto.

MK Premier Boutique Hotel (desde US$ 70)

Bem no centro histórico, tem quartos enormes (alguns com sauna!), café da manhã mara e rooftop com vista.

Hanoi Delano Hotel (desde US$ 55)

Quartos são bem decorados e com banheira, restaurante é gostoso e a localização, certeira.

Hilton Opera (diárias desde US$ 134)

Num prédio histórico imponente que remete à colonização francesa envolvido por um belo jardim, o hotel cinco-estrelas tem spa, piscina, dois restaurantes e quartos espaçosos com roupão no armário.

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *