Roteiro na Tailândia: o país tem atraído uma onda de brasileiros atrás de uma primeira experiência na Ásia e, principalmente, de belas praias.

LEIA TAMBÉM: Quando custa viajar no Sudeste Asiático
Como é a comida na Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã
Melhor época para ir à Tailândia e outros países do Sudeste Asiático

É importante entender que a Tailândia é bem mais que seu litoral e tem uma gama variada de destinos que passa por centros urbanos, montanhas, cachoeiras, ruínas de templos centenários e sim, praias bonitas de água verde-esmeralda, tudo permeado por uma boa dose de exoticidade (mas num país muito fácil de se viajado) e uma população zen e gentil. É bom lembrar que grande parte das ilhas foi invadida pelo turismo estrangeiro, o que causou uma certa descaraterização da cultural local. Por isso, ao planejar seu roteiro na Tailândia, é legal se estender além das faixas de areia para ter uma experiência mais autêntica.

NÃO PERCA: SUPERLISTA COM 64 HOTÉIS E HOSTELS SELECIONADOS NA TAILÂNDIA

Como montar seu roteiro na Tailândia: mapa de destinos

5 sugestões de roteiro na Tailândia:

14 dias (lua de mel):

Bangkok (4 dias com bate-volta a Ayutthaya) – Chiang Mai (3 dias) – Railay Beach, Phi Phi ou Koh Kood (3 dias) – Koh Lipe (4 dias)

Eu sempre defendo que se seu único interesse é passar o pós-casório estirado na praia, melhor ver algo no Caribe, Fernando de Noronha, Ilhas Maurício (veja roteiro completo aqui). Tailândia é pra quem quer praia mas também deseja conhecer uma cultura diferente e ter outras experiências. Afinal, estamos falando de ir para o outro lado do mundo.

Neste roteiro na Tailândia você vai ter uma dose urbana em Bangkok (reserve uma noite pra um restaurante de alta gastronomia como o Gaggan), ver ruínas de templos majestoso em Ayutthaya (veja o roteiro completo aqui), conhecer mais templos e santuários de elefantes em Chiang Mai e, aí, partir para as praias. Sugiro ficar em Railay Beach, maravilhosa e da onde também saem passeios pra Maya Bay, o principal motivo que leva o pessoal a Koh Phi Phi. Phi Phi em si só vale para lua de mel se você ficar no norte da ilha (veja outras dicas aqui), longe do centrinho muvucado cheio de mochileiros baladeiros. Se você procura uma ilha deserta, fique troque as anteriores por uns dias num hotel bacana em Koh Kood (você chega lá com cinco horas de ônibus de Bangkok até a cidade de Trat e depois uma balsa) – veja opções de hotéis aqui. Dá trabalho chegar em Koh Lipe, mas se você quer encontrar o paraíso, é pra lá que deve ir (veja mais no nosso guia de praias).

koh-samui-luxo-four-seasons

14 dias (mochileiro/agito)

Bangkok (4 dias com bate-volta a Ayutthaya) – Chiang Mai (3 dias) – Pai (2 dias) – Koh Phangan ou Koh Tao (3 dias) – Koh Phi Phi (3 dias)

Se você está indo sozinho ou de mochila com os amigos, aqui vai um roteiro na Tailândia pra conhecer gente jovem e curtir um agito. Passe por Bangkok pra viver a frenética capital da Tailândia, vá a Chiang Mai topar com elefantes e templos, continue rumo ao norte pra Pai (leia o post completo aqui), uma vila de mochileiros nas montanhas cheia de hostels e barzinhos animados. Depois desça até as praias: Koh Phangan sedia a famosa Full Moon Party (veja mais sobre Phangan aqui!), e Koh Tao (veja mais sobre Tao aqui!) junta a galera atrás de mergulho e baladas pé na areia. Termine em Phi Phi pra ver praias com água verde-esmeralda e as festas mais bombadas da Tailândia.

bangkok-templo-budista

14 dias (cultura e montanhas)

Bangkok (4 dias com bate-volta a Ayutthaya) – Sukothai (1 dia) – Chiang Mai (3 dias) – Pai ou Chiang Rai (3 dias) – Railay Beach (3 dias)

Aqui o foco é ficar a maior parte do tempo longe do litoral: se embrenhe pelos mercados e templos de Bangkok, visite as ruínas mais incríveis do país em Ayutthaya e Sukhothai, faça aula de gastronomia, e veja mais templos e santuários de elefante em Chiang Mai. Daí vá conhecer as montanhas do norte da Tailândia em Pai ou Chiang Rai, fazendo trilhas para comunidades locais com empresas como a Thailand Ecotours, a Natural Focus Project ou a Local Alike, que têm responsabilidade social e ambiental. Há opções com ou sem pernoite, de um a seis dias de viagem. Por fim, porque ninguém é de ferro, tenha um gostinho das praias em Railay Beach.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Bangkok: 21 programas imperdíveis
O que fazer em Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia
Sukhothai: uma parada esperta entre Bangkok e Chiang Mai

pai-tailandia

14 dias (só praia)

Bangkok (4 dias com bate-volta a Ayutthaya) – Chiang Mai (3 dias) – Koh Phangan (3 dias) – Railay Beach (3 dias) – Koh Lipe (2 dias)

Ok, você quer saber é de praia no seu roteiro na Tailândia. Mesmop assim, dê uma passada em Bangkok, Ayutthaya e Chiang Mai pra uma dose de templos antes de esticar a canga. Depois voe à costa do Golfo da TailândiaKoh Phangan, da Full Moon Party, é a minha ilha preferida (veja o guia completo aqui) –,  e aí rume ao outro lado do país, na costa do Mar de Andaman, e curta Railay Beach. De lá tome uma balsa a Koh Lipe.

VEJA AQUI NOSSO MANUAL COMPLETO DAS PRAIAS DA TAILÂNDIA

mayabay

20 dias (o roteiro ideal: um pouco de tudo)

Bangkok (4 dias com bate-volta a Ayutthaya) – Sukhothai (1 dia) – Chiang Mai (3 dias) – Pai ou Chiang Rai (3 dias) – Koh Phangan ou Koh Tao (3 dias) – Koh Phi Phi ou Railay Beach (3 dias) – Koh Lipe (3 dias)

Esse é o roteiro na Tailândia que mais traduz o que o país tem de melhor: se embrenhe pelos mercados e templos de Bangkok, visite as ruínas mais incríveis do país em Ayutthaya e Sukhothai, faça aula de gastronomia e veja mais templos e santuários de elefante em Chiang Mai. Daí vá conhecer as montanhas do norte da Tailândia em Pai ou Chiang Rai, fazendo trilhas para comunidades locais com empresas como a Thailand Ecotours, a Natural Focus Project ou a Local Alike, que têm responsabilidade social e ambiental. Depois, rume à costa do Golfo da Tailândia e escolha entre Koh Phaghan e Koh Tao. Aí vá a Krabi e opte entre Phi Phi e Railay e depois vá até Koh Lipe.

LEIA TAMBÉM: Como fazer uma Sak Yant, a tatuagem budista sagrada
Onde fazer massagem tailandesa em Bangkok
Sugestões de roteiro no Sudeste Asiático: Tailândia, Camboja, Vietnã e outros países

bangkok-melhor-epoca

ROTEIRO NA TAILÂNDIA: DESLOCAMENTOS

Você pode ver os preços e comprar passagens de trem e ônibus no Go Asia (mas é bem tranquilo deixar pra ver na hora ou um dia antes mesmo na alta temporada). As passagens de avião, simule no site Skyscanner. Aqui eu dou algumas opções de companhias aéreas de acordo com o preço mais barato que eu encontrei, mas vale checar de novo.

Entre Bangkok e Ayutthaya: De trem saindo da estação Hua Lamphong (US$ 7) ou com tour vendido por agência (US$ 14).
Entre Bangkok e Sukhothai: Avião com a Bangkok Airways (US$ 100, cerca de 1h15 de viagem) ou ônibus da estação Southern Terminal (US$ 8, cerca de 6h de viagem).
Entre Sukhotai e Chiang Mai: De ônibus (a partir de US$ 6, cerca de 5h de viagem).
Entre Bangkok e Chiang Mai: Avião com a Thai Lion Air (desde US$ 20, cerca de 1h30 de viagem) ou ônibus da estação Morchit (US$ 15, cerca de 9h de viagem).
Entre Chiang Mai e Koh Phangan ou Koh Tao: Voo até Surat Thani com a Air Asia (a partir de US$ 43) + balsa.
Entre Chiang Mai e Railay Beach ou Koh Phi Phi: Voo até Krabi com a Air Asia (a partir de US$ 56) + balsa.
Entre Koh Phagan e Koh Tao a Railay Beach, Phi Phi ou Lanta: Combo de transporte vendido pelas agências de viagem: balsa a Surat Thani + van até Krabi + balsa (US$ 28).
De Bangkok ou das ilhas a Koh Lipe: Voo até o aeroporto de Hat Yai (cerca de US$ 50) e de lá pegar uma minivan ou táxi até o píer de Pak Bara (1h30 de viagem), da onde saem barcos pra Koh Lipe até às 16h na alta temporada (novembro a abril).

Betina Neves

Seus 10 anos de experiência no Jornalismo de Turismo deram o tom da linguagem do Carpe Mundi. Perita em traçar roteiros e na eterna busca pela passagem aérea mais barata, escreve um e outro post por aqui enquanto explora metrópoles insones, prova comidas exóticas e relaxa em praias vazias deste mundão.

66 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo