A Península de Yucatán merece ser bem explorada em um roteiro por Cancún e região de 10 dias a duas semanas.

LEIA TAMBÉM: Cancún, Playa e Tulum: tudo o que você precisa saber
Cancún: guia prático com passeios e restaurantes

Roteiro por Cancún e região: aqui vão algumas ideias, estabelecendo algumas bases e fazendo alguns bate -volta. Alugar um carro é o ideal para conhecer a região com propriedade e não ficar preso no hotel.

As torres roxas  sinalizam os cinco sítios arqueológicos mais legais: Uxmal, Ek Balam, Chichén Itzá, Tulum e Cobá.

ROTEIRO POR CANCÚN E REGIÃO: IDEIAS DE ITINERÁRIO

IDEIA 1: Mérida – Izamal – Valladolid – Cancún – Playa del Carmen – Tulum – Bacalar
IDEIA 2: Campeche – Mérida – Izamal – Valladolid – Cancún – Playa – Tulum – Bacalar
IDEIA 3: Cancún – Playa del Carmen – Tulum – Valladolid – Izamal – Mérida

ROTEIRO POR CANCÚN E REGIÃO: CIDADES

MÉRIDA

O maior mérito de Mérida é dar a sensação de estar numa cidade de verdade – e não num local moldado para o turismo, como acontece com Cancún. A boa é simplesmente andar pelo centro de casinhas coloniais coloridas, umas recém-pintadas, outras desbotadas, ao redor da praça principal, a Plaza Grande, vendo as lojinhas e restaurantes. Feiras e mercadinhos animam o rolê: às quintas no Parque Santa Ana, às terças no Parque Santiago e aos domingos no Parque Santa Lucia. Esta matéria da Traveler tem um guia completinho.

merida-mexico

IZAMAL

Chamada de “La Ciudada Amarilla” graças a cor mostarda que tinge a maioria de suas construções coloniais bonitinhas, Izamal é uma antiga cidade religiosa maia e é um gostoso passeio de meio dia a partir de Mérida. Visite o Convento de San Antonio de Pádua, de 1561, todo amarelão.

VALLADOLID

Outra cidade colonial que dá vontade de passar o dia perdido pelas ruas do centro, cercadas de construções coloridas que guardam igrejas, mercados, lojinhas e restaurantes. É uma boa base para se hospedar e visitar Chichén Itzá e Ek Balam.

CAMPECHE

É uma das mais fotogênicas cidades coloniais do México, cercada por partes de uma antiga muralha com baluartes. Há belas construções em tons pastéis e mansões construídas nos séculos 18 e 19 por famílias espanholas abastadas.

CANCÚN

Vertical e americanizada, concentra resorts tipo “tudo num lugar só” onde se come e bebe o dia inteiro pelo preço da diária (famoso all-inclusive), shoppings, restaurantes de rede e algumas baladas, tudo de cara para o mar limpo e turquesa. Veja o guia completo de Cancún aqui!

mex-cancun

PLAYA DEL CARMEN

A parte turística da cidadezinha surgiu quase que espontaneamente a partir do porto que leva a Cozumel e bombou: hoje Playa compete com Cancún pela atenção dos brasileiros, com seus clubes de praia animados, ampla oferta de hotéis (pequenos e grandalhões), restaurantes, baladas e lojasVeja o guia completo de Playa del Carmen aqui!

TULUM

Se Cancún grita ostentação, Tulum é low-profile. Vibe relaxada, aulas de yoga na areia e as ruínas maias mais fotogênicas do Caribe. Fica-se em hotéis-boutique em vez de resortões, anda-se de bicicleta em vez de carro. Restaurantes e bares descoladinhos embalam as noites. Veja o guia completo de Tulum aqui!

BACALAR

Seguindo a estrada a partir de Tulum chega-se a esse pequeno segredinho: Bacalar, uma microvilarejo qualquer nota. O que não é qualquer nota é a fantástica Laguna Bacalar, com um sem-fim de matizes de azul e areia branca, aquilo que você imagina ver no Tahiti. Se você também pira em cantinhos praianos intocados, vá passar uma ou duas noites ali (a Casita Carolina é a melhor hospedagem, mas não há sinal de luxo em lugar algum). Na estrada há uma antiga fortaleza com canhões.

ROTEIRO POR CANCÚN E REGIÃO: PARQUES ARQUEOLÓGICOS

UXMAL

O sítio arqueológico foi um dos assentamentos maias mais importantes de Yucatán – seu auge foi entre 600 e 900 d.C. Ainda é bem desconhecido dos brasileiros, talvez pela distância em relação às praias. As ruínas ocupam um espaço enorme, protegidas por morros com aglomerados de árvores (o que contrasta bem com a paisagem plana das porções norte e oeste da península) e uma multidão de iguanas tomando sol. A maior estrutura é a majestosa Pirâmide del Adivino, com 35 metros de altura. É possível ir de carro alugado e tours que saem de Mérida.

EK BALAM

Nutro uma busca por sítios arqueológicos menos visitados – quanto menos gente melhor pra tentar imaginar como era o lugar no passado. É o caso de Ek Balam, que, assim como Cobá, é envolto por uma vegetação farta. A construção mais interessante é El Trono, um templo com uma porta em forma de bocarra, possivelmente de uma onça.

CHICHÉN ITZA

As ruínas mais impressionantes da região já formaram um dos mais importantes centros políticos e religiosos dos maias. A estrutura principal é a Pirâmide de Kukulcán, com 26 metros de altura, rodeada de outros templos e um monumental Campo de Pelota, o esporte dos maias.

LEIA TAMBÉM: 10 cidades coloniais do México

Miniguia de San Miguel de Allende, no México

COBÁ

Também foi outro importante centro maia, que chegou a ter 50 mil habitantes. Ele guarda a pirâmide maia mais alta do México: Nohuch Mul, com 40 metros de altura – você pode subir até o topo por degraus. Há outras estruturas como Campos de Pelota e templos, entremeadas por uma floresta. Em outras palavras, um lugar mágico. Fica a 100 km de Playa de Carmen, para ir com tours, de carro ou transporte público (pergunte no hotel como fazê-lo).

TULUM (sítio arqueológico)

Rara cidade maia construída a beira-mar, protegida por muralhas. Hoje você percorre caminhos de areia (com iguanas correndo aos seus pés) entre várias ruínas, com a água turquesa gritando ao fundo. O Castelo, a estrutura principal, tem três pisos e 12 metros de altura. É o sítio arqueológico mais bonito do Caribe.

sitio-arqueologico-tulum

Betina Neves

Seus 10 anos de experiência no Jornalismo de Turismo deram o tom da linguagem do Carpe Mundi. Perita em traçar roteiros e na eterna busca pela passagem aérea mais barata, escreve um e outro post por aqui enquanto explora metrópoles insones, prova comidas exóticas e relaxa em praias vazias deste mundão.

12 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo