Tulum é um dos destinos mais hypados da atualidade.

E suas hospedagens, obviamente, seguem essa linha da moda: hotéis-boutique pé na areia com charme e autenticidade, poucos quartos, consciência ecológica, vibe artística e descontraída e um olho sempre no design.

O destino praiano 100% good vibes já está no radar turístico da galera descolada há algum tempo e só continua a crescer em popularidade, o que acaba encarecendo a experiência de estadia em hotéis da moda que respiram sua vibe cool – se quiser viver o melhor de Tulum, prepare os bolsos.

ONDE COMER EM TULUM: LEIA AQUI

Restaurantes em Tulum: de açaí e sucos orgânicos a jantares hype

ONDE FICAR EM TULUM

O que levar em conta pra escolher o seu hotel:

Quem vem do Aeroporto de Cancún, dirigindo 128 km pela estrada 307, avista placas sinalizando a chegada a Tulum numa cidadezinha nada atraente na beira da estrada. Ali fica a área chamada de Tulum Pueblo, onde ficam os supermercados e serviços em geral, além de hostels baratinhos e o único hotel de bacana da área, com diárias mais em conta: o Holistika. Seguindo a estradinha rumo à praia, virando à esquerda chega-se ao sítio arqueológico de Tulum, a bonita Playa Paraíso e hotéis como o top dos tops Azulik e o festeiro Papaya Playa Project. Mas é à direita onde tudo realmente acontece, no burburinho da chamada Zona Hotelera e o gostoso centrinho de Tulum onde as bikes são o transporte oficial. Ali estão quase todos os hotéis-boutique novinhos, lojas e restaurantes da moda, espalhados pela extensão da Carretera Tulum – Boca Paila. O preço por noite não é o mais barato, mas entrega a experiência completa Tulum.

ONDE FICAR EM TULUM

Sanará Tulum (diárias desde US$ 360)

Você provavelmente vai ouvir falar do Sanará se for um amante do yoga: seu estúdio de vidro concentra aulas de vinyasa famosas em Tulum. E não é só de yoga que a o bem-estar é proporcionado ali, a dona do hotel Daniela Hunter também é chef e comanda o espaço de alimentação saudável The Real Coconut, que tem de sucos verdes detox a deliciosos pudins de chocolate à base de chia. Nos 17 quartos, as influências minimalistas se misturam com toques locais, a exemplo dos apanhadores de sonho que ocupam o espaço dos quadros em cima das camas.

*O Carpe Mundi se hospedou no Sanará Tulum na viagem e repetiria a estadia 🙂

ONDE FICAR EM TULUM

Casa Malca (diárias desde US$ 566)

A uma vez propriedade de Pablo Escobar é hoje um hotel-boutique da coleção Design Hotels de 41 quartos que mais parece uma galeria de arte – sua renovação se deu pelas mãos de Lio Malca, um colecionador de arte nova-iorquino pronto pra impressionar. Indo além da atmosfera tropical, os quartos têm chão de cimento queimado, cortinas de veludo brilhantes e achados de arte contemporânea da coleção do próprio Lio. A entrada da recepção marcada por poltronas transformadas em balanços erguidos desde um tronco no alto é um dos pontos mais Instagramáveis de Tulum.

ONDE FICAR EM TULUM

Villa Pescadores (diárias desde US$ 209)

Na tradicional Praia dos Pescadores, ao lado das ruínas maias cartão-postal de Tulum, 18 cabanas de pescadores datadas de 2002 hoje são um hotel-boutique no melhor estilo rústico-chique, com chão de madeira, telhados de sapê e varandinha com redes. Há um galão de água purificada nos quartos, Wi-Fi que pega bem e ar-condicionado funcionando só à noite – como na maioria das hospedagens em Tulum. O serviço de praia conta com espaçosas e confortáveis espreguiçadeiras dispostas em frente ao bar da areia.

*O Carpe Mundi se hospedou no Villa Pescadores em Tulum e aprovou a experiência.

villa-pescadores-hotel

ONDE FICAR EM TULUM

AZULIK (diárias desde US$ 428)

A experiência Azulik pode ser descrita assim: um eco-resort luxuoso e centro cultural reunindo figuras chave da arquitetura, da arte, do design e da moda e promovendo a reconexão com nós mesmos e com a natureza. Nada de energia elétrica, internet ou televisão nos quartos, espécies de casas da árvore encaixadas nos rochedos onde bate a água azul-turquesa do mar. No spa, um laboratório estuda as propriedades das plantas e raízes, que no check-in viram fumaças sagradas num ritual de limpeza espiritual aos hóspedes. Tudo, literalmente tudo, marca no Azulik, sobretudo sua estrutura integrada à natureza que parece ter saído de Avatar. Quem não consegue pagar os US$ 428 da diária pode só curtir o sunset nas redes ou ninhos do seu restaurante Kin Toh.

ONDE FICAR EM TULUM

Nomade Tulum (diárias desde US$ 314)

Difícil eleger se o que faz do Nomade tão especial é sua décor ousada e inesperada com inspirações orientais (leia-se tapetes marroquinos se contrapondo à areia), suas tendas de luxo versão tropical das descoladas cabanas do Coachella ou sua atmosfera holística que contagia todo mundo que pisa ali: há lista de espera pra participar das atividades diárias como o sound healing. Na praia, a estrutura de triângulo com rede pra relaxar e pegar sol é a mais disputada do beach club, com taxa de consumação de US$ 50 por pessoa.

hotel-nomade-tulum-mexico

ONDE FICAR EM TULUM

Holistika Tulum (diárias desde US$ 50 nos quartos compartilhados e US$ 180 nos privados)

A localização distante da areia, no não tão glamoroso Pueblo de Tulum, é quase uma vantagem pra quem quer estar rodeado de verde, neste santuário escondido na selva maia. O espaço de retiros e rituais espirituais com uma ampla programação de atividades de práticas meditativas e de yoga às aulas de dança contemporânea tem redes e salas de relaxamento espalhadas pela propriedade de 18 hectares. O cenário ainda é digno de Pinterest: a superpiscina em frente aos quartos, marcados por um fotogênico piso azul, é enfeitada por gazebos e palmeiras.

ONDE FICAR EM TULUM

Papaya Playa Project (diárias desde US$ 248)

Com o selo Design Hotels, celebra o conceito do novo luxo em suas 100 cabanas cercadas por flora e fauna intocadas – o melhor são as versões com piscininhas redondas privadas no terraço, foto que você provavelmente deve ter visto pesquisando sobre Tulum. Aos sábados, reserva aos wanderlust um festão pé na areia com DJs de sets famosos e fogos à la Burning Men – a música é um componente-chave na estadia. Quem quiser só curtir o ambiente pode participar das aulas de yoga, embarcar num tratamento do spa e depois num café da manhã no delicioso restaurante com vista pro mar.

papaya-playa-project

Ou…

CASA DE ALUGUEL EM TULUM

Uma moda que está cada vez mais em alta em Tulum são as casas-boutique de aluguel pé na areia, especialmente pra quem viaja em grupos. Dá pra contar com infraestruturas chiquetosas pagando até menos de US$ 100 por pessoa por noite e contando com o total conforto, segurança e serviços de um hotel top. Os condomínios MAHAYANA TULUM e ZORBA TULUM não perdem nada para os hotéis-boutique badalados de Tulum com a vantagem do valor mais em conta. Leia mais sobre a tendência aqui.

*O Carpe Mundi se hospedou em ambos os condomínios durante a viagem a Tulum e indica suas casas.

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo