18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Pra quem vive no agito de São Paulo, nada com um momento de descanso e distração em família, a dois ou até mesmo solo aos finais de semana. Muito além dos imensos arranhas-céus da capital, o estado tem uma infinidade de atividades para curtir a poucos quilômetros de distância: desde programas de aventura, passeios de natureza, escapadas românticas, degustações de vinho, até as vivências zens e espirituais.

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Trilhas e aventura

Rafting, trilhas a pé ou de quadriciclo, banhos de cachoeira, paraquedismo e mais em Socorro, Juquitiba e Boituva.

Socorro (138 km de São Paulo, cerca de 2h20)

Conhecida por ser um dos principais destinos de aventura do país, Socorro dispõe de diversas opções de passeios radicais, dentre eles uma vasta gama de trilhas, rafting, cachoeira, arvorismo e também tours de quadriciclo— todas essas atividades podem ser feitas com a empresa Mundaka Aventura. Mas não é só do esporte que vive a região: seus lindos pores do sol, a elegância de seu Centro Histórico de interior, e a oferta de malhas em suas feiras tradicionais deixam seu bate-volta ainda mais gostoso. A melhor época para os aventureiros do rafting é entre dezembro e abril, o período de chuvas mais fortes e, consequentemente, rios mais cheios.

LEIA MAIS: O que fazer em Socorro (SP): 10 programas de aventura pra não perder
Turismo em Socorro (SP): guia geral da cidade

rafting

Juquitiba (74 km de São Paulo, cerca de 1h30)

Pertinho de São Paulo, Juquitiba reserva em seus arredores atrações de aventura, descanso e contato com a natureza, uma vez que ela possui a maior área de Mata Atlântica preservada da Região Metropolitana. Além do popular rafting nas corredeiras do Rio Juquiá, também tem opções como tirolesa, rapel, caiaque e banho nas nascentes, represas e cachoeiras (como a do Engano, do França e do Monjolo). Um prato cheio para uma boa aventura no final de semana ou feriado curto. A empresa mais conhecida para realizar as atividades locais é a Canoar.

VEJA MAIS: 9 destinos de cachoeira e montanha em SP, MG e RJ pra uma viagem curta

Boituva (117 km de São Paulo, cerca de 1h50)

A poucos quilômetros da capital, Boituva é o destino ideal para aqueles que querem se aventurar nas alturas. Desembolsando R$ 259 para mais com a Paraquedismo Boituva é possível praticar paraquedismo, andar de balão (ou assistir ao show dos balões colorindo o céu de manhã) e até saltar de asa delta. Para aqueles que preferem atividades no chão, outra atração é a Pousada Mirante, conhecida como o acampamento radical de Boituva, que reúne rafting, tirolesa e campo de paintball.

LEIA TAMBÉM: Qual é o melhor seguro viagem para esportes radicais e viagens de aventura?

paraquedismo-em-boituva

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Para a família

Opções de passeios culturais e de diversão para aproveitar com os pequenos, dos campos de flores lindíssimos de Holambra; a animação dos tobogãs, em Águas de São Pedro; e o climinha de montanha de Paranapiacaba.

Holambra (140 km de São Paulo, cerca de 2h)

Um pedacinho da Holanda perto de São Paulo. O destino hoje é considerado o maior centro de produção de flores e plantas da América Latina, e encanta a todos com sua imensidão de cores e aromas. E não é só no plantio que encontramos a influência do imigrantes holandeses: a arquitetura local também explora as origens, com estabelecimentos quadradinhos e bem coloridos, como o Boulevard Holandês. Em setembro, a cidade sedia a Expoflora, a maior exposição de plantas e flores ornamentais da América Latina. Mas quem vai em finais de semana normais pode visitar campos de girassóis e orquidários, todos obrigatoriamente acompanhados de um guia contratado, como os da Real Receptivo Holambra.

Paranapiacaba (44 km de São Paulo, cerca de 1h)

Essa vila histórica inglesa fica apenas a menos de 50 km do centro da capital, e o deslocamento pode ser feito de carro ou até mesmo em trem – que sai da estação Luz, no Expresso Turístico, todos os dias às 8h30. Fundada em 1865, ela abrigou a construção da primeira ferrovia do estado e é possível ver seus vestígios pelo tour na cidade, como as estradas de ferro e os trens abandonados, o Museu Castelo e suas histórias sobre a cidade e sua vista panorâmica privilegiada do topo da colina e estabelecimentos com um ar de antiguidade com suas construções em madeira— um deles é o Café Infinito Olhar, com o clima mega rústico. Em julho, durante o inverno, a região recebe o Festival de Inverno com mostras culturais, shows, comida boa e acompanhados de uma forte neblina que alastra a paisagem de Paranapiacaba.

Águas de São Pedro (182 km de São Paulo, cerca de 2h30)

Apesar de ser considerado o menor município do Estado de São Paulo, com apenas 3 mil habitantes, suas opções de turismo e diversão são das mais variadas e atraem milhares de turistas: além das águas medicinais e banhos escaldantes no balneário da cidade, também há o parque de diversão para as crianças, o Thermas Water Park. Este, oferece um complexo com 11 piscinas, sendo 10 com toboáguas e uma com onda (considerada a maior do Estado de São Paulo). Ideal para crianças entre 5 e 12 anos de idade. O valor da entrada é de a partir de R$ 49.

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Friozinho

Nada como um destino aconchegante e quentinho para curtir o tempo a dois. Santo Antônio do Pinhal e Monte Verde oferecem uma infinidade de passeios mais relax para casais no frio.

Santo Antônio do Pinhal (179 km de São Paulo, cerca de 2h20)

Essa pequena cidade próxima de Campos de Jordão acumula lindas paisagens e um clima acolhedor das montanhas. Perfeito para se instalar no frio e aproveitar comidas caseiras e bem temperadas, uma boa pedida é o restaurante Arco-íris, onde se aproveita de uma boa refeição com uma vista linda para o lago e suas lindas árvores. Para sair um pouco do quarto da pousada ou do chalé, nada como uma visita ao centrinho que reserva uma gama de restaurantes, lojinhas com produtos artesanais e uma imensidão verde até onde o olhar alcança.

LEIA TAMBÉM: 15 destinos românticos no Brasil: de cidades simpáticas a cachoeiras exuberantes

Monte Verde (167 km de São Paulo, cerca de 2h30)

Monte Verde é a Campos do Jordão mineira com um pouquinho mais de charme e clima rústico. É o destino romântico ideal para um bate-volta romântico ao esfriar, regado a  fondue, vinho, lindas vistas e lareira para aquecer. A dica é estar atento ao eventos da cidade como o Festival de Inverno, o Festival Gastronômico e o Festival de Natal. Nas demais épocas, uma volta pela Avenida Monte Verde é um passeio indiscutível. Lá você encontra tudo que a cidade tem a oferecer: desde os melhores restaurantes, até lindas lojinhas de artesanato local e deliciosos petiscos, como a biscoiteira Pipapurkas. Para um fondue completinho, o restaurante Mont Verde é a melhor opção.

LEIA MAIS: Guia de Monte Verde (MG): tudo o que você precisa saber sobre a cidade serrana

Gonçalves (202 km de São Paulo, cerca de 3h)

Esse é um dos points para a temporada de inverno, e outra opção à badalada cidade vizinha, Campos de Jordão. Menos cheia, Gonçalves é pequena e aconchegante, ideal para passar um tempo a dois sem ter muito no que pensar. Cheirinho de interior, lareira, jacuzzi e comida boa são algumas das delícias da região. No verão, suas atrações incluem diversas cachoeiras, sendo a mais conhecida de todas a Sete Quedas, além dos mirantes espalhados por todos os cantos.

CONFIRA: Superlista de 38 pousadas românticas no Brasil pra curtir o friozinho

18 BATE-VOLTAS SAINDO DE SÃO PAULO

Praia

Passeios de veleiro e escuna em Santos são uma boa e as faixas de areia de Guarujá tem mais a oferecer do que você possa imaginar.

Santos (80 km de São Paulo, cerca de 1h20)

Depois de curtir a praia e conhecer um pouco o Centro Histórico de Santos (como o Museu do Café), um passeio de escuna pode ser uma boa opção para sair da rotina. Existem duas rotas, sendo todas saindo da ponta da praia e com pausa para mergulho. Uma delas para na Baía de Santos e no porto, e a outra nas Ilhas do Guarujá, Baía de Santos e São Vicente (R$ 40 com a Tamburutaca). Uma outra opção, para ver a cidade de cima, é o bondinho até o Mont Serrat.

Guarujá (86 km de São Paulo, cerca de 1h30)

Há quem não tenha boas lembranças da lotação das praias do Guarujá nas férias de verão, mas a verdade é que algumas faixas de areia da região podem ser muito mais interessantes do que você imagina. Esse é o caso da Praia do Sorocotuba, de Taguaíba e a Prainha Branca. Para quem prefere relaxar navegando, há diversos roteiros de barco saindo das praias (preços desde R$ 900 o dia com a Nautal, para mais de 10 pessoas).

LEIA TAMBÉM: 3 praias tão lindas que não parecem que ficam no Guarujá (SP)
10 vantagens de alugar um barco para viagens de fim de semana com a Nautal, Airbnb de barcos

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Zen

Joanópolis e São Francisco Xavier: cidadezinhas que além de proporcionarem um clima calmo de interior, reservam deliciosas atividades de contato com a natureza, relaxamento e conexão.

joanopolis-bate-volta

Joanópolis (124 km de São Paulo, cerca de 1h50)

Localizada entre as montanhas da Serra da Mantiqueira, e próxima de Monte Verde, a cidade abriga cachoeiras e montanhas imersas pela vegetação da Mata Atlântica super preservada. Ideal para divagar na beira de cachoeiras, como a Cachoeira dos Pretos, a maior do estado de São Paulo. Para relaxar ainda mais, o Centro Ponto de Luz proporciona vivências de meditação, terapias energéticas e Ioga (é possível dormir no local, ou apenas comprar um passe para o dia).

São Francisco Xavier (169 km de SP, 2h40)

Um refúgio e calmaria nas montanhas. São Francisco Xavier é abençoado por lindas paisagens e elegantes pousadas com uma atmosfera zen em plena natureza. Uma boa pedida de passeio é o sítio Bruxinha do Mato, que oferece banhos de ervas, massagens especiais, reflexologia e mais. Para atividades ao ar livre, a região abriga deliciosas cachoeiras, como a do Roncador. Perfeito pra acalmar a mente solo ou mesmo em casal ou em amigos num momento na natureza.

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Vinho

Aos adultos, um bom passeio regado das melhores taças de vinho mais próximas da capital, juntamente com visitas guiadas para entender mais sobre o processo de criação da bebida, em São Roque, Amparo e Espírito Santo do Pinhal.

São Roque (65 km de São Paulo, cerca de 1h30)

Também conhecida como a cidade do vinho, a região proporciona uma verdadeira rota etílica, que inclui mais de 30 estabelecimentos como vinícolas, adegas e pausas para aperitivos, em um entorno de 10 km, que inicia no km 65,5 da Rodovia Raposo Tavares. O passeio proporciona uma volta na história da origem do cultivo da uva e a produção de vinhos que alastrou a região anos atrás. As vinícolas mais conhecidas e são a Vila Don Patto, com sua enorme estrutura e dois restaurantes, e a Góes, uma das mais tradicionais do seguimento e que realiza ótimas visitas monitoradas por seu complexo.

vinho-sao-roque

Amparo (132 km de São Paulo, cerca de 2h)

Amparo não fica para trás quando o assunto é um bom vinho. A mais conhecida vinícola da região é a Terrassos, que além de contar com uma linda e longa paisagem verde da Serra da Mantiqueira, oferece uma visita guiada que tem duração de 40 a 50 minutos, pelo valor de R$ 25, e dispõe de um roteiro contando a história do vinhedo, características da região, visitação da vinícola e degustação de sete vinhos. Para completar a experiência, a vinícola possui um restaurantes de massas para acompanhar uma boa taça da bebida (para os clientes, será cobrado apenas R$ 15 pelo tour).

Espírito Santo do Pinhal (190 km de São Paulo, cerca de 2h50)

Esse município de São Paulo é bem conhecido pela produção e revenda de cafés, mas  também não deixa de fazer bons vinhos. A pedida da vez é a visita guiada à Guaspari, vinícola localizada em uma região alta rodeada por natureza, um misto de ambiente familiar com a elegância das plantações de cultivo de uva. Na visita, que custa R$ 130 por pessoa, é possível saber mais sobre a história do local, acompanhar todo o processo de manejo e criação dos vinhos de alta qualidade e, por fim, degustar quatro rótulos – o estabelecimento já recebeu dez prêmios em seus cinco anos de venda dos nove vinhos premium.

18 BATE-VOLTAS PERTO DE SÃO PAULO

Religioso

Ideal para novas experiências culturais e espirituais que um retiro ou palestras religiosas podem proporcionar, tanto em apenas um dia, quanto um vivência de um final de semana inteiro. O Zu Lai é mais turístico e a Vila Serra Serrana oferece imersões.

zu-lai

Vila Serra Serena (143 km de São Paulo, cerca de 2h40)

Esse retiro espiritual tem em sua essência a transformação pessoal e renovação do mundo. Em uma série de eventos em meio ao clima tranquilo da região serrana, a organização Brahma Kumaris trabalha com meditações, reflexões e dinâmicas de autoconhecimento, além de dar cursos e palestras das mais diversas sobre elevação pessoal. A preservação ambiental também é um lema por lá, por isso que na propriedade já foram plantados cerca de 5 mil árvores da flora nativa, além de práticas como horta orgânica, compostagem e captação de energia solar. Todas as atividades são abertas ao público, mas a maioria necessita de uma inscrição prévia.

Templo Budista Zu Lai (37 km de São Paulo, cerca de 1h)

O exuberante templo, localizado em Cotia, é o destino ideal para passar o dia pelas redondezas de São Paulo: com palestras, cursos ou apenas como um refúgio pessoal. Suas instalações são bem cuidadas e ornamentadas, repleto de esculturas budistas, jardins e templos, proporcionando uma experiência completa da filosofia. Fica aberto ao público de terça-feira a domingo e a entrada é gratuita.

Pietra Palma

Estudante de jornalismo e aspirante a viajante profissional aqui no Carpe Mundi. Férias, feriados e finais de semana são sempre oportunidades para conhecer uma nova cultura, um novo lugar, um novo espaço. Gosta de colecionar momentos e pedaços desses caminhos através da escrita e acredita que uma boa viagem tem o poder de reanimar a alma.

Deixe seu comentário

voltar ao topo