A 138 quilômetros de São Paulo, Socorro é um ótimo destino para quem gosta de esportes de aventura, contato com a natureza e a tranquilidade do interior.

LEIA MAIS: Hospedagem em Socorro (SP): 5 opções certeiras

Famoso pelo seu turismo de aventura, o município tem diversas opções de trilhas, raftings, cachoeiras, circuitos de arvorismo, passeios a cavalo e de quadriciclo. Toda a cidade é extremamente acessível e várias atrações são pensadas para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. Os cachorrinhos também são bem-vindos, até para participar do rafting no Rio do Peixe.

o-que-fazer-em-socoro

O que fazer em Socorro (SP): 10 opções de programas

O que fazer em Socorro
TRILHA DAS CACHOEIRAS

Com cerca de 2 quilômetros de percurso (ida e volta), a trilha tem dificuldade de tranquila a moderada, e dá até para fazer com os pets: a parte mais radical é um morrinho que você vai ter que subir e descer segurando uma corda. O passeio tem cerca de 1h30 de duração, com três paradas para banho: a primeira e a segunda são verdadeiras piscinas naturais e a terceira tem uma queda deliciosa para se refrescar. (R$ 65 com a Mundaka Aventura)

O que fazer em Socorro
ANDAR DE QUADRICICLO

Com poucos minutos de treinamento já dá pra virar um motorista de quadriciclo expert. O Caminho Turístico Rio do Peixe é cortado por várias estradinhas de terra em que raramente passam carros e, por isso, são perfeitas para acelerar e curtir o vento no rosto. O passeio pode durar de 50 minutos a 1h20 e os preços variam pelo tempo. (deR$ 110 a R$ 140 para duas pessoas com a Rios de Aventura).

O que fazer em Socorro
RAFTING NO RIO DO PEIXE

O rafting não é uma das experiências mais marcantes e procuradas de Socorro à toa. Os quilômetros remando em um bote no Rio do Peixe são uma verdadeira aventura. Há momentos mais calmos, perfeitos para aproveitar o visual da natureza, e outros mais radicais, que exigem muita atenção e coordenação. Um guia acompanha cada bote e há um super treinamento (teórico e prático) antes do percurso começar. Os passeios duram de 2h30 a 3h30, para navegar de 4 a 7 quilômetros (a partir de R$ 95 no ProximAventura).

O que fazer em Socorro
VISITAR A GRUTA DO ANJO

Antiga mina de extração de quartzo desativada em 1995, a gruta sofreu infiltrações que criaram uma grande piscina natural que chega a ter 4 metros de profundidade em alguns trechos e agora é repleta de peixinhos. Não é possível mergulhar, mas os visitantes podem andar de pedalinho e admirar o visual encantador com a água translúcida que atravessa a formação rochosa. A gruta, inclusive, já serviu de locação para filmagens da novela Império, de 2014, da Rede Globo. (R$ 20 por pessoa, grátis até 5 anos).

Gruta-do-Anjo

O que fazer em Socorro
VER O PÔR DO SOL NO MIRANTE DA PEDRA DA BELA VISTA

Ponto turístico mais alto da cidade, a Pedra da Bela Vista tem um visual maravilhoso durante o pôr do sol. O céu fica laranja enquanto músicos tocam ao vivo e o clima tranquilo impera. É possível relaxar beliscando petiscos no restaurante ao lado que oferece pizza na pedra, linguiças na chapa e o famoso pan de palo que você assa na hora. Para os mais aventureiros, o local também conta com o maior rapel da cidade, de 98 metros de altura. (R$ 20 para entrar).

Dica: programe-se para estar a caminho pelo menos uma hora antes do pôr do sol para conseguir chegar a tempo, pois a estrada é de terra e bem esburacada.

O que fazer em Socorro
COMPRAR MALHAS

Depois do roteiro de aventuras, a compra de malhas é a principal atração da cidade. O Circuito Outlet, a Feira Permanente de Malhas e o Shopping Moda de Fábrica concentram a maior parte das lojas e nesses lugares é possível encontrar confecções, tricôs, variedade de fios, cores e cortes, tudo vendido no atacado e no varejo, diretamente dos fabricantes – por isso, com preços excelentes. Também há lojas de calçados, acessórios, artesanato e restaurantes para dar uma pausa após as compras.

O que fazer em Socorro
CONHECER O MIRANTE DO CRISTO

Do lado oposto à Pedra da Bela Vista, o Mirante do Cristo oferece uma visão panorâmica gratuita da cidade e dos campos e fazendas locais. Urbanizado em 1986, a estrada para chegar até o pico é completamente asfaltada e de fácil acesso. Além da estátua em tamanho reduzido do Cristo Redentor, o local conta com estacionamento, playground para crianças, lanchonete, banheiros e funciona como centro de atendimento ao turista de quarta a domingo.

mirante-cristo

O que fazer em Socorro
PASSEAR PELO CENTRO HISTÓRICO

Como boa cidade do interior, Socorro tem um centro histórico fácil de ser conhecido a pé. Estacione nos arredores da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde também está a famosa placa da cidade e o antigo Casarão Alcindo de Oliveira Santos (uma construção rosa superfofa). Depois caminhe pelo Museu Municipal, o Palácio das Águias (inspirado no Palácio do Catete do Rio de Janeiro) e a Estação Socorro (antiga estação da companhia mogiana de estradas de ferro).

O que fazer em Socorro
VISITAR DURANTE UMA DAS FESTAS OU FESTIVAIS

Durante os meses mais frios do ano, Socorro ganha outra cara. Em maio há o Festival Gastronômico Sabores da Roça, que reúne pratos típicos da gastronomia caipira como leitão a pururuca e lasanha de tilápia. Em julho há o Festival de Inverno, com shows e outras apresentações. E em agosto rola a Festa do Morango e a Festa da Padroeira da cidade. Já com o calor de volta, em novembro, acontece a Festa Italiana.

O que fazer em Socorro
CONHECER OS PARQUES

Quem quer encontrar várias atividades de lazer em um lugar só não pode deixar de visitar os parques de Socorro.  O Monjolinho fica às margens do Rio do Peixe e oferece tirolesa, stand-up paddle, boia-cross, arvorismo e passeios de lancha. O Parque dos Sonhos é premiado internacionalmente pelo World Responsable Tourism Awards pela qualidade de sua infraestrutura e pela acessibilidade a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e oferece atividades como pesca, passeios a cavalo e de trator, além de arvorismo com tirolesa de quase um quilômetro.

parque-do-monjolinho

*O Carpe Mundi viajou a Socorro a convite da Associação Socorrense de Turismo (ASTUR). O conteúdo do post é independente e reflete a opinião da autora e do blog.

Bruna Nobrega

Acredita no lema "trabalhe com o que você gosta e você nunca estará trabalhando". Além de ser amante das viagens, é doida por entretenimento: daí seus dois anos na redação da Capricho antes de chegar aqui no Carpe Mundi. Reza pra próxima viagem ser para destinos que já foram cenário de filmes ou séries.

Deixe seu comentário

voltar ao topo