O QUE FAZER EM TIVOLI, ITÁLIA

Tivoli é um bate-volta charmoso de Roma, a menos de uma hora da cidade, conhecido por suas vilas com jardins majestosos e construções antigas. Lá, você curte uma vibe mais provinciana e conhece atrações históricas de peso e patrimônios da UNESCO que vão de ruínas romanas a uma mansão-ícone do Renascimento.

Aqui vai uma lista do que fazer em Tivoli na Itália, além das clássicas visitas à Villa Adriana e à Villa D’Este.

LEIA TAMBÉM: Primeira vez na Itália: como fazer um roteiro de duas semanas de trem

Roma: 10 dicas importantes pra levar em consideração antes de ir

Como chegar em Tivoli a partir de Roma

De trem: há duas opções. Saindo de Roma Termini, o trecho custa € 2,6 e a viagem dura 40 minutos. Se decidir sair de Roma Tiburtina, são 50 minutos e o bilhete de ida sai por € 3. Os trens são operados pela TrenItalia e as saídas ocorrem a cada uma hora, aproximadamente. Dica: se der, pegue o trem Regionale Veloce que é mais rápido que o Regionale porque não para em todas as estações. 

De carro: o trajeto mais rápido é pela rodovia A24 – o trajeto dura 35 minutos e há cobrança de pedágio. Um carro econômico, em Roma, sai por R$ 120 a diária na RentCars. Confira nosso post respondendo as principais dúvidas sobre aluguel de carro no exterior.

De ônibus: é a opção mais comum para ir até Tivoli, já que saem a cada 30 minutos. Vá até a estação Ponte Mammolo e pegue um ônibus da empresa Cotral. Os bilhetes são vendidos na própria estação e custam € 2,2. O ônibus para na Piazza Garibaldi, no centro da cidade.

O que fazer em Tivoli, Itália

Ir à Villa Adriana

Um pouco afastada do centro de Tivoli, a Villa Adriana é um dos principais pontos turísticos da cidade. Trata-se de uma enorme propriedade que foi casa do Imperador Adriano ainda no século 2 – lá você verá as famosas termas romanas e também o Canopo (um espaço com um lago artificial onde eram feitas as festas do imperador). 

villa-adriana-tivoli-italia

Tudo está em ruínas, por conta da idade da construção, então é melhor não criar grandes expectativas sobre a arquitetura local, apenas algumas estruturas ainda são bem reconhecíveis. A Villa Adriana é considerada patrimônio da UNESCO e o ingresso para visitá-la custa € 8. Para ir de transporte público, é preciso pegar a linha 4 na Piazza Garibaldi ou na estação de Tivoli. Os ônibus, que passam de 30 em 30 minutos, são operados pela CAT e o bilhete custa € 1. 

Tirar fotos nos magníficos jardins da Villa D’Este

Junto com a Villa Adriana, a Villa D’Este é um dos principais pontos turísticos de Tivoli e é um símbolo do Renascimento italiano. Em seu interior, há o palácio construído no século 16, mas o destaque vai para os “jardins de fantasia”, chamados assim por causa de suas diversas fontes com esculturas de ninfas ao redor e por suas grutas. Foram um dos primeiros jardins planejados da Europa e são até hoje referência de paisagismo.  

Se tiver que escolher apenas uma atração em Tivoli, que seja essa. Aproveite para tirar muitas fotos porque essa é uma paisagem única na Itália. O interior da construção é bonito, mas semelhante a outras atrações em Roma. Por isso, tire o máximo de proveito dos jardins. 

A Villa D’Este também é patrimônio da UNESCO e você pode visitá-la por € 12 (o primeiro domingo do mês tem entrada gratuita). Ela está localizada a 15 minutos de caminhada da estação de Tivoli. 

villadeste-tivoli-italia
ponte-gregoriano-tivoli-italia

Atravessar a Via Ponte Gregoriano

Construída com rochas, a ponte é cercada por natureza e conecta o Centro Histórico de Tivoli à Villa Gregoriana. Na travessia (que é bem curtinha), é possível apreciar as cachoeiras da Villa e também avistar a antiga acrópole de Tivoli, que abriga as ruínas do Tempio di Vesta e do Tempio della Sibilla, dois templos romanos da Idade Antiga. 

villagregoriana-tivoli-italia

Conhecer a Villa Gregoriana

A Gregoriana é na verdade um parque, aberto para o público após uma restauração paisagística. O destaque ali é a Grande Cascata, que junto com a vegetação forma um cenário quase cinematográfico. Você pode fazer as trilhas e descobrir os detalhes da villa – grutas, ruínas e cavernas – além de ter uma vista panorâmica da paisagem de Tivoli. O ingresso custa € 7.

O que fazer em Tivoli, Itália: Centro Histórico

Passear na Piazza Giuseppe Garibaldi e ver a Rocca de Tivoli 

Bem no coração do Centro Histórico, essa praça abriga uma estrutura metálica decorativa feita pelo escultor italiano Arnaldo Pomodoro e também várias barraquinhas de souvernirs. A poucos minutos de caminhada, você avista a Rocca de Tivoli, castelo-muralha construído no século 15 bem imponente: sua estrutura rústica contrasta com a delicadeza do centro da cidade e por esse motivo ela é tão marcante. A visitação é aberta aos finais de semana. Em frente ao castelo, estão as ruínas do Anfiteatro di Bleso.

rocca-tivoli-italia
gelato-tivoli-italia

Tomar um gelato no Il Gelato di Pinocchio

Atrás de uma portinha bem singela, está a tradicional sorveteria artesanal Il Gelato di Pinocchio. Do lado de fora, há algumas mesinhas bem charmosas e também o “cardápio” do dia, escrito em uma lousa – você encontra gelatos de sabores tradicionais à base de creme e também de fruta. 

LEIA TAMBÉM: 14 ideias de souvenirs de viagem para colecionar em suas aventuras

Os melhores guias de viagem pra levar com você

Visitar a Catedral de Tivoli

A Duomo of San Lorenzo Martire é uma igreja que não chama tanta atenção à primeira vista, fácil de passar despercebida – seu exterior é simples, típico de uma construção da Idade Média. Mas não se deixe enganar: o interior é decorado com azulejos, mármore e afrescos, super lindo e clássico.

Ao lado da Villa D’Este, você encontra a igreja Santa Maria Maggiore, que é maior e mais imponente, mas não tem um interior tão bonito quanto a Catedral. Dá pra visitar as duas se quiser, a distância entre elas é de apenas 7 minutos de caminhada.

catedral-tivoli-italia

Onde comer em Tivoli, Itália

Sibilla

Este restaurante oferece uma experiência exclusiva, iniciando por sua localização: aos pés dos Templos de Sibilla e de Vesta, com vista para o rio Aniene e para a Villa Gregoriana. Por isso, não é de se surpreender que personalidades como Yoko Ono, o imperador do Japão e Neil Armstrong tenham sido clientes do local. Os pratos custam a partir de € 28 e, segundo o Guia Michelin, o destaque vai para a carne grelhada. 

Flo’s Cafè e Bistro

Do outro lado do rio, colado na Villa Gregoriana, fica este café e bistrô super charmoso com design moderninho. Se quiser curtir a noite a Tivoli, este é o local ideal: tem música ao vivo e um menu especial com drinks e aperitivos para depois do jantar. Mas se estiver só fazendo um rápido bate-volta em Tivoli, o restaurante também serve almoço. Dica: os hambúrgueres gourmet fazem bastante sucesso. 

La Fornarina 

Esta pizzaria/restaurante no centro de Tivoli fica em um prédio medieval, mas seu aspecto histórico é só fachada: as mesinhas do lado de fora e a decoração interior feita com azulejos dão um toque de modernidade à experiência. Você pode saborear uma pizza bem recheada com presunto e mozarela de búfala (€ 12) ou então um nhoque com mexilhões (€ 12).

Extra: Parco Laghi Dei Reali

Este restaurante é para quem tem mais tempo na cidade, pois fica afastado do centro, a 5 km da Villa D’Este. Na verdade, é mais do que um restaurante: no belo Parco Laghi Dei Reali, é possível praticar a pesca esportiva e pedalar – a sensação é de que você está almoçando em uma das clássicas villas de Tivoli. Os pratos principais variam entre € 10 e € 18.

LEIA TAMBÉM: Onde comer bem em Roma sem gastar muito

O que fazer em Roma: as 20 dicas e passeios que não podem faltar no roteiro

parco-laghui-dei-reali-tivoli-italia

Onde ficar em Tivoli, Itália

Cristallo Relais (diárias a partir de € 59)

cristallo-tivoli-italia

A 10 minutos da Villa Adriana, este hotel tem um espaço externo bem simpático, com mesinhas e guarda-sóis, em frente à piscina. É uma opção de hospedagem interessante para famílias (há quartos para até 4 pessoas) e para quem alugou um carro, já que tem fácil acesso à estrada e é relativamente longe do Centro Histórico de Tivoli. 

Stanze d’Ercole (diárias a partir de € 64)

lestanze-tivoli-italia

Num cantinho escondido do centro de Tivoli, está este compacto B&B cuja porta de entrada é ornamentada por um afresco de traços renascentistas representando Hércules. É uma acomodação para casais ou viajantes solo, já que os quartos – com decoração clássica em tons de bege – são pequenos, com apenas uma cama de casal.

Il Giardino (diárias a partir de € 79)

giardino-tivoli-italia

O Il Giardino fica na principal rua de Tivoli, a SR5, com fácil acesso às principais atrações turísticas. É uma acomodação super elegante, onde você pode escolher entre um quarto com vista para a cidade ou para o jardim. Dica: os quartos na categoria “suíte” ou “flat” são os mais bonitos – têm um papel de parede floral dourado e um lustre bem despojado.

Il Castello  (diárias a partir de € 84)

ilcastelo-tivoli-italia

Este B&B tem vista privilegiada para a Rocca Pia, o castelo-muralha imponente no centro de Tivoli. Alguns quartos têm uma decoração super divertida, com papel de parede colorido, enquanto outros passam uma vibe mais histórica, palaciana. O café da manhã (incluso na diária) é servido num espaço charmoso, com paredes de tijolos expostos e lustres coloridos

Veja também uma seleção de AirBnB’s em Roma!

Maria Eduarda Nogueira

Uma comunicadora por paixão, ama criar conteúdos digitais autênticos e aprender novos idiomas. Acumula na bagagem o inglês, o francês e o espanhol e um repertório de mais de 250 livros lidos. Viagens são sua forma preferida de consumir cultura. Fã de espaços urbanos diversos e metrópoles vibrantes, tem nos cafés e livrarias mundo afora seus lugares preferidos - sempre com um chocolate quente em mãos e em busca do próximo idioma para aprender.

Deixe seu comentário

voltar ao topo