laos


Como fazer o Thakhek Motorbike Loop, o programa mais legal do Laos

Se você curte aventura e ecoturismo e quer sair do lugar-comum no Sudeste Asiático, aí vai uma dica de roteiro no país mais roots da região: o Thakhek Motorbike Loop, no Laos.

LEIA TAMBÉM: O que fazer no Laos: top 6 destinos no país

O circuito passa por pequenos vilarejos rurais onde crianças acenam aos turistas, estradinhas estreitas entre as montanhas, campos alagados, mirantes, cachoeiras , plantações de arroz e piscinas naturais até chegar na majestosa caverna Konglor. O caminho é bacana, mas o que faz realmente a viagem ser especial é a sensação de explorar esse país remoto com poucos outros estrangeiros à vista, sem lojinhas de souvenir ou hip hop americano tocando alto, algo raro no Sudeste Asiático. Foi um dos grandes destaques da minha viagem de 3 meses pela região.

Eu nunca tinha dirigido uma scooter antes de chegar a Thakhek, mas é bem fácil de pegar o jeito das motinhos automáticas (quem já manja pode alugar as semiautomáticas também). O negócio é sempre andar de calça e capacete e ir devagar (bastante gente que se acidenta porque dirige de forma imprudente). Desde junho de 2016 a estrada está quase toda asfaltada, mas é preciso ter cuidado com ônibus e caminhões (nas partes mais urbanas), áreas arenosas escorregadias e galinhas e búfalos atravessando a rua na sua frente (!).

thakek-arroz-campones

thakek-motos

COMO FAZER O THAKHEK MOTORBIKE LOOP:

O primeiro passo é chegar até a cidade de Thakhek, a 340 km de Viantiane, a capital do Laos. Se você estiver em Luang Prabang ou Vang Vieng, vá até Viantiane, durma uma noite e pegue um ônibus para Thakhek no dia seguinte cedo (leva entre 5 e 6 horas; compre a passagem na hora).

Chegando em Thakhek, pegue um tuk-tuk até o Thakhek Travel Lodge, que funciona como ponto de encontro pra quem vai fazer o loop – aliás, se você está viajando sozinho pode conhecer ali outras pessoas pra se juntar na viagem, já que não é muito seguro andar de moto sem companhia. O hotel têm quartos confortáveis, restaurante e o centro de aluguel de moto do Mr. Ku, com motos supernovinhas (as melhores que eu vi no Sudeste Asiático), além de fornecer o mapa para o Thakhek Motorbike Loop. Eu negociei o aluguel de uma scooter automática por 120 000 kip por dia (cerca de US$ 14). Eles pedem que você deixe o passaporte como garantia – parece estranho, mas isso é bem comum pra conseguir alugar moto lá.

O tempo ideal pra cumprir o loop é 4 dias – em 3 dá pra fazer mas a volta fica bem cansativa. E só é recomendável fazer o Thakhek Motorbike Loop na época seca, de outubro a abril; no resto do ano as chuvas podem deixar o trajeto perigoso e muitos hotéis fecham.

DICAS IMPORTANTES PARA O THAKHEK MOTORBIKE LOOP:
  • Compre um chip (e diga pra todo mundo do seu grupo comprar) pra poder se comunicar, usar a internet (o wi-fi é péssimo em quase todo lugar no Laos) e o Google Maps – também vale baixar o app Maps.me, que funciona offline. Quando você está em uma “caravana” de motos é muito fácil se perder; ter comunicação é essencial.
  • Deixe sua mala grande no Thakhek Travel Lodge e leve só uma mochila para o loop, com um casaco para as noites frias e roupa de banho pra nadar nas piscinas naturais.
  • Passe no mercado e compre algum lanche pra levar na bolsa, tem longos trechos sem restaurantes na estrada do Thakhek Motorbike Loop.
  • Faça seguro pra moto na hora do aluguel – se você quebrar alguma parte dela eles podem te cobrar caríssimo, e, lembre-se, eles estão com seu passaporte.
  • Leve dinheiro em espécie, tem poucos caixas eletrônicos no caminho.
ROTEIRO DO THAKHEK MOTORBIKE LOOP:

DIA 1: Thakhek – Sabaydee Guesthouse: 95 km

Os primeiros 20 km da Route 12 guardam uma porção de cavernas. Eu não achei nenhumas delas muito incrível, mas vale a pena parar na Tham Pha Nya Inh (km 12 a esquerda), com formações de rocha calcária e um poço de água azul-turquesa. Se o calor bater, também é legal passar no Tha Falang (km 11), um lago de água esverdeada pra nadar rodeado pelas montanhas. Se já for hora do almoço, pare no restaurante da Green Climbers Home pra comer. Há posto de gasolina nos vilarejos de Mahaxay Mai, Gnommalat e Nakai. Também há comida boa no Sern Sap Restaurant, a 20 km da Sabaydee Guesthouse, o melhor lugar pra pernoitar.

Essa pousadinha é incrível. Em frente ao rio Nam Theun, tem cabaninhas de madeira beeem simples (mas com banho quente, ufa) em volta de uma gramadão e um restaurante. De noite, os donos fazem um “churrasco” com vegetais, camarão e frango na grelha, com Lao Beer bem gelada. Depois, o pessoal deita num estrado de madeira com almofadas pra ver as estrelas, e alguém sempre tira um violão pra tocar. Morro de saudades da noite que passei ali.

DIA 2: Sabaydee Guesthouse – Na Hin: 105 km

O trecho de 50 km até o vilarejo de Lak Sao tem zero infraestrutura urbana e é coberto por florestas alagadas, com troncos finos de árvores saindo da água. De Lak Sao (onde há posto de gasolina e mecânicos) a Na Hin, o trajeto é lindo, entre campos abertos sob a sombra das montanhas. Um desvio de 3 km da estrada leva até as Cool Springs, ou Nam Yen, uma piscina natural maravilhosa de água turquesa que alivia o calor. Vá com roupa de banho pra poder mergulhar ali.

Pernoite em Na Hin, na Sanhak Guesthouse, uma pousadinha bem simpática com um restaurante num deque, ou no Sainamhai Resort, um tico mais confortável. Essa cidade, colada na hidrelétrica Theun-Hinboun, tem algumas feirinhas e restaurantes.

cool-springs-thakhek

DIA 3: A a partir daqui, o trajeto muda de acordo com a duração do roteiro.

SE FOR FAZER O LOOP EM 3 DIAS: Saia às 7h em ponto de Na Hin pra ir a Konglor Cave. O tour por essa caverna incrível inclui um passeio de barquinho dentro do seu interior escuro e depois por um rio de água verdinha, entre as montanhas de calcário. São 110 000 kip o barco para uma pessoa, 120 000 kip para duas e 130 000 para 3.

Terminando ali, prepare-se para a viagem de 3 horas (182 km) de volta ao Thakhek Travel Lodge. O trecho é bem bonito enquanto você está pelas montanhas, mas quando alcança a rodovia 13 fica longo, tedioso e movimentado. Não enrole pra sair de Konglor, porque pegar essa última estrada não tem iluminação e dirigir de noite dá medo.

konglor-cave

SE FOR FAZER EM 4 DIAS:

DIA 3: Na Hin – Konglor Village

Volte na estrada um pouco para visitar a cachoeira Na Sanam, com duas quedas d´água. Depois, rume ao vilarejo de Konglor e faça check-in no Spring River Resort, localizado na beira do rio, entre fotogênicos campos de plantação de arroz. Antes das 15h, vá visitar a caverna Konglor. Passe o resto do dia preguiçando pelo hotel. Quem quiser uma experiência interessante com os locais, procure pelas Homestays, casas de família que abrigam turistas.

DIA 4: Volta para Thakhek

Dedique esse dia para a viagem de 3 horas (182 km) de volta a Thakhek. Pare pra comer algo em Na Hin e comprar uns lanchinhos pra viagem. Abasteça em Vieng Kham antes de cair na rodovia.

LEIA MAIS SOBRE O SUDESTE ASIÁTICO:

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Há 18 comentários para “Como fazer o Thakhek Motorbike Loop, o programa mais legal do Laos

  1. Oi Betina,
    Estou encantada com essa possibilidade.
    Você poderia me dizer quanto gastou por dia mais ou menos, com hospedagem, alimentação e combustível (além do custo da moto)?
    Dá pra manter um low cost fazendo esse roteiro?
    Obrigada!

    1. Oi Natacha! Dá sim! Eu tava viajando super low cost quando fiz isso. Sai um pouquinho mais caro que o resto dos dias no Sudeste Asiático pq você tem que pagar o aluguel da moto né. Mas os hotéis e a comida são baratinhos.

    1. Oi Alessandra! Qual? Todas as pousadas em que eu me hospedei no trajeto estão indicadas no post: o Thakhek Travel Lodge, a Sabaydee Guesthouse e a Sanhak Guesthouse.

  2. Olá Betina!

    Parabéns pelas ótimas informações e pela forma organizada que as coloca no site. E parabéns também pelas lindas imagens!
    Irei para o Vietnam (Ho Chi Minh, Mui Ne, Dalat, Hoi An e Phong Nah) e Laos (Thakhek, Vientiane, Luang Prabang) em dezembro e tenho 2 perguntas:

    – Considerando que sairei de Bangkok, qual seria o melhor caminho a fazer? De Bangkok para o sul do Vietnam (Ho Chi Minh) e vou subindo sentido norte até Laos (Luang Prabang) ou o contrário?

    – É possível eu ir de Phong Nah (ou Hue) para Thakhek? Pois assim eu não precisaria voltar até uma cidade maior para pegar transporte, e atravessaria de um país pro outro mais facilmente continuando pelo caminho geograficamente mais próximo.

    Muito obrigado e mais uma vez, parabéns! 🙂

    1. OI Paulo tudo bem?
      To quebrando a cabeça aqui rs
      Poderia ser:
      Bangkok, voo de Bangkok pra Luang Prabang, aí onibus pra Viantiane (pode incluir Vang Vieng pra quebrar essa viagem), ônibus pra Thakek, ônibus de volta pra Viantiane, voo de Viantiane pra Ho Chi Minh (com conexão em Hanoi), aí vai subindo a costa do Vietnã de ônibus pelos outros destinos.

      Pra ter mais coerência, acho que o melhor é você incluir Hanoi no roteiro. E aí pegar um voo de Viantiane pra Hanoi (que é direto e mais barato) e ir descendo a costa do Vietnã toda de ônibus. Os ônibus noturnos são bem confortáveis e têm cama.

  3. Oi Betina, uma pergunta:
    Com que frequencia tem ônibus de Thakek – Vientiane?
    Vc sabe algum site ou companhia q possui um timetable online?
    Só achei 1 e não tinha muitos horários…
    Obrigado!

  4. Maravilha Betina! Estou indo para o Laos amanhã! Pena não ter visto duas dicas antes! Mas como AMOOOOO a Asia, vou voltar várias vezes e quero fazer o Loop do jeitinho que vc sugeriu!

  5. Oi, Betina!
    Que post massa!!! Adorei as dicas!
    Uma perguntinha: os lugares em que você ficou ao longo do loop já haviam sido pré-reservados por você? Ou você chegava e escolhia na hora onde se hospedar?
    Muito obrigada!

  6. Oi Betina,
    É possível fazer alguns tours a partir de Thakhek, sem fazer o looping? Não sei se me sinto segura em rodas tanto com moto e estou viajando sozinha. Mas gostaria de passar por la antes de ir para Si Phan Don.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *