tailândia


Como ir a Ayutthaya e o que ver no melhor bate-volta desde Bangkok

A 80 km de Bangkok, Ayutthaya é um bate-volta fácil e interessante pra ver o sítio arqueológico que restou da antiga capital do país.

LEIA TAMBÉM: Sukhothai, uma parada esperta entre Bangkok e Chiang Mai
O que fazer em Bangkok: os 21 programas imperdíveis

64 hotéis e hostels selecionados na Tailândia

Fundada em 1350 na confluência de três rios, Ayutthaya foi a segunda capital do Reino de Sião (antigo nome da Tailândia), depois de Sukhothai  e antes de Bangkok, e tornou-se um grande centro de diplomacia e comércio na Ásia. A cidade foi invadida pelo exército birmanês (do atual Myanmar) em 1767, que a incendiou por completo e forçou os habitantes a abandoná-la. O que você vê hoje por lá são as ruínas de templos e palácios que restaram dos tempos de glória.

Como ir a Ayutthaya desde Bangkok:

DE VAN: Em Bangkok, vá até a estação Mo Chit (Northern) Bus Terminal (dá pra ir com o Sky Train BTS até lá, desça na estação Mo Chit). Lá, pegue um “minibus” a Ayutthaya por cerca de 70 baht (2h de viagem). Peça pra descer perto do templo Wat Mahathat. Para se locomover pela cidade, você vai ter que contratar um tuk-tuk ou então alugar uma bicicleta – tem várias lojinhas pelo centro.

DE TREM: Em Bangkok, vá até a Hualamphong Station (tem metrô do lado); não precisa comprar a passagem com antecedência, saem trens o tempo todo (eles levam cerca de 2 horas pra chegar) – prefira os de segunda e primeira classe; terceira é extremamente desconfortável. Ao chegar na estação, você vai ver um monte de tuk-tuks, que cobram cerca de 500 baht pra percorrer os templos principais. Se quiser ir de bicicleta, atravesse a rua e pegue a balsinha pra atravessar o rio. Na outra margem várias lojas as alugam.

COM TOUR: Eu  nunca indico pegar tours na Tailândia, eles quase sempre oferecem uma experiência meio tosca de excursão. Mas, no caso de Ayutthaya, acho que até vale a pena, principalmente se você estiver num roteiro corrido. Em qualquer agência de Bangkok eles vendem o passeio (ao redor da Khao San Road tem um monte); barganhe até conseguir por 500 baht. A van sai umas 7h, leva pelos principais templos e para pra almoçar num restaurante simplinho. É barato e prático; eles dizem que tem guia mas pelo menos no meu caso o cara falava inglês tão mal que não dava pra entender nada.

O que ver em Ayutthaya:

(alguns templos cobram entrada entre 50 e 100 baht e a maioria ficar aberta entre 8h e 18h)

Wat Yai Chai Mongkol

Longe do resto dos templos, abrange uma área enorme e tem uma stupa (torre cônica que abriga cinzas de reis, monges e afins) de 35 metros de altura – você pode subir os degraus pra ver o panorama do alto. O lugar tem centenas de estátuas de Buda vestindo mantos amarelos que rendem fotos lindas (como essa aqui do lado).

Wat Phra Si Sanphet

É o mais impressionante dos templos de Ayutthaya, que fica perto de onde era o palácio real da época, e um dos mais bem preservados. As 3 incríveis stupas foram construídas pra abrigar as cinzas do Rei Boromatrailokanat e seus filhos. Você pode caminhar em volta delas e subir pequenos degraus pra ver a estrutura de cima. Logo em frente vale ver também o Wat Phra Ram.

LEIA TAMBÉM: Miniguia de Koh Tao, a ilha do mergulho
6 dicas pra fugir da muvuca em Koh Phi Phi
Quando custa viajar pelo Sudeste Asiático

Melhor época pra ir a Tailândia e região

Wat-Yai-Chai-Mongkol-betina

Wat-Phra-Si-Sanphet-pessoas
3 stupas do Wat Phra Si Sanphet

Wat-Phra-Mahathat-buda

Wat Phra Mahathat

No centro da cidade, o templo do século 14 é o guardião simbólico das relíquias de Buda em Ayutthaya e abrigava cerimônias religiosas importantes. Várias torres (“prang”) e outras estrtuturas estão espalhadas pelo gramado. A grande atração ali é a cabeça do Buda envolta pelas raízes de uma árvores (foto ao lado) – não se sabe como ela foi parar ali. Próximo fica o Wat Ratchaburana.

Wat Lokayasutharam

Pare aqui só pra observar um gigantesco Buda deitado com 8 metros de altura e 37 de comprimento.

Wat-Lokayasutharam
Buda deitado do Wat Lokayasutharam

Wat Chai Wattanaram

Há uns 50 anos atrás, o templo estava coberto pela mata. Hoje, é um dos mais fotografados da cidade, graças a sua torre central (“prang”) em estilo khmer (tipo os de Angkor, no Camboja) de 35 metros de altura. Uma galeria na lateral tem várias imagens de Budas descabeçados. A saber: é um ótimo local pra ver o pôr do sol.

Vela a pena dormir em Ayutthaya?

Só se você estiver numa viagem longa (de mais de um mês) e gosta de curtir os destinos beeem devagar. Se não, um bate-volta está suficiente. O centro do turismo da cidade (a Khao San Road de Ayutthaya, digamos) é a Soi Farang backpacker strip, ou Naresuan Soi 1. Há uma porção de hostels e guesthouses ali.

Veja hotéis em Ayutthaya aqui

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *