Conhecer Salvador em apenas 24h é um desafio e tanto: tem os bares do Rio Vermelho, as igrejas do Pelourinho, o pôr do sol Farol da Barra, as fitinhas penduradas na Basílica do Senhor do Bonfim – as opções do que fazer são muitas. Por isso, para quem está só de passagem pela capital baiana, fizemos uma seleção das principais atrações turísticas para conhecer em um roteiro de Salvador em um dia. 

LEIA TAMBÉM: Dicas de Trancoso: um guia completo do vilarejo mais charmoso do sul da Bahia

Seu guia oficial de hotéis, pousadas e resorts no litoral da Bahia

Mangue Seco: um pedacinho especial do Litoral Norte da Bahia

Roteiro de Salvador em um dia

Manhã em Salvador: passeio tranquilo pela região da Ribeira 

Para começar com um banho de mar ou um passeio na orla, duas opções de praias que valem a visita são a Praia da Ribeira e a Praia da Penha, ambas na pontinha norte da cidade. É lá que está a famosa Sorveteria da Ribeira, parada obrigatória para quem quer ter uma experiência completa em Salvador. Com sabores exóticos e outros tradicionais, a sorveteria existe desde 1931.

Caminhe pela Av. Beira Mar e suba a ladeira do Bonfim para encontrar uma atração importante seja para quem está fazendo um roteiro de Salvador em um dia ou para quem vai ficar mais tempo na cidade: a Basílica do Senhor do Bonfim, construída no século 18. Costuma ficar lotada de visitantes e vendedores ambulantes, mas nada que impeça você de amarrar sua fita nas grades da igreja. A tradição é a seguinte: você faz três desejos e três nós. Ao lado da basílica, há barraquinhas com muitas opções de artesanato. 

senhor-do-bonfim-salvador-bahia

Roteiro de Salvador em um dia

Almoço em Salvador: escolha a sua experiência

Para o almoço, pegue um Uber para a Bahia Marina. Essa é o momento de saborear frutos do mar ou de experimentar os típicos pratos da gastronomia baiana, como a moqueca, o caruru e o vatapá. Você pode almoçar em um dos sofisticados restaurantes da Marina ou já subir o Elevador Lacerda até o Pelourinho e aproveitar os diferentes valores e sabores que a região oferece. 

LEIA TAMBÉM: Turismo gastronômico pelo Brasil: viaje de Norte a Sul em pratos típicos

Restaurantes na Bahia Marina:

Em frente à Baía de Todos os Santos, na avenida Lafayete Coutinho, a Marina é um complexo náutico que abriga um espaço gourmet composto por quatro restaurantes e uma importadora de vinhos. O almoço no local garante uma linda vista para o mar. É uma opção mais sofisticada. 

das-restaurante-salvador-bahia

DAS Restaurante

Com salão aberto (assim como os outros restaurante da Marina), o DAS tem decoração inspirada nos anos 1960 e 1970. Um Porsche Spyder conversível pendurado na parede chama a atenção. De segunda a sábado, o local oferece almoço executivo por R$ 59. Se você não é tão fã de frutos de mar, há também opções de carnes nobres, com destaque para os pratos com filé mignon.

Restaurante Lafayette

Se optar pelo Lafayette, escolha uma mesa no ambiente externo. Além da vista privilegiada para a Baía de Todos os Santos, você também terá a sombra de uma árvore e a deliciosa brisa marítima. Especializado em cozinha mediterrânea, os principais pratos incluem robalo com crosta de castanhas, lagosta grelhada e um mix de grelhados com lagosta, camarão, polvo, lula, mexilhões, peixe branco, salmão, batata, brócolis e tomate. Os valores são altos: em média, R$ 100 por prato.  

lafayette-restaurante-salvador-bahia

Restaurantes no Pelourinho:

restaurante-uaua-salvador-bahia

Restaurante Uauá

Esse restaurante é uma homenagem à cultura e gastronomia nordestina, como prova a parede decorada com pau a pique e os artesanatos locais. Entre os pratos do Uauá, estão bode frito à moda de Lampião e carne de sol com baião de dois. Porções completas saem por aproximadamente R$ 50. 

restaurante-maria-mata-mouro-salvador-bahia

Restaurante Maria Mata Mouro

Localizado numa casa do século 17, o Maria Mata Mouro tem história até nas paredes, que são construídas com taipa de pilão, a mesma técnica usada nos primeiros muros de defesa de Salvador. O ambiente ao ar livre tem um jardim, perfeito para ir em amigos e comer a típica moqueca baiana. 

Pelô Bistrô

Dentro do hotel-boutique Casa do Amarelindo, que ocupa um bonito casarão histórico, o chef francês do bistrô dá toques criativos a receitas brasileiras, a exemplo do creme brûleé de açaí, que sai por R$ 28. 

pelo-bistro-salvador-bahia

Poró Restaurante e Bar

Outra oportunidade para quem quer almoçar nas casinhas coloridas do Pelourinho, o Poró tem decoração rústica e uma vibe cool. Entre janelas vibrantes extremamente fotogênicas, são servidos drinks vistoso e comidinhas variadas.

poro-restaurante-salvador-bahia

Roteiro de Salvador em um dia

Tarde: conheça o Pelourinho

Um roteiro de Salvador em um dia não estará completo sem uma ida ao Pelourinho, seu centro histórico. Comece pelo Mercado Modelo, na Praça Visconde de Cayru. Lá você encontrará todos os tipos possíveis de souvenirs, artesanatos e acessórios. São mais de 250 lojas (!), por isso, a pechincha aqui é sua melhor amiga: por ter muitos produtos parecidos ao redor, os comerciantes não querem perder a venda. Pode parecer meio confuso e você provavelmente não vai conseguir conhecer tudo em um dia só, mas vale a visita. Em seu interior, há também restaurantes típicos, como o Maria de São Pedro e o Camafeu de Oxóssi

Em seguida, suba no clássico Elevador Lacerda, o primeiro elevador urbano do mundo. É ele que separa a Cidade Baixa da Cidade Alta de Salvador. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a taxa para andar nele é simbólica: apenas R$ 0,15. No topo, você aproveita a vista para a Baía de Todos os Santos. 

lacerda-elevador-salvador-bahia
cubana-sorvetes-salvador-bahia

Saindo de lá, aproveite para ir à Cubana Sorvetes. Assim como sua concorrente Ribeira, que mencionamos lá em cima, essa sorveteria também tem vários sabores diferentes – no cardápio, você encontra opções de milho verde e whisky, por exemplo. Mas, se sorvete não for sua praia, aproveite para experimentar uma torta búlgara, sobremesa que se assemelha a um brownie e é bem famosa em Salvador. 

Ao lado do Elevador Lacerda está também o Palácio Rio Branco. Assim como outros cantos da capital baiana, esse ponto turístico carrega muita história: começou a ser construído no século 16, serviu de hospedagem para D. Pedro II, foi bombardeado pelo governo em 1912 e restaurado em 1919, com influências neoclássicas. Você pode fazer uma rápida visita pelo interior.

O próximo ponto é perfeito para fotos panorâmicas com a paisagem soteropolitana ao fundo. O Monumento da Cruz Caída é uma homenagem à antiga Igreja da Sé, que foi demolida para a passagem do bonde em 1933.  

monumento-cruz-caida-salvador-bahia

Duas igrejas se destacam bastante no Pelourinho, pela monumentalidade de suas construções e pela decoração cheia de detalhes. A primeira é a Igreja e Convento de São Francisco, uma das maiores representantes da arte barroca brasileira. Por fora, parece mais uma simples igreja antiga. Mas o ouro (literalmente) está dentro: os ornamentos folheados de ouro são incríveis e não se surpreenda se você passar bons minutos só apreciando as paredes da igreja. A entrada custa R$ 5. Evite os horários de missa, que restringem a visitação a poucos lugares do edifício. 

A segunda é a Catedral Basílica de Salvador, que causa uma impressão imponente no Pelourinho. Misturando os estilos maneirista e barroco, essa igreja é menos suntuosa que a de São Francisco. Tem a sua parte de decoração em ouro, mas o que mais impressiona é o seu tamanho. Ela é considerada “a mãe de todas as igrejas”. O preço de visitação também é de R$ 5. 

Dica: a maioria das Igrejas do Pelourinho têm horários restritos de visitação, fechando às 17h. Olhe os horários de visitação antes de programar o passeio no Centro Histórico. 

Roteiro de Salvador em um dia: o que mais fazer no Pelourinho

Visite a Fundação Casa de Jorge Amado. Em homenagem à vida e obra do autor de Capitães de Areia e Gabriela, Cravo e Canela, o edifício não se resume só ao museu; lá, você também pode fazer um lanche no Café Teatro. A entrada é grátis às quartas. Nos outros dias, o valor é de R$ 5. 

O Museu Abelardo Rodrigues, dentro do Centro Cultural Solar Ferrão, tem uma significativa coleção de arte sacra, com peças até do século 17 (!). Na Rua Maciel de Cima, você encontra as obras do artista Menelaw Sete, marcadas pelas cores vibrantes e por traços cubistas. O Pelourinho é o lugar também do ateliê de L. Folgueira, artista plástico que valoriza os orixás e a anatomia humana em suas obras. 

Outra opção para quem gosta de arte é o Museu Afro-Brasileiro, o MAFRO, que tem mais de mil obras de arte visando a preservação, valorização e divulgação das culturas africanas e afro-brasileira. O destaque vai para o Mural dos Orixás, entalhado em madeira pelo artista Carybé. Para entrar, o ingresso custa R$ 6 (inteira).

largo-apelourinho-salvador-bahia

Além das igrejas, o Pelourinho também possui os largos, que servem como ponto de referência. No Largo Terreiro de Jesus, você encontra o o MAFRO e a Catedral Basílica de Salvador. O Largo do Pelourinho é conhecido pelos dois casarões coloniais, um azul e um amarelo que foram cenário para o clipe They Don’t Care About Us, de Michael Jackson. No Largo do Cruzeiro, há uma cruz branca esculpida e ao fundo, a Igreja e Convento São Francisco. É um dos mais agitados à noite, com bares e restaurantes.

É também no Pelourinho que você pode encontrar um show de Olodum, organização cultural e bloco carnavalesco nativo de Salvador. A agenda completa pode ser vista no site oficial do Olodum

Roteiro de Salvador em um dia

Entardecer e pôr do sol em Salvador

Para aproveitar o melhor do roteiro de Salvador em um dia, você pode assistir o pôr do sol na Barra, outro bairro legal da capital baiana. Suba o Farol da Barra – o monumento fica aberto até às 18h – e aprecie a vista. Se estiver com mais tempo, visite o Museu Náutico, dentro do Farol. A entrada de R$ 15 (inteira) vale para ambos. 

Desfrute a praia do Farol da Barra e a vista para o Morro do Cristo no famoso Restaurante Barravento. Destaque para o prato camarão ao leite de coco e para a lagosta imperial, com legumes cozidos e manteiga. É um restaurante mais elitizado, com pratos em torno de R$ 70. Dica: faça reserva. 

farol-da-barra-salvador-bahia

Roteiro de Salvador em um dia

Noite em Salvador: aproveite o boêmio bairro Rio Vermelho

Se você ainda não experimentou acarajé, essa é a chance. No Rio Vermelho, há dois estabelecimentos conhecidos que oferecem o prato por um preço justo e com diferentes opções de acompanhamentos: o Acarajé da Dinha e o Acarajé da Cira. Assim como os sorvetes da Cubana e da Ribeira, é só experimentando para saber qual o melhor. 

Para outras experiências gastronômicas, vá à Praça Caramuru, no antigo Mercado do Peixe, um point de restaurantes.  O Rio Vermelho também é o bairro para quem curtir o agito soteropolitano: há vários pubs. Mas, se estiver afim de uma opção mais tranquila para fechar a noite, o Teatro SESI do Rio Vermelho tem vários espetáculos. 

Dica: é lá que fica a estátua de Jorge Amado e sua companheira Zélia Gattai. Aproveite para tirar uma foto ao lado desses dois habitantes ilustres de Salvador.

acaraje-cira-salvador-bahia

Qual é o melhor meio de transporte para um roteiro de Salvador em um dia?

Salvador pode ser uma cidade complicada no quesito estacionamento, principalmente no Centro Histórico, onde a prioridade é para o passeio a pé. A cidade tem metrô (poucas estações) e ônibus como opção de transporte público. Mas, pensando no quesito tempo, essencial se você ficará apenas um dia em Salvador, é melhor optar por táxi ou Uber. Os principais pontos turísticos não ficam muito longe entre si – uma média de 8 km entre a Ribeira e o Centro Histórico, 5 km entre o Pelourinho e a Barra e 7 km entre o Farol da Barra e o Rio Vermelho. O carro pode compensar se você for seguir para outras praias na Bahia (veja nossos 6 destinos preferidos no sul do estado) . Na Rentcars, um carro econômico (ex.: Fiat Mobi) sai por R$ 79 por dia. 

Onde ficar em Salvador

Hospedagem em Salvador: Pelourinho

Uma das vantagens de ficar na região central é a proximidade com as principais atrações turísticas. Em um roteiro de Salvador em um dia, pode compensar essa economia de tempo que você terá para passear pelo Pelourinho. Uma desvantagem é que, por causa da região, os preços são mais salgados. 

Pousada Colonial Chile (diárias a partir de R$ 300)

Como o próprio nome diz, essa pousada aposta no toque colonial, com vários elementos de decoração em madeira e uma pegada mais rústica. Alguns quartos têm vista para a Baía de Todos os Santos. O destaque vai para o restaurante, com café da manhã incluído, que tem uma bela vista e uma vibe charmosa. A pousada também tem serviços de aluguel de carros e transfers.

Hotel Villa Bahia (diárias a partir de R$ 540)

Esse hotel-boutique ocupa duas casas coloniais, portanto, hospedar-se nele é também um retorno ao passado (algumas camas têm até mesmo um dossel!). Há uma modesta piscina, ideal para quem fará um roteiro de Salvador em um dia e quer apenas refrescar o corpo. Em frente ao hotel, algumas mesinhas com guarda-sol são ideias para aproveitar o fim do dia observando o movimento do Pelourinho.

Fera Palace Hotel (diárias a partir de R$ 638)

Um dos hotéis mais renomados de Salvador, o Fera é a opção para quem busca uma experiência de luxo. Os quartos mais sofisticados podem chegar até a R$ 3 mil a diária. No terraço, ou melhor, no Fera Lounge, há uma piscina de borda infinita com vista para o mar que é um espaço disputado para ver o pôr do sol. 

Hospedagem em Salvador: outros bairros

sol-barra-salvador-bahia

Sol Barra (diárias a partir de R$ 286)

O destaque desse hotel é sua localização: em frente à Praia da Barra. É também fácil ir ao Pelourinho partindo de lá, a 10 minutos de carro. É um hotel de rede, com 180 quartos e decoração modesta. Boa opção para quem quer evitar o movimento do Pelourinho, mas ainda assim, permanecer próximo de alguns dos principais pontos turísticos de Salvador. 

Wish Hotel da Bahia (diárias a partir de R$ 481)

O hotel tem pegada estilosa, com um piano de cauda no lounge e uma farta coleção de obras de arte espalhadas pelas áreas comuns. Conta com uma ampla piscina, academia bem equipada e um spa. Toda semana, o hotel conta com uma apresentação musical.

wish-hotel-salvador-bahia
zank-hotel-salvador-bahia

Zank by Toque Hotel (diárias a partir de R$ 560)

Aqui, cada quarto tem sua própria decoração, com diferentes atmosferas. Há para todos os gostos: quem prefere algo modernista, barroco ou um clássico contemporâneo. Localizado numa charmosa casa branca, esse hotel-boutique no Rio Vermelho vale pela experiência mais intimista. A piscina é pequena e mais decorativa. O destaque é o espaço externo com mesinhas e redes. 

Maria Eduarda Nogueira

Comunicadora por paixão, vive em busca de conteúdos digitais autênticos. Viagens são sua forma preferida de consumir cultura. Fã de espaços urbanos, tem em cafés e livrarias mundo afora seus lugares preferidos, sempre com um chocolate quente em mãos.

Deixe seu comentário

voltar ao topo