Julho é o mês oficial das férias e agosto ainda concentra uma boa dose de turistas na Europa. Os destinos lotam, preços sobem e a demanda fica mais difícil nos serviços em geral, além de hotéis e restaurantes.

Mas em setembro e outubro, tudo muda. As praias estão mais vazias, os vinhedos prontos pra colheita, os festivais acontecem a todo gás, enquanto as tarifas e o número de turistas abaixam.

8 razões para viajar para Europa em setembro e outubro

1) Depois de agosto, as tarifas abaixam (ou voltam ao normal)

Como o pico da alta temporada é em agosto, a partir do meio de setembro as tarifas de passagem e hospedagem tendem a dar uma boa diminuída. A diferença de preços é ainda maior em destinos menos populares e fora da Europa Ocidental (mas dá pra economizar bastante no geral em passagens para as grandes capitais também). O voo internacional do Brasil à Europa também tem queda de pelo menos 20% no valor a partir do final de agosto.

Veja aqui 7 dicas de ouro pra economizar em uma viagem internacional

europa-em-setembro-e-outubro

EUROPA EM SETEMBRO E OUTUBRO

2) Bem menos turistas

A maior concentração de turistas acontece entre os meses de julho e agosto. Em setembro e outubro, as férias escolares já acabaram, por isso os destinos turísticos tendem a ficar mais vazios. Isso significa: menos trânsito e menos fila nos museus, monumentos e nos arredores das atrações turísticas. Consequentemente, você acaba viajando mais tranquilo, sem estresse, e tem mais contato com os locais, ganhando uma percepção mais autêntica do lugar. Pode aproveitar praias do sul sem lotação, curtir beach clubs e restaurantes sem espera.

3) As temperaturas ficam mais amenas

A partir do meio de junho até final de agosto a temperatura fica lá em cima. Nessa época do ano, destinos do sul da Europa como a França, a Espanha e Portugal contam com ondas de calor que levam os termômetros a bater a marca dos 45 graus – passear nas principais capitais vira um sacrifício com o sol escaldante. Mas setembro e outubro marcam o final do verão e o comecinho do outono, logo as temperaturas ficam mais amenas. Dá pra pegar praia com 30 graus, usar roupa ainda leve ao passear pelas cidades e curtir noites mais fresquinhas. Mas leve em conta que no meio de outubro o cenário muda e o frio chega de vez no norte do continente.

EUROPA EM SETEMBRO E OUTUBRO

4) Os dias ainda são longos

Em todo o continente, o pôr do sol varia entre 18h e 19h30. Já o amanhecer, acontece entre 6h30 e 7h30. Você ainda vai ter muita luz do dia iluminando os destinos que for visitar e não precisará ficar acordado até muito tarde pra conferir o pôr do sol e os charmes da noite – as capitais europeias não ficam ainda mais românticas quando as luzes se acendem?

LEIA TAMBÉM: Como planejar uma viagem internacional em 8 dicas espertas
Seguro de viagem para a Europa: veja onde é obrigatório e como comprar

europa-em-setembro-e-outubro-dias-longos

5) Passear na rua é agradável

Em setembro e outubro é super agradável fazer passeios ao ar livre na Europa. Bater perna nas cidades mais legais, ir à praia, fazer piqueniques em parques, tudo é viável curtindo um calorzinho e sem passar frio, do sul ao norte do continente. E, se chover ou chegar frente fria, sempre dá pra aproveitar o momento pra visitar museus, galerias de arte, cafés e outros lugares fechados com zero culpa.

europa-outono

EUROPA EM SETEMBRO E OUTUBRO

6) A paisagem fica linda

No começo de setembro, quando ainda é verão, os jardins estão verdinhos, mas a paisagem fica linda mesmo quando chega o outono, no final do mês, e o cenário começa a se transformar numa explosão de tons avermelhados. As folhas das árvores, que parecem ter sido pintadas em cores quentes, caem no chão e formam um lindo tapete pelas ruas.

LEIA TAMBÉM: Onde se hospedar em Amsterdã, os melhores hotéis por regiões

7) Você não precisará ficar planejando tudo com antecedência

Em agosto, por conta da leva de turistas, os restaurantes muitas vezes acabam exigindo reservas e não dá pra simplesmente alugar um carro e improvisar uma road trip. Porque 1) tem muito trânsito; 2) talvez você nem consiga alugar um carro em cima da hora e 3) vai ser difícil encontrar hotéis com disponibilidade. Em setembro e outubro, o improviso é mais viável. Fica mais fácil reservar passagens e hospedagem de última hora assim como comprar ingressos pra um museu ou pra uma outra atração turística especial no momento da visita.

8) É a época dos festivais

Muitas festas europeias mais conhecidas internacionalmente acontecem nos meses de setembro e outubro. Nesses meses, em todo o Hemisfério Norte, acontece a vindima, a época de colheita das uvas nas vinícolas – a cidade de Bordeaux, capital do vinho, é um must. Na Alemanha tem o famoso Oktoberfest, que acontece entre o final de setembro e início de outubro. Na Bélgica tem também o Comic Strip Festival, para os apaixonados por histórias em quadrinhos, o festival gastronômico Eat! Brussels, drink! BORDEAUX e o Belgian Beer Weekend. Em outubro, tem a Feira da Trufa Branca na Itália, o  Festival de Pilares em Saragoça e o Festival Medieval em Alcalá de Henares, ambos na Espanha.

Confira aqui o nosso calendário de festivais ao redor do mundo

oktoberfest-alemanha

+ para onde viajar na Europa em setembro e outubro

Setembro e outubro são os meses pra curtir as praias mais vazias no litoral da Grécia, Espanha e Croácia, se acabar em festivais, admirar os vinhedos e participar da colheita em vinícolas da Toscana, Alsácia, do Vale do Douro ou Bordeaux e pegar os últimos resquícios de calor nos destinos mais frios como o Reino Unido e a Escandinávia.

1) Toscana, na Itália

europa-em-setembro-e-outubro-toscana

Setembro é um mês muito rico para a agricultura (e para as paisagens!) na Toscana. É nesse período que acontece a colheita nas vinícolas. A produção dos principais produtos da região, o vinho, o azeite, as trufas, o açafrão e a castanha estão à todo o vapor. Comece a viagem admirando a arquitetura e as obras de arte renascentista de Florença e siga de carro pelos campos e vilarejos de Chanti a Montalcino explorando as colinas de vinhedos enfileirados que dão origem a alguns dos vinhos mais famosos do mundo.

Pra planejar uma viagem completa, confira aqui um roteiro de 7 a 10 dias na Toscana.

europa-em-setembro-e-outubro-baviera

EUROPA EM SETEMBRO E OUTUBRO

2) Baviera, no Sul da Alemanha

Comece a viagem entre o final de setembro e início de outubro pra curtir muito o festival Oktoberfest em Munique, capital da Baviera. Depois alugue um carro e deslumbre-se com a paisagem romântica mais ao sul protagonizada pelso castelos de Ludwig II, o Rei Louco. Algumas das etapas imprescindíveis dessa road trip são o castelo de Neuschwanstein, conhecido por ter inspirado o castelo da Cinderela, Linderhof, que foi residência do rei por sete anos, e Neues Schloss Herrenchiemsee, palácio situado em uma ilha do lago Chemsee, a poucos menos de 100 quilômetros de Munique.

LEIA TAMBÉM: Hospedagens econômicas nos melhores bairros de Berlim
O que fazer em Berlim: o basicão pra curtir a interessante capital alemã

3) Bordeaux, na França

Pra conhecer a capital mundial dos vinhos em pleno período de vindima, visite a região no início de setembro. As parreiras ainda estão carregadas de uvas na primeira quinzena do mês. Além do seu prestigiado vinho, Bordeaux é conhecida por ser uma cidade com uma gastronomia sofisticada com excelente qualidade de vida. A cidade, cortada pelo Rio Garonne, é plana e cheia de parques públicos e construções históricas que fizeram do centro um dos maiores patrimônios urbanos do mundo. Fique de um a dois dias no centro e depois parta à descoberta das vinícolas e vilarejos nos arredores. Uma boa é se hospedar no Les Sources de Caudalie, hotel-spa com restaurante estrelado situado no coração da vinícola Château Smith Haut Lafitte (RESERVE A SUA ESTADIA AQUI!).

+ POSTS SOBRE BORDEAUX: Conheça a lindinha vila francesa de Saint-Émilion
Onde ficar em Bordeaux, na França: os 3 hotéis mais bacanas da cidade
O que fazer em Bordeaux, na França, com dicas de passeios e restaurantes

europa-em-setembro-e-outubro-bordeaux

4) Paris, na França

paris-romantica

Outra cidade francesa que é uma delícia de visitar em setembro e outubro é Paris. A capital mais romântica da Europa fica lindíssima no outono, quando os parques e ruas são tomadas pelas folhas vermelhas e douradas que preenchem as árvores. Nessa época do ano ainda ainda está calor suficiente pra fazer piquenique na beira do Rio Sena, passear por Montmartre e bater perna na Champs-Elysées. Se chover, quer lugar melhor pra se refugiar do que um cafézinho parisiense, o Louvre, o suntuoso Opéra Garnier ou a chiquérrima Galeries Lafayette? Tudo isso sem grandes filas e multidão de turistas, já que a maioria deles costuma visitar a capital entre os meses de julho e agosto.

+ POSTS SOBRE PARIS: 13 apartamentos pra alugar em Paris lindos e baratos
O que levar na mala numa viagem para Paris: guia prático para todas as estações
Onde se hospedar em Paris: hotéis baratos e bem localizados
Compras em Paris: 16 lugares em que vale a pena gastar na Cidade Luz
5 bate-voltas de até 1h30 pra fazer desde Paris (além de Versalhes!)

europa-em-setembro-e-outubro-ilhas-gregas

EUROPA EM SETEMBRO E OUTUBRO

5) Ilhas Gregas

Mesmo que existam quase seis mil ilhas gregas espalhadas pelos Mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, em julho e agosto é quase impossível circular pelas principais. Mas a partir de setembro esses milhares de pedacinhos de terra tendem a ficar um pouco mais vazios e as temperaturas, mais suportáveis. Já dá pra conhecer mais tranquilamente os morros de Santorini preenchidos por casinhas redondas brancas de porta e domos azuis. Mykonos permanece agitada, mas suas praias ficam mais calmas. Vale também conhecer Creta, a maior das ilhas gregas, Lekfada nas Ilhas Jônicas, Samos e Quios nas Ilhas Egeias do Norte e Kálymnos em Dodecaneso. E ousar ainda mais e visitar destinos com história além de Atenas como Parikia em Parós, cidade conhecida pelo seu mármore utilizado pra esculpir a Vênus de Milo.

6) Vale do Douro, em Portugal

A região que produz o famoso vinho do Porto é simplesmente fascinante com seus vinhedos e vilarejos charmosos que parecem ter parado no tempo. Todos esse cenários são interligados por estradinhas com pontos de vista incríveis para o Rio Douro. O destino fascina ainda mais em setembro e outubro. Os campos estão verdinhos e as parreiras carregadas prontas pra colheita e pisa das uvas que acontecem artesanalmente no décimo mês do ano. Comece a viagem na cidade histórica Porto e dirija 100 quilômetros pra chegar ao vale. Passe pela Quinta do Panascal pra visitar as vinícolas Fonseca, caminhe pelo Parque Natural do Douro Internacional e descubra a arte rupestre do Parque Arqueológico do Vale do Côa sem deixar de visitar o lindo santuário da Nossa Senhora dos Remédios em Lamego.

europa-em-setembro-e-outubro-douro

7) Irlanda

europa-em-setembro-e-outubro-irlanda

No Norte da Europa, a Irlanda tem os dias mais curtos a partir do final de setembro e início de outubro, mas a época é propícia pra vivenciar a festa mais que tradicional do Halloween que enfeita o país na segunda quinzena do mês das bruxas. Os bares, lojas, restaurantes e casas ficam decorados com abóboras, teias de areia e bonecos de caveiras e bruxas. Em Dublin, aproveite pra conhecer a Trinity College, os pubs agitados do Temple Bar e a fábrica da Guiness. Leia mais sobre Dublin aqui. E uma viagem de carro partindo dali pode ter rumo ao Castelo de Cashel, percorrer a rota turística do Anel de Kerry e estender o roteiro até o Castelo de Bunrati, as Falésias de Moher e a cidade portuária Galway.

europa-em-setembro-e-outubro-escocia

8) Escócia

Edimburgo é conhecida por ser uma das cidades mais assombradas da Europa, sendo um destino muito divertido pra passar o mês das bruxas. Em outubro acontecem vários tours temáticos bem sinistros em cemitérios, prédios e florestas que rodeiam a cidade. Leia mais sobre Edimburgo aqui. Depois de conhecer a capital e seu famoso castelo situado no Centro Histórico, pegue um carro e conheça Glasgow, cidade portuária famosa por sua arquitetura vitoriana e a presença do art nouveau. Quebre a viagem até o lendário Lago Ness em etapas passando pelas ruínas da catedral de Saint Andrews e do castelo de Dunnottar. Ao longo da viagem rumo às Highlands você vai se deparar com paisagens típicas de cartão postal da Escócia com morros e pastos pontilhados por ovelhas e vaquinhas peludas.

Giovanna Saba

Você deve conhecê-la de outro endereço, do blog Gigi em Paris, seu diário sobre a vida na capital da França. E, como pode imaginar, aqui no Carpe Mundi produz o melhor conteúdo sobre Paris. Acredita que os macarons ganham um sabor mágico se degustados em um quarto de hotel com vista para a Torre Eiffel.

2 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo