planejamento


Ainda não planejou seu Ano-novo? 10 dicas pra fazer uma viagem mais barata

É caro viajar no Ano-novo, não tem jeito; ainda mais pra quem deixou pra planejar na última hora. Veja aqui dicas pra baratear a trip.

LEIA TAMBÉM: Pousadas românticas no Brasil: superseleção
Duas praias do Ceará que você não conhece pra ir neste verão
Roteiro completo na Serra Gaúcha e região

1 – Busque pacotes pra viajar no Ano-novo

Viajar no Ano-novo: taí uma época do ano em que as operadoras e agências podem oferecer preços melhores do que se você comprar por conta própria. Elas tem parceria com hotéis e bloqueios em voos que podem “congelar” os preços. E ainda permitem parcelamento em até 12 vezes. Dê uma olhada no Hotel Urbano, que sempre tem uns pacotes baratos. A CVC (também dona do Submarino Viagens) é a operadora com mais bloqueios e, consequentemente, mais promoções nessa época. Para cruzeiros, veja o 123 cruzeiros.

LEIA TAMBÉM: É melhor viajar de pacote, em excursão ou por conta própria?

2 – Procure passagens em buscadores flexíveis

No Adioso você não precisa definir o destino da sua passagem. Por exemplo: você bota a saída da cidade de São Paulo e destino a Europa. Aí ele mostra o preço mínimo para voar nas datas escolhidas para diferentes cidades (Lisboa, Londres, Paris, Frankfurt, etc). O Voopter é até mais interessante quando se trata do fim do ano: você escolhe a cidade de saída e o destino e aí pode selecionar até 4 datas diferentes de ida e 4 de volta. Você pode por exemplo colocar no buscador saídas dias 24, 25, 26 e 27/12 e voltas dias 2, 3, 4 e 5/1. No Decolar e no Momondo aparece uma tabela e um gráfico, respectivamente, pra você encontrar a combinação de datas mais barata possível.

praia-do-espelho

3 – Voe no dia 24/12

Se você não tem prendimentos religiosos/familiares natalinos, sempre vai conseguir tarifas melhores nesse dia.

4 – Tem recesso flexível? Viaje de 1 a 8 de janeiro

Se o trabalho permitir, é uma boa pra pegar tudo significativamente mais barato. Junte os amigos que vão ficar em casa pra passar a virada e viaje no dia seguinte.

5 – Fique por perto e vá de carro

Pra viajar no Ano-novo, procure um lugar que fique a uma distância “dirigível” (e saia em horários bem alternativos pra tentar driblar o trânsito), ou “aguentável” de ônibus, pra não ter que arcar com o preços altos dos voos.

6 – Alugue casa ou apartamento com família ou amigos no interior ou no litoral do seu estado

Vai ser infinitamente mais barato do que ficar numa pousada ou hotel, e juntar todo mundo numa casa é sempre divertido. Olhe no Airbnb; quanto maior for o seu grupo mais barato vai ficar. Tenho visto opções de chácaras incríveis no interior de São Paulo, com piscina e churrasqueira, por cerca de R$ 6000 de 29/12 a 2/1 para 15 pessoas (R$ 400 por cabeça).

7 – Vá acampar

As diárias nos campings custam entre R$ 50 e R$ 100 por pessoa por noite. Que tal ira pra Praia do Sono ou o Saco do Mamanguá, em Paraty, e dormir uns dias sob as estrelas?

8 – Fique num hostel

Perca o preconceito, entre no Hostelworld e veja o que disponível tem no destino. Normalmente, de norte a sul do Brasil, os pacotes de Réveillon ficam em torno de R$ 600 a R$ 1000 seis ou sete diárias por pessoa na acomodação coletiva. Veja quantas pessoas cabem no quarto; às vezes você consegue fechar um para você e seus amigos, só ligue no hostel antes de reservar pra se certificar de que isso aconteça.

9 – Programe a virada antes de ir

Se quer ir num festão no dia 31, já comece a pesquisar o preços dos ingressos e compre antes. Na hora fica tudo mais caro.

10 – Vá pra destinos menos bombados

Todo mundo quer ir pra Barra Grande (BA) e São Miguel dos Milagres (AL), só que as passagens (saindo de São Paulo) pra viajar no Ano-novo às capitais do Nordeste já estão custando mais que R$ 1000  (Salvador é a única que ainda tem por menos em algumas datas) e as pousadas e até casas alugadas estão com tarifas exorbitantes. Eu também não indico lugares como Jericoacoara e Morro de São Paulo no Ano-novo. Esses vilarejos de praia usualmente calmos e ~paradisíacos~ ficam superlotados e superinflacionados, e você não consegue captar a verdadeira vibe do lugar.

Que tal então pensar em destinos menos requisitados? Pra quem quer insistir em Nordeste, perto de Barra Grande, por exemplo, fica o vilarejo de Taipu de Dentro, que é longe da badalação mas também está na bela Península de Maraú.

OUTRAS IDEIAS DE DESTINOS MENOS BOMBADOS:

Tiradentes (MG) – veja o post completo aqui, tem pousadas baratas
Ibitipoca (MG) – parque lindo pra uma virada com a natureza
Gonçalves (MG) – bom pra casais
Extrema (MG) – veja o Pico do Lopo
Visconde de Mauá (RJ) – ainda tem pousadas em conta como a Pousada da Gruta

Chapada dos Veadeiros (GO)
Ilha do Mel (PR) – o Réveillon mais divertido da minha vida passei lá; voo barato pra Curitiba
Serra Gaúcha (RS) – com esticada a Cambará do Sul, post completo aqui
Bonito (MS) – só reserve os passeios antes porque os lugares esgotam
São Bento do Sapucaí (SP)

Saco do Mamanguá, Praia do Sono e Pico do Cajaíba, perto de Paraty (RJ) – pra acampar ou alugar casa
Ilha do Cardoso (SP) – super-roots, pra alugar casa com amigos
Ilha Grande (RJ)- fique em hostel
Farol de Santa Marta (SC)
Florianópolis (SC) – tem voos por menos de R$ 1000; alugue apê ou casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *