itália


Roteiro de 7 a 10 dias pela Toscana, na Itália, prontinho pra usar

Tudo na Toscana tem uma beleza cinematográfica: cidades muradas no alto de colinas, campos de girassóis, estrada ladeadas por ciprestes, vinhedos enfileirados, pracinhas ocupadas por feiras, ruinhas estreitas com casas em tons pastéis. Só que a quantidade de atrações pode te deixar confuso na hora de organizar a trip. Pra isso, aqui vai uma sugestão de roteiro para ver o filé dessa região que merece toda fama que tem.

VEJA TODOS OS NOSSOS POSTS SOBRE A ITÁLIA AQUI!

toscana-estrada

ROTEIRO TOSCANA: DIRETRIZES BÁSICAS

*Vá entre abril, maio e junho ou setembro e outubro. No inverno é frio e a paisagem fica morta, e no verão o calor chega a incomodar e tem gente demais.

*Esse roteiro pressupõe que você alugue um carro (só no dia 3, em Florença é melhor ficar a pé). Para entender a beleza da Toscana é preciso dirigir pela Toscana.

*As possibilidades de roteiros pela Toscana são inúmeras. Essa aqui é uma sugestão para quem tem sete dias a dez dias e quer se hospedar nos pequenos vilarejos para sentir o que a região tem de melhor. Se você tem menos tempo, corte alguns trechos. Ou então pense em se hospedar em Florença e fazer bate-volta de trem e ônibus (um dia para Pisa e San Gimignano e outro para Siena, por exemplo).

*Fuja das autopistas: o Google Maps deve mostrá-las quando você digitar o nome das cidades, mas o mais bacana da Toscana está nas pequenas estradinhas rurais.

*Como há muitas cidades para conhecer, pule cedo da cama para aproveitar ao máximo a luz do dia. A graça ali é, afinal, curtir a paisagem.

*Permita-se fazer mudanças no roteiro no meio da viagem: Toscana combina com viajar devagar, comer devagar, beber devagar. Se deu na telha esticar o tempo numa cidade, não hesite em cortar alguma outra do roteiro.

ROTEIRO TOSCANA: SUGESTÃO DE ITINERÁRIO PARA UMA VIAGEM DE 7 A 10 DIAS

ROTEIRO TOSCANA

Dias 1 e 2 – Florença

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Florença, na Itália: 15 programas imperdíveis

Florença é um daqueles destinos tão maravilhosos que dá vontade de voltar muitas vezes, por isso é importante ter no mínimo dois dias para conhecer suas atrações. A cidade respira arte e, além de capital da Toscana, também é do Renascimento. Nos seus museus estão algumas das obras de arte mais importantes do mundo.

Comece a conhecer a cidade na Piazza del Duomo e entre na magnífica Catedral Santa Maria del Fiori. A sua cúpula, feita por Filipo Brunelleschi, é uma obra prima. Outras atrações imperdíveis são a Ponte Vecchio, Piazza della Signoria, Galeria Degli Uffizi e Galeria dell’Academia, onde está o David, de Michelangelo.

PERNOITE EM FLORENÇA

florença-italia

ROTEIRO TOSCANA

Dia 3 – Pisa e Lucca

LEIA TAMBÉM: Um passeio por Pisa, na Itália: o que ver e onde comer

Alugue um carro e vá conhecer uma das torres mais famosas do mundo, em Pisa, a cerca de 55 km. Como todos os principais programas são basicamente feitos Piazza dei Miracoli, onde você pode tirar a foto segurando a torre inclinada e subir suas escadarias até o topo, visitar o Batistério e o Duomo.

Lucca é uma graça e eu diria que é muito mais interessante que Pisa. A cidade, que está a 20 km de distância, é toda murada – um dos principais passeios é inclusive alugar uma bicicleta e andar em cima da muralha. Depois de pedalar, visite a Piazza dell’Anfiteatro, o Duomo e a Igreja de San Michele in Foro.

PERNOITE EM LUCCA

ROTEIRO TOSCANA

Dia 4 – Volterra e San Gimignano

Saia de Lucca e vá até Volterra. O centro histórico medieval é encantador e, ao longo do passeio, é possível se deparar com ruínas romanas. Volterra fica a 500 metros acima do nível do mar, numa subida de chorar de tão linda. Atrações não faltam: não perca o Anfiteatro Romano, a Porta dell’Arco, o Museu Etrusco e o Palazzo dei Priori.

Dali vá até San Gimignano contornando a Reserva Natural de CastelVecchio. Você avista a cidade de longe, com suas 14 imponentes torres medievais construídas entre os séculos 11 e 13 (já existiram 72 torres). Passear pelas suas ruas é uma atração por si só, mas não deixe de ir a Piazza della Cisterna, onde você encontra o gelato Dondoli, que já ganhou o prêmio de melhor sorvete do mundo. Conheça também a Piazza del Duomo e o próprio Duomo, suba na torre mais alta, a Torre Grossa. Uma dica é que às quintas de manhã tem um mercado de produtores locais na Piazza Duomo.

PERNOITE EM SAN GIMIGNANO

vila-toscana-italia

ROTEIRO TOSCANA

Dia 5 – Siena e Rota do Chianti

Pegar as estradas alternativas na Toscana é a melhor opção para quem está de carro, passando por paisagens memoráveis. Uma delas é a Rota do Chianti, trechinho da estrada  SS222, onde estão as produtoras de um dos vinhos mais famosos da Itália. Você pode tomar uma taça de vinho em Greve in Chianti, Castellina de Chianti ou Radda in Chianti vendo as colinas forradas de vinhedos. Se for entre final de maio e junho, ainda pode passar por um campo de girassóis no caminho.

Dali dirija até Siena, uma linda cidade medieval, cercada por muros e construída no topo de uma colina. Entre os dias 2 de julho e 16 de agosto ela recebe a famosa corrida de cavalos Palio e fica lotada. Não deixe de visitar a Piazza del Campo, onde acontece o evento. Na praça fica a Palazzo Comunale, que oferece uma vista panorâmica na sua torre, a Torre del Mangia. O Duomo e o Batistério também não podem ficar de fora.

EM TEMPO: SE TIVER MAIS DIAS, DIVIDA ESTE DIA EM DOIS: UM PARA A ROTA DO CHIANTI E OUTRO PARA SIENA

PERNOITE EM SAN GIMIGNANO (MESMO HOTEL DA NOITE ANTERIOR)

siena-italia-toscana

ROTEIRO TOSCANA

Dia 6 – Montalcino, Pienza e Montepulciano

As cidades muradas ficam em uma região que tem algumas das paisagens mais atraentes da Toscana. Como foram construídas no topo de colinas, oferecem um visual panorâmico dos campos de vinhedos e girassóis. De San Gimignano a Montalcino são cerca de 90 km – vá por estradinhas como a SS223. A cidade tem fama pela fabricação do renomado Brunello de Montalcino, um dos melhores vinhos do mundo. Além de prová-lo, o maior barato de Montalcino é passear nas suas ruas estreitas, entrar nas lojinhas, provar queijos, embutidos e outras delícias. Vá até as muralhas La Fortezza, que oferecem uma visual bonito e uma enoteca.

Seguindo por mais 22 km pela SS146 você estará em Pienza, cidade onde nasceu o Papa Pio II. Visite o Duomo, a Piazza Pio II e prove o queijo pecorino, que é uma das especialidades locais. Montepulciano fica a apenas 15 km, e seu centro histórico é igualmente encantador. Passe pela Porta al Prato, a Piazza Grande, o Duomo, a Tempio di San Biagio e a Torre dell’Orologio o della Pulcinella.

EM TEMPO: SE TIVER MAIS DIAS, DIVIDA ESTE DIA EM DOIS: UM PARA MONTALCINO E OUTRO PARA PIENZA E MONTEPULCIANO

PERNOITE EM MONTEPULCIANO

ROTEIRO TOSCANA

Dia 7 – Cortona e Arezzo

Para fechar o roteiro pela Toscana com chave de ouro e paisagens, literalmente, de cinema, visite Arezzo e Cortona. Em Cortona você vai se sentir dentro do romance Sob o Sol da Toscana, de Frances Maye. Leia o livro ou assista o filme, com o mesmo nome. Não preciso nem dizer que é tudo um charme na cidade. No seu passeio pelo centrinho, visite a igreja de Santa Maria delle Grazie al Calcinaio, Teatro Signorell e a Fortezza Medicea.

Dali são cerca de 40 km até Arezzo – antes de visitar a cidade, assista A Vida é Bela, de Roberto Benigni, que tem várias cenas gravadas na cidade. Durante o passeio, comece subindo a Via del Corso: o centro histórico fica na na parte alta. Admire também o Duomo, Piazza Grande e a Basílica de San Francisco.

RETORNO A FLORENÇA

A autora

Gabriela Mendes

Gabriela Mendes

Colaboradora do Carpe Mundi, a jornalista carioca apaixonada por fotografia e arte é dona do blog Gira Mundo. Ela gosta de procurar alternativas econômicas pra conhecer os lugares e viagens de natureza são as suas preferidas.

- Website


Instagram

Há 1 comentário para “Roteiro de 7 a 10 dias pela Toscana, na Itália, prontinho pra usar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *