israel


O que fazer na região do Mar Morto em Israel

A região do Mar Morto, em Israel, guarda passeios que vão além de suas águas com a maior concentração de sal do mundo, nas quais é impossível não boiar.

Israel Mar Morto: o ideal é ficar na região por pelo menos uma noite – ou duas, se você não quiser fazer os passeios com pressa. Dá perfeitamente pra dedicar uma manhã ou tarde à experiência de flutuar no Mar Morto e, no restante do dia, conhecer três lugares igualmente impressionantes: a fortaleza de Massada, o Deserto da Judeia e o oásis de Ein Gedi.

LEIA MAIS: 3 cidades ao norte de Israel pra você incluir no seu roteiro

Como explorar a Cidade Velha de Jerusalém e além: o que ver, saber e fazer

Um giro por Tel Aviv, a cidade mais pulsante de Israel

20 perguntas e respostas com tudo o que você precisa saber sobre Israel

VEJA TAMBÉM: Como é a experiência de boiar no Mar Morto em Israel

ISRAEL MAR MORTO: OS TRÊS PASSEIOS MAIS LEGAIS DA REGIÃO DO MAR MORTO

ISRAEL MAR MORTO

DESERTO DA JUDEIA

A leste do Mar Morto, montanhas de areia e sal ao redor de um extenso planalto numa área de cerca de 1 500 km² formam o bíblico Deserto da Judeia, onde viveu o profeta Elias e João Batista batizou Jesus. Hoje, há uma reserva natural cheia de vida, com raposinhas, roedores, aves, escorpiões e cobras – mas é dificílimo avistar os animais, majoritariamente noturnos. O mais interessante do lugar é o tour de jipe 4×4, que adentra o deserto e deixa ver cenários inspiradores. Você sobe e desce as montanhas dentro do veículo, explora as formações de sal cobertas por areia e entra em pequenas grutas branquinhas – a região provavelmente já foi parte de um lago salgado como o Mar Morto que secou e deixou toneladas de sal por ali. É um dos passeios mais fotogênicos da viagem.

LEIA TAMBÉM: Férias sem fim: 9 maneiras de prolongar a viagem

desertojudeia

ISRAEL MAR MORTO

MASSADA

Fortaleza construída no topo de um íngreme penhasco por Herodes, o Grande, o rei louco, que deixou como legado outras obras colossais como o imenso Templo de Jerusalém. Anos depois de sua morte, após a destruição do templo pelos romanos, o povo judeu fugiu pra Massada e fez dali sua casa, inatingível para os inimigos pelo difícil acesso. A história diz que os romanos, então, obrigaram seus escravos judeus a construir uma rampa de pedra até os muros do castelo, que em poucos meses foi finalizada. O povo de Massada terminou fazendo uma corajosa escolha: matou suas famílias e cometeu suicídio em massa pra não ser capturado. Hoje, você visita os restos do que era o majestoso palácio, das casas de banho com sauna (que funcionavam mesmo no calor de mais de 40 graus do deserto; Herodes queria usufruir de todo o chiquetê existente na época) aos imensos depósitos de comida que serviam como estoque para os dias de resistência dos judeus rebeldes de Massada. O jeito tradicional de subir ao topo é de bondinho, mas há quem se arrisque na trilha em ziguezague que serpenteia pela montanha, mesmo debaixo do sol escaldante que aparece 330 dias por ano. Dica 1: vá cedinho ou no fim da tarde pra não sofrer com o calor; não se esqueça de levar protetor solar, chapéu e óculos.

Dica 2: há uma espécie de praça de alimentação ao fim do passeio, que tem até Mc Donald’s (kosher). A comida não é nada demais e é cara, mas é a melhor opção de almoço nesse dia de passeio pela região do Mar Morto – não existe glamour fora dos hotéis de luxo.

marmortomassada

ISRAEL MAR MORTO

EIN GEDI

É um oásis de 2 800 hectares no meio do deserto com rica flora e fauna, além de grutas, cânions, cachoeiras e piscininhas naturais. Assim como o Deserto da Judeia, é de extrema importância bíblica – Ein Gedi aparece no Cântico dos Cânticos e foi onde que Davi se escondeu do Rei Saul. Há cerca de 10 trilhas pra fazer na reserva; a mais procurada é a que leva à bonita Cachoeira de Davi. Há ainda um jardim botânico com mais de 900 espécies de plantas onde fica o Ein Gedi Kibbutz (em tempo: kibbutz são espécies de comunidades que guardam minicidades, com mercado, clínica médica e até escola dentro dependendo do tamanho, superpopulares pelo país), também base do Ein Gedi Kibbutz Hotel (diárias desde US$ 220, RESERVE AQUI!).

LEIA MAIS: Tensão pré-viagem: você não sofre disso sozinho

10 dicas pra quem tem medo de viajar de avião

ISRAEL MAR MORTO: EMPRESAS DE TOURS

ABRAHAM TOURS – Massada, Ein Gedi, Mar Morto e Deserto da Judeia em passeios diferentes.

ARTZEINU – Massada, Ein Gedi e Mar Morto no mesmo dia.

EG’GED TOURS – mais de 9 tours diferentes pela região do Mar Morto.

KFAR HANOKDIM – tours no deserto, passeios da camelos e tendas beduínas no Deserto da Judeia.

*O Carpe Mundi fez todos os passeios em Israel com a guia brasileira Aline, que conhece o país como ninguém e faz explicações rápidas e precisas em português, sem enrolação. Pra entrar em contato com ela: [email protected] ou @alineguiaemisrael no Instagram.

*O Carpe Mundi viajou a Israel à convite do Ministério do Turismo de Israel. O conteúdo relatado aqui reflete apenas a opinião independente da autora.

Há 4 comentários para “O que fazer na região do Mar Morto em Israel

  1. Olá. Estou montando meu roteiro e adorei as dicas, porém tenho tentado contato com a guia Aline e o email não responde. No Instagram ela prefere que envie email. Vocês teriam outro contato dela? Sabe onde eu poderia ter o contato de outros guias?Com qual empresa fizeram o passeio 4×4?
    Obrigada
    Valeria

    1. Também tentei contato com ela, ela, apesar de visualizar as msg de Whatsapp, nunca chegou a responder, nem pra dizer que não queria (ou poderia) prestar o serviço. Enfim, não recomendo uma relação que já começa assim. Ou, nesse caso, nem chegou a começar.

  2. Olá Anna!
    Amei as informações. Estarei em Israel no periodo de fevereiro eu e uma amiga e pretendemos realizar uma viagem low cost, explorar essa região 2 a 3 meses.
    Israel – Jordania – Egito.

    Vc acha que para reduzir custo é interessante locar um carro para ir ao Mar Morto? É viável ir para esses pontos turístico de carro sem guia.
    Vc tem essas informações?
    Quais pontos mais seriam interessantes realizar de carro ou outro meio de transporte mais barato pensando que não temos pressa.
    Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *