Viajar com pouca bagagem é quase uma arte e pode melhorar muito as férias:

você facilita seus deslocamentos, faz e desfaz a mala mais rápido quando for trocar de hotel e ainda pode usar aéreas low costs pelo mundo (que cobram fortunas pra despachar a tralha). Aprenda a viajar com pouca bagagem com 9 dicas do que NÃO levar na viagem.

Coisas que você nunca usou

Sabe aquele casaco lindo que você está esperando uma ocasião especial pra usar? E aquela blusa que você comprou há meses e não vestiu ainda? Pois bem, o momento ideal pra estreá-los não é na viagem. Atenha-se aos itens que você sabe que são confortáveis e que caem bem em você. As chances daqueles que você nunca usou ficarem no fundo da mala são gigantes, já que na hora H acabamos apostando no que já estamos acostumados.

Uma roupa pra cada dia

Pra viajar com pouca bagagem, tente combinar cada peça com pelo menos outras duas. Por exemplo, uma calça com duas blusas, sendo que cada blusa combina com uma saia e mais outra. Dá pra diminuir o volume da bagagem pela metade assim. Desencane de não repetir roupas, o importante é a praticidade.

LEIA MAIS: Tatuagens de viagem incríveis
11 livros excelentes pra viajar sem sair de casa
As melhores frases de viagem de todos os tempos

Shampoo, condicionador e cremes na embalagem original

Reduza peso e espaço ao transferir líquidos pra embalagens menores, de 100 ml a 300 ml. Elas são facilmente encontradas em farmácias, logo, nada daqueles frascos do tamanho de tijolos ocupando espaço. Outra opção é guardar embalagens de amostras de produtos ou mesmo de hotéis e reutilizá-las na hora de arrumar a mala.

Sapatos desconfortáveis e não práticos

Calçados são pesados e ocupam muito espaço. Foque naqueles que não vão machucar seus pés depois de um dia inteiro batendo perna e leve um par de cada, dependendo do destino: um chinelo, uma sandália, um tênis. Opte por cores sóbrias pra combinar com mais roupas – ninguém disse que viajar com pouca bagagem seria tão fácil assim.

Livros e revistas

Não, você não vai compensar tudo o que não leu no ano nas férias. Escolha um livro e uma revista no máximo e seja coerente com quanto poderá dedicar à leitura. Se estiver na estrada por um tempo, pense em levar um tablet ou e-reader.

Joias, bijuterias e relógios

Eles são pequenos, mas em excesso fazem um baita volume. Você dificilmente vai se emperiquitar tanto durante a viagem e ainda corre o risco de ser roubado em algum momento. Escolha um ou dois brincos, um colar e fim.

Mil opções de look balada/restaurante chique

A não ser que a sua viagem seja focada nisso, carregue apenas um look arrumadinho pra alguma saída noturna e, de preferência, algo que você já está acostumado a usar e sabe que funciona. Nada de levar 500 opções pra decidir na hora. Se faltar algo, nas cidades grandes sempre vai ter uma loja tipo Zara e H&M (ou até outras mais baratas) pra te socorrer.

Muitos eletrônicos

Laptop, câmera, celular, iPad, GoPro, Kindle? Eleja no máximo dois gadgets. Hoje em dia celular tem câmera top, e-mail pode ser lido no iPad, etc. E, com exceção de quem viaja a trabalho, desencane do computador.

A caixa de maquiagens inteira

Selecione um pó, um rímel, uma base, um lápis: os itens-chave. Não precisa daquele estojo de sombras completo (que nem em casa você usa). De novo: viajar com pouca bagagem pode não ser tão agradável, mas compensa o esforço.

Excesso de calças jeans

Elas fazem peso e ocupam espaço. Aproveite que são versáteis e não sujam tanto e economize em quantidade.

Queremos ouvir vocês: quais as suas dicas pra viajar com pouca bagagem?

Carpe Mundi

192 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo