belgica


O que fazer em Bruxelas: 10 experiências pra não perder na capital belga

Bruxelas é uma cidade pra todo mundo. Tem museus, música e arquitetura. Quadrinhos, moda e muita comida boa. Tem política em peso (é a capital da União Europeia), festivais e tendências liberais.

E se transforma num destino diferente a cada estação, com eventos rolando em todos os meses do ano.

O que fazer em Bruxelas: 10 experiências pra não perder na capital belga

O que fazer em Bruxelas:

Atomium, o monumento-ícone da cidade

Construído para a Exposição Universal de 1958, num momento pós Segunda Guerra quando os ares estavam otimistas e a favor da ciência e tecnologia, o que era pra ser um monumento temporário acabou virando o ponto turístico mais famoso da cidade (a mesma história da Torre Eiffel). Parte disso se deu a sua estrutura inovadora com cinco esferas de alumínio (que em 2006 foram reformadas com inox) de 18 metrôs de diâmetro conectadas por um cubo, imitando o formato de um átomo. Todas elas são acessíveis, com vistas de 360 graus de Bruxelas, restaurante e exposições de arte.

O que fazer em Bruxelas:

Grand Place e arredores: arquitetura gótica, batatas fritas e waffle

É o coração da cidade, a praça mais importante, onde você com certeza vai querer parar pra admirar um dos conjuntos de arquitetura gótica mais belos da Europa – Victor Hugo considerou-a a praça mais bela do mundo -, onde está a Prefeitura e suas visitas guiadas e a Casa do Rei, hoje o Museu da Cidade de Bruxelas. Nos entornos da praça, são várias lojinhas e quiosques que produzem os famosos gaufres, ou waffles, tradição da cidade. Os mais gostosos são os da típica Maison Dandoy, de 1829 – o sabor carro-chefe é o liege, amanteigado e recheado com pedacinhos de açúcar. Já as batatas fritas, que surgiram, aliás, na Bélgica, podem ser mais crocantes na Friterie Tabora (vá numa vibe relax, sem se estressar com a fila!).

*Se der sorte de conseguir programar a viagem entre agosto e setembro dos anos pares, você vai ver de perto um dos eventos mais lindos que acontece em Bruxelas. A Grand Place fica tomada por mais de 500 mil flores coloridas organizadas num maravilhoso tapete de flores. Fotogenia nível mil.

tapete-flores-grand-place-bruxelas

O que fazer em Bruxelas:

Cervejas artesanais no Bxl Beer Fest

Quem estiver por Bruxelas na última semana de agosto pode aproveitar um dos eventos mais queridinhos da cidade, o Bxl Beer Fest, festival que reúne stands de 50 cervejarias artesanais, independentes, de 10 países. Tem das lights às clássicas e até variações interessantes como a com essência de framboesa. Se der fome, carrinhos de food trucks ficam estacionados na parte externa da festança.

*No primeiro final de semana de setembro rola o Belgian Beer Weekend, quando cervejeiros de médio e grande porte tomam conta da Grand Place. Ao longo do ano, a boa é ir ao Museu da Cerveja, na Grand Place, onde você assiste a uma projeção da história e produção da bebida, visita tonéis e faz degustações.

O que fazer em Bruxelas:

Jantar suspenso com o Dinner in the Sky

Imagine participar de um jantar suspenso em frente ao Atomium, a Grand Place e outros cartões-postais de Bruxelas, com menu assinado por dez chefes premiados – e preparado por eles mesmos num balcão entre seis mesas suspensas por um guindaste.  A experiência, que dura cerca de uma semana, acontece normalmente no meio de junho, na chegada do verão. Reserve com antecedência.

O que fazer em Bruxelas:

Workshop de chocolates com um famoso chocolatier belga

Laurent Gerbaud cria chocolates artesanais combinando frutas e especiarias em Bruxelas há 17 anos. E é um fenômeno deste então, colecionando medalhas de ouro do International Chocolate Awards como a que recebeu por sua criação que mistura ganache com um toque de azeitona. Quem quiser aprender com o mestre e se aventurar na produção de chocolates pode participar de seu workshop que acontece todo sábado de manhã, das 11 às 13h, em sua loja principal e ateliê no centro de Bruxelas. Você faz e decora sua própria barra com uvas-passas, damascos, amêndoas e mais – e leva o resultado pra casa numa caixinha.

O que fazer em Bruxelas:

Tintim e a Rota dos Quadrinhos

Bruxelas é a capital mundial dos HQs. Tintim, Obelix, os Smurfs… todos belgas, todos de Bruxelas. Já são 25 anos desde que os heróis dos gibis tomaram conta de 56 murais pela cidade, número que cresce a cada ano. Pegue um mapinha e saia caminhando pelos arredores da Grand Place, especialmente pelo bairros de Laeken e Auderghem, em busca dos personagens em fachadas, muros e paredes de prédios, curtindo o charme e o peso da arte de rua na cidade (veja um mapinha oficial da rota aqui). Pra garimpar objetos relacionados aos personagens, o endereço é a Praça Sablon e suas lojinhas e antiquários e a The Cartoonist, loja preferida dos amantes dos quadrinhos. E se quiser se aprofundar no assunto, vale a visita ao Belgian Comic Strip Center, o museu oficial do assunto, e ao Museé Hergé, o museu do Tintim (mas deixe pra comprar coisinhas do protagonista na Boutique Tintin).

*Em setembro, Bruxelas sedia o Comic Strip Festival, evento que dura um final de semana e propõe ateliês temáticos, exposições, feiras, sessões de autógrafo e visitas guiadas em torno das HQs.

O que fazer em Bruxelas:

Tour por Bruxelas em um carrinho vintage

Quem já viu um Citroën 2CV sabe o culto que o carro tem. E é num modelo verde, conversível, de 1980, com cobertor xadrez no banco de trás que acontece o Brussels on Wheels, tour de 1h30 por Bruxelas, com guia-motorista que vai narrando fatos e histórias da cidade enquanto dirige pelo Palácio Real, arredores da Grand Place, o Atomium e ruas bonitinhas. O highlight é a parada numa esquina fotogênica do centro da cidade com a marcante torre da Prefeitura se destacando atrás do veículo – um ótimo cenário pra tirar fotos.

O que fazer em Bruxelas:

Jardins tropicais Royal Greenhouses of Laeken

O Royal Greenhouses of Laeken é um vasto completo de estufas monumentais, cobertas por lindas cúpulas de vidro, ao norte de Bruxelas. Ali estão as vibes mais tropicais da cidade (senão da Bélgica), onde florescem de azaleias a plantas exóticas trazidas do Congo. O único problema é que o jardim, no terreno da realeza, só é aberto ao público durante três semanas na primavera, de abril a maio.

royal-greenhouse-of-laeken

O que fazer em Bruxelas:

Mexilhões do Mar do Norte

Os frutos do mar são outra tradição culinária belga e, pra realmente conhecer Bruxelas, você precisa incluir uma boa experiência com pescados do Mar do Norte no seu roteiro. Fartura não vai faltar na imensa bandeja de caranguejos, camarões, lagostas, ostras, mexilhões e mais servida no famoso restaurante La Quincaillerie, que já recebeu até Brad Pitt. O clima é descontraído apesar da madeira, do cobre e do relógio de estação de trem que dá às boas-vindas no saguão de entrada.

O que fazer em Bruxelas:

Menu-degustação no Tram Experience

Uma viagem gastronômica pelas ruas de Bruxelas a bordo de um bondinho comandado por chefes estrelados que se revezam a cada três meses servindo menus-degustação sofisticados que variam conforme a estação – eles brincam que é como uma versão urbana de uma viagem no Expresso do Oriente. Neste ano passaram por lá os chefs Lionel Rigolet, belga dono de duas estrelas Michelin, e Kenzo Nakata, promessa na culinária belga.

tram-experience-bruxelas

*O Carpe Mundi viajou a Bruxelas a convite do Visit Brussels. O conteúdo do post reflete apenas a opinião da autora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *