O Instagram é a rede social do momento.

São mais de 95 milhões de fotos e vídeos compartilhados e 4,2 bilhões de likes rolando no aplicativo DIARIAMENTE.

E as fotos de viagem, hits da era da super autoexposição, têm um papel bem importante nessa imensa nuvem de imagens.

DICAS PARA INSTAGRAM: como cultivar um feed incrível

E agora, eu lanço a questão: ainda é possível se destacar com um perfil legal na rede entre tudo o que já existe?

A resposta, acredite, é que sim. Mas não sem uma boa dose de esforço, que vai além bem de só tirar fotos bonitas.

ondefotografarmarrocos

Antes de começar, um desabafo: dá um trabalhão tornar um Instagram popular. Não existe fórmula e nem ingrediente único, o negócio é cheio de variantes, o que funciona pra mim pode não funcionar pra você. O primeiro passo é entender uma questão básica: caso você não seja uma pessoa influente/famosa, ninguém de fora do seu ciclo social se importará com a sua cerveja de quinta ou o seu look de sexta. Então o negócio é criar interesse não exatamente pelos eventos da sua vida, mas pela maneira como você os retrata.

Onde eu quero chegar? Você precisa ter uma conta legal, com fotos bem tiradas e realmente cativantes pra conseguir – e segurar – seguidores.

Dicas para Instagram: pra isso, é preciso definir um nicho e encontrar um estilo. Primeiro, quem você vai ser no Instagram? Qual lifestyle você vai vender? De viajante? Musa fitness? Chef de cozinha? E as suas imagens, como vão ser? Edição sempre clarinha? Fotos com contraste?

Tendo isso em mente, fica muito mais fácil de se chegar num feed harmônico, todo combinadinho, no Instagram. Um dos comentários que mais se repetem no meu perfil (@anna.laura) é: que feed mais lindo! E isso não é obra do acaso. Continue a ler este post com dicas para Instagram e aprenda de vez a cultivar um perfil impossível de não seguir.

DICAS PARA INSTAGRAM: como tornar seu feed mais harmônico

1) DESCOBRIR O SEU OLHAR FOTOGRÁFICO

Desenvolver um jeito de ver – e retratar – o mundo é uma das tarefas mais importantes na vida de um fotógrafo – falo mais sobre isso neste post aqui. Seu jeitinho de fotografar tem muito a ver com o seu estilo, seu tipo de imagem preferida, com quais são os fotógrafos que te inspiram. Eu atingi o meu próprio olhar fotográfico depois de muito quebrar a cara não gostando dos meus cliques. Cartier-Bresson, lenda da fotografia, já dizia: “As suas primeiras 10 mil fotos serão as suas piores”. Ou seja, precisa ter paciência pra treinar e aprimorar suas imagens cada vez mais, até chegar numa visão autêntica em forma de fotos.

2) COMBINAR AS FOTOS ENTRE SI

Sempre procuro postar cliques que conversem entre si, com tonalidades de cores, texturas e formas que fiquem bem juntas. Por exemplo: quando viajo pra praia, procuro fotografar cenas que formem uma historinha legal e fotogênica pra postar, sempre intercalando fotos com assuntos parecidos. Uma foto de uma concha, outra do mar, outra dos meus pés numa espreguiçadeira… Também busco padronizar cores; o céu e o mar, por exemplo, gosto bem azul e sempre na mesma tonalidade – continue lendo este post pra chegar na parte de edição de fotos.

3) MANTER UM INTERVALO ENTRE CORES, PAISAGENS E CENÁRIOS

Eu não posto duas fotos seguidas do mar. Procuro evitar também duas comigo aparecendo na sequência. E também não compartilharia duas imagens de comida uma atrás da outra. É que isso quebra a estética do feed. Pra tornar um perfil do Instagram harmônico é importante aprender a mixar assuntos. Se a última foto que entrou foi azul, vale esperar mais algumas imagens pra postar outra da mesma cor. O mesmo vale pra cenários, paisagens e pessoas. Se você tem uma boa variedade de fotos de cidades, campos e praias, fica legal ir intercalando-as entre si.

4) PADRONIZAR A EDIÇÃO

Falo mais sobre edição neste post que já citei acima, mas aqui vai novamente: depois de chegar no meu olhar fotográfico próprio, aprendi a editar minhas imagens de um jeito meu, que quem vê  já sabe de cara, “são cliques da Anna”. Eu gosto, por exemplo, de intensificar laranjas e azuis e subir as sombras, mas não muito. Pra chegar nisso, uso o Lightroom. Hoje em dia tenho editado quase todas as minhas fotos com os presets do @doyoutravel e da @gypsea_lustveja mais aqui. Também gosto de usar apps como o VSCO, o Musecam e o Snapseed. Manter sempre a mesma edição faz com que seu feed combine melhor e causa mais identificação e engajamento entre os seguidores, faz com que eles passem a reconhecer seu estilo.

À direita, meu feed do Instagram pra ficar mais claro. Siga: @anna.laura

5) PRESTAR ATENÇÃO NA TRANSIÇÃO ENTRE ASSUNTOS (viagens, no meu caso)

Eu não fecho meu nicho somente nas viagens – mesmo viajando bastante, ficaria difícil manter minha conta sempre atualizada. Gosto de mesclar com imagens inspiracionais, como o meu café da manhã ou o novo livro que eu comprei, por exemplo. Imagens de chazinho da tarde com um mapa-múndi sempre bombam também, e são ótimas pra fazer a transição entre dois destinos com cenários muito diferentes. Por exemplo, introduzir fotos de Nova York depois de uma viagem ao Caribe pode fazer com que meu feed perca a harmonia. Vale tentar essas fotos de apoio (de chá, de comida, de nada em específico) pra criar uma constância, além de, mesmo já em Nova York, voltar em uma ou duas fotos do Caribe entre as novas imagens – isso sempre funciona. O ideal é só não fugir do tema: não vou postar por exemplo uma foto minha fazendo abdominal ou cozinhando.

+ COMO ALAVANCAR O SEU PERFIL: ENGAJAMENTO, CRESCIMENTO E MAIS

DICAS PARA INSTAGRAM: e você, tem mais alguma dica interessante pra compartilhar aqui?

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

19 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo