Eu, você, todos nós tomamos decisões das quais nos arrependemos nos nossos roteiros de viagem. E, muitas vezes, na próxima, repetimos os mesmos “erros” sem nos dar conta.

Aqui, algumas coisinhas que você deve prestar atenção para planejar seu próximo roteiro de viagem internacional.

LEIA TAMBÉM: 54 dicas pra viajar com pouco dinheiro
10 dicas pra quem tem medo de viajar de avião
Tatuagens de viagem legais pra você se inspirar

Erros em roteiros de viagem:

Comprar voos que saem antes das 9h da manhã

Você vai escolher o horário de voo de uma cidade para outra e pensa: claro, vou pegar o mais cedo possível para aproveitar o dia. O que acontece na prática? Você percebe na noite anterior que vai ter que acordar 4 da matina, que o metrô ainda não abriu esse horário (ainda bem que hoje tem Uber pra resolver esse problema de deslocamento), e vai chegar no hotel supercedo e não vai poder fazer check-in. Ou seja: a história acaba com você zureta de sono esperando no lobby e possivelmente com um cochilo no momento em que você entrar no quarto. E aí ninguém aproveita nada, né?

Pensar que ônibus noturnos são sempre uma boa ideia para economizar tempo e dinheiro

Eventualmente eu pego sim ônibus noturnos, mas tem que ser em trajetos bem escolhidos. De preferência para viagens de mais de 7 horas e, se possível, em ônibus com leitos. Pegar um monte de ônibus noturnos durante a viagem te deixa cansado, e tem o mesmo problema do voo muito cedo: chegar no hotel muito antes do horário do check-in. Às vezes pode não ser tão ruim “perder” um dia todo no busão, principalmente se tiver uma paisagem bonita no caminho.

Ficar só uma noite numa cidade

Erros em roteiros de viagem: à exceção de viagens de carro nas quais você está seguindo um trajeto contínuo, ficar uma noite numa cidade normalmente é correria demais. Diminua a ansiedade do “já que eu estou aqui vou ver absolutamente tudo” e corte algumas cidades do roteiro para ele ficar mais tranquilo. Voltar das férias mais cansado do que foi, ninguém merece. Duas noites é o mínimo.

Querer sempre fazer mais de um país por viagem

Gente, o mundo não vai fugir. Não precisa fazer Peru, Chile e Bolívia se você só tem 15 dias de viagem: escolha um deles. Nas próximas férias, você vai para outro. É muito mais gostoso sentir que você conhece um país a fundo. Eu já fiz um mochilão de 20 dias passando por 7 capitais europeias sem muita coerência geográfica. Foi legal, claro, mas voltei exausta e com a impressão de que eu teria que voltar para todas elas. Hoje eu teria escolhido ficar em só em dois ou três países, de preferência próximos, tipo França, Bélgica e Holanda, ou Portugal e Espanha. Continue lendo erros em roteiros de viagem.

Achar que precisa comprar absolutamente todos os transportes e passeios antes da viagem

Me surpreendo com gente que me manda dúvidas tipo “ vou viajar para Tailândia daqui a 8 meses e queria reservar o passeio de barco em Koh Phi Phi”. É legal planejar direitinho a viagem, claro, mas fazer um milhão de reservas antecipadas, além de não ser necessário, engessa seu roteiro: você fica cheio de horários e datas para cumprir, sem ter espaço para decisões ou mudanças espontâneas. O que é legal reservar antes? Voos (e trens na Europa). E hotéis em períodos de alta temporada (ou de eventos especiais) ou cidades com hotelaria muito cara (tipo Nova York). E eventualmente algum restaurante ou museu muito disputados. De resto, se deixe um pouco mais livre para decidir as coisas na hora.

Trocar muito de hotel

Esse é sempre um processo cansativo: arrumar a mala, fazer check-out, carregar a mala, chegar em outro lugar, esperar a hora do check-in, desfazer a mala. Tente planejar seus roteiros de modo que você 1) vá para menos cidades e dê mais tempo em cada uma que você vai e 2) faça mais viagens bate-volta. Em várias regiões você pode estabelecer uma base para dormir e conhecer destinos próximos indo e voltando de carro, por exemplo.

Não se dar um dia para não fazer nada

Erros em roteiros de viagem: eu já me senti muito culpada por passar um dia sem fazer nada no hotel (ou deitada num parque ou algo parecido). Uma coisa do tipo ‘”fazer nada eu faço em casa, que é de graça”. Mas pense bem: férias não é para ser seu momento de descanso, de diversão, de abstração das obrigações chatas do dia a dia? Então porque não se dar esse tempo para relaxar, descansar o celular (do wifi e das fotos) e curtir um ócio com a sua companhia de viagem? Tomar um vinho, ler um livro, ver um filme, ficar de bobeira na piscina, dormir até tarde?

Não sair do clichê

Claro, a gente quer conhecer lugares que tenham algum interesse turístico. Mas não precisa ficar sempre no basicão: se permita ir a lugares menos visitados para descobrir o que tem. Você pode fazer descobertas legais, além de fugir das multidões de turistas. Para isso, é só pesquisar em guias (Lonely Planet <3) e blogs como o Carpe Mundi 😊

Ir para muito longe e ficar pouco tempo

Tailândia, Austrália, Japão: se você vai voar para o outro lado do mundo, 15 dias é o mínimo para fazer o deslocamento e o preço da passagem valerem a pena. Mas o ideal é ter pelo menos uns 25. Lembre-se que vai levar pelo menos 24 horas para chegar até e vai rolar cansaço e jet lag nos primeiros dias.

Viajar na época “errada”

Esse é um dos mais comuns dos erros em roteiros de viagem: chegar no sul da Bahia querendo praia e pegar chuva, ir até a Provence, na França, achando que vai ver lavandas e dar com campos marrons, ir ao Caribe e pegar tempestades. Pesquise bem o clima do lugar que você quer ir no mês em que você vai viajar. E seja flexível: se você está doido pra ir a Machu Picchu em suas férias em janeiro, mas descobriu que nessa época chove muito por lá e o lugar pode virar um lamaçal, melhor mudar de destino. De novo, o mundo não vai fugir.

[parceiros][/parceiros]

Betina Neves

Seus 10 anos de experiência escrevendo sobre turismo deram o tom da linguagem do Carpe Mundi. Perita em traçar roteiros e na eterna busca pela passagem aérea mais barata, escreve um e outro post por aqui enquanto explora metrópoles insones, prova comidas exóticas e relaxa em praias vazias deste mundão.

11 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo