marrocos


Essaouira, a cidade praiana com vibe mais liberal do Marrocos

ESSAOUIRA NO MARROCOS

Vibe praiana, barquinhos enfeitando o porto, barraquinhas de crepe pelo centrinho da Medina e predinhos baixos marcados pelo branco, o bege e o azul são a cara de Essaouira.

Primeiro Essaouira ficou conhecida por suas praias propícias ao surf e ao windsurf, depois foi ganhando um clima liberal e até meio hippie num país em que a religião muçulmana dita normas e costumes e atraiu ícones como Jimi Hendrix atrás de sua atmosfera relax. E, recentemente, caiu no mapa de novo depois de seu antigo porto e sua Medina murada aparecerem em Game of Thrones. Veja neste post por que incluir Essaouira no seu roteiro pelo Marrocos.

ESSAOUIRA NO MARROCOS: CONHEÇA A CIDADE PRAIANA COM A VIBE MAIS LIBERAL DO PAÍS

Uma grande Medina com predinhos brancos e beges com detalhes azuis cercada por uma muralha que acaba no Altântico e um fotogênico porto pesqueiro enfeitado por barquinhos azuis, com gaivotas sobrevoando a cidade, marcam a familiariedade e o exotismo de Essaouira, antigamente chamada de Mogador, num país como o Marrocos.

Essaouira no Marrocos: À primeira vista, ela parece saída da francesa Bretanha – o que aliás faz sentido, uma vez que foi o mesmo francês que projetou a cidade de Saint-Malo, na região francesa, que deu vida a Essaouira. Sua organização arquitetônica, o porto antigo e a maré que seca e deixa piscininhas naturais à mostra contrastando com a bonita muralha que cerca a cidade do oceano.

Mas é só atravessar os portões dessas mesmas muralhas da Medina pra ficar evidente que Essaouira é uma cidade marroquina: banquinhas mil de objetos e artesanato colorido, muçulmanos vestidos do pé a cabeça andando pra lá e pra cá, aromas de temperos e madeira, sombras de palmeiras e o usual anúncio da salah, a reza dos muçulmanos, ecoando pelo local.

LEIA MAIS: Veja um roteiro de road trip pelo Marrocos, de Marrakech a Fez

Como é voar com a Royal Air Maroc, a companhia aérea do Marrocos

Quase na entrada das muralhas, o Taros, café e restaurante descoladinho com vibe praiana em seus guarda-sóis de palha, é o ponto perfeito pra uma bebida no fim de tarde, admirando de cima a praça principal e o porto de Essaouira. Dali você vai querer bater perna Medina adentro sem cansar de ver lojinhas vendendo pratos de cerâmica lindamente trabalhados, tapetes expostos em paredes e becos, calças, camisas e mais roupas de linho. Nas mais ousadas dá até pra achar cartazes e pinturas de Bob Marley à venda.

taros-essaouira

Mas a grande atração de compras em Essaouira são os produtos de óleo de argan:

a cidade é cercada por fazendas e reservas onde árvores de argania são cultivadas, e exporta pro mundo todo. Além de leave-ins pro cabelo e cremes pro corpo, ali você também encontra azeite de argan, 100% puro.

ESSAOUIRA NO MARROCOS

Outro espaço bem interessante é o também café e restaurante Mega Loft, com móveis retro, comida vegetariana e vegana deliciosa, música ao vivo e uma vibe funky. Só não serve bebida alcóolica. O estabelecimento fica bem próximo ao Museu Sidi Mohammed Ben Abdallah, o museu de Essaouira que funciona em um antigo riad e tem uma pequena coleção de joias, trajes, armas, instrumentos musicais e tapetes da região. Mais interessante é a Galerie des Arts Frédéric Damgaard, onde o designer de móveis dinamarqueses homônio promove os pintores locais gnawa (nômades da África subsaariana cujos rituais de cantos e danças representam hoje os principais gêneros de folclore do Marrocos). São as pinturas, principalmente as feitas com tinta acrílica, que marcam a arte em Essaouira. Os artistas locais foram influenciados pelo influxo de ocidentais nos anos de 1970 e desenvolveram ali seu próprio estilo de pintura com cores fortes, que frequentemente representam músicos ou grupos de cantores gnawa.

Comer com mais estilo é no Riad-Al-Baraka, com várias salas com mesinhas e um bar em torno de um bonito e moderno pátio com uma figueira. A cozinha marroquina tem influências judaicas (o local fica numa antiga escola judaica) e há música ao vivo. Mas se quiser fazer uma refeição que transpira a essência de Essaouira, rume ao porto e experimente o frescor das barracas de peixes e mariscos grelhados. O prato servido com pão e salada costuma custar não mais que 40 dirhans. As sardinhas são as mais saídas. São em barraquinhas azuis e brancas no caminho pro porto, dignas de fotos do Pinterest, que você também compra sucos de laranja frescos durante o dia, antes de visitar o Skala du Port.

Essaouira no Marrocos: O local, que é uma antiga fortaleza com canhões e vistas pitorescas do porto, é exatamente o cenário em que foram filmadas cenas de Game of Thrones. E, além disso, rende uma bela visita de sua torre, de onde se tira a foto oficial das ondas batendo na cidade murada de Essaouira. Descendo dali você logo chega nos fotogênicos barquinhos pesqueiros azuis, típicos da cidade, que ficam mais bonitos ao meio-dia quando a maré sobe.

marrocos-essaouira-praia

Já em sua praia com ampla faixa de areia, é ótimo caminhar no fim do dia. Mas o mar é, na maioria, de quem pratica kite e windsurf. E, na areia, você também vê donos de camelos oferecendo passeios em cima dos animais aos turistas.

ESSAOUIRA NO MARROCOS

ONDE FICAR EM ESSAOUIRA: VILLA MAROC HOTEL (diárias desde € 95)

Quatro riads do século 18 no interior da Medina de Essaouira, com vista pra praça principal e pro porto e a 10 minutos de caminhada da praia, formam o charmoso hotel, com quartos brancos e arejados decorados com madeira, vime e belos tecidos. O terraço tem ótima vista da cidade (o café da manhã delicioso é servido ali), enquanto o spa oriental oferece o hammam, famoso banho turco, e o restaurante é a escolha certa pra uma refeição intimista, com luzes indiretas e sofazinhos com almofadas baixas. Na lojinha você encontra bolsas de praia, artesanatos e azeite de argan produzido na segunda propriedade do Villa Maroc, a 10 minutos do centrinho de Essaouira e com transfers gratuitos pra passar o dia ali relaxando na piscina em contato com o verde da natureza. (RESERVE AQUI!)

hotel-villa-maroc

*O Carpe Mundi viajou a Essaouira à convite do Villa Maroc. As opiniões expressas aqui são únicas e independentes da autora deste post.

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *