itália


Caesar Augustus: hotel cinco-estrelas em Capri

Capri, no sul da Itália, é uma das ilhas mais incríveis de todo continente europeu.

Falésias e formações impressionantes como os Faraglioni, a surreal Gruta Azul, centrinhos charmosos com mil e uma lojinhas, vegetação exuberante e construções mediterrâneas imponentes como o top Hotel Caesar Augustus.

ONDE FICAR EM CAPRI:
HOTEL CAESAR AUGUSTUS

Elegância clássica, conforto ao extremo, serviço impecável, uma das piscinas de borda infinita mais legais do mundo e a vista mais bonita da baía de Capri no hotel membro Relais e Châteuax.

Muito mais que uma estadia cinco-estrelas, os atributos do Caesar Augustus são justificados pelos detalhes. Francesco Signorini, dono e gerente, conta em português que o hotel está na mesma família há três gerações. Outras mil e uma línguas são faladas pelo restante da equipe (e olha que se trata de um hotel-boutique com pouco mais de 50 quartos); a ideia é que os hóspedes se sintam tão em casa. “Capri é maravilhosa e deixa os viajantes perplexos, mas quem se hospeda no Caesar Augustus acaba mesmo encantado é com o meu hotel”, diz Francesco. Sim, senhor.

LEIA MAIS AQUI SOBRE CAPRI: 30 horas na íncrivel ilha da Gruta Azul e dos Faraglioni no sul da Itália

Ao desembarcar do ferry, dois funcionários do local te esperam no píer com um plaquinha; um leva suas malas até a BMW da propriedade, que junto com uma minivan faz o serviço gratuito de transfer até o porto, o outro puxa papo. No carro, o motorista distribui lencinhos refrescantes. São 15 minutos subindo ruelas estreitas e fazendo curvas fechadas em direção à Anacapri, o segundo núcleo de Capri. A 300 metros do nível do mar, no topo da falésia, está o Caesar Augustus.

Recepção com água aromatizada e buquês perfumados, check-in, uma olhada na sala com piano (há música ao vivo todas as noites) com coleção de antiguidades, obras de arte coloridas e livros bonitos de mesa, e, enfim, um pulo no terraço, onde há um bar expondo garrafas de Dom Pérignon, esculturas e sofazinhos. Dali dá pra avistar a baía de Capri, o Golfo de Nápoles, o vulcão Vesúvio e a ilha de Ischia. Só por um instante, a vista parece ser o mais bacana do lugar. Só por um instante.

HOTEL CAESAR AUGUSTUS

Um giro rápido pela área externa, que tem detalhes de arquitetura clássica romana em graciosos arcos, imponentes colunas e telhas de terracota, passa por outro terraço panorâmico com mesinhas e espreguiçadeiras pra assistir ao pôr do sol; uma piscina de borda infinita dupla que rende milhares de fotos; spa com cheirinho de alecrim e lavanda com banhos turcos e tratamentos faciais e corporais personalizados (uma técnica da parisiense Maison Orlane, que assina o espaço), acompanhado de uma academia com pegada rústica e janelões de frente para o oceano; jardim e horta orgânica cujos alimentos são utilizados na cozinha; e o restaurante debruçado sob o penhasco La Terrazza di Lucullo (aberto para não hóspedes), onde o mais legal são as duas mesinhas românticas ao ar livre dispostas em plataformas circulares individuais – sim, bem de filme mesmo. Em família e grupo dá pra reservar mesas grandes também em áreas separadas.

A comida é sensacional. No café da manhã, bolos caseiros, croissants fresquinhos, sucos frescos e outras delícias são servidas em cerâmicas com tons de azul e escuro e amarelo (a cara de Capri) no salão em frente à piscina. Já no jantar, não deixe de experimentar o ravióli capresi (€ 26), antiga receita da família, e a berinjela à parmegiana com abobrinha e alcachofra (€ 28). A sobremesa de baba de rum com chantilly e frutas vermelhas (€ 18) é servida num potinho de vidro.

Nos 56 quartos, distribuídos em 11 categorias (de vista jardim com 18 m² desde € 345 a opulentas suítes master com dois andares e 85 m² que não saem por menos de € 3 100), a extravagância continua. Camas king-size branquinhas, banheiros de mármore e chuveiros e jacuzzis com hidromassagem, água, vinho e cesta de frutas de cortesia, miniterraços com vista pro mar e os jardins bem cuidados da propriedade, mobiliário único em cada suíte, trazido das viagens da família Signorini pelo mundo. Há limpeza do quarto duas vezes ao dia, de manhã e perto das 19h, quando tapetinhos e pantufas são postas ao lado da cama, que também é arrumada.

quarto-hotel-capri-caesar-augustus

A estadia só acaba depois da recepção do hotel agendar e comprar seu ticket pro ferry de volta, o transfer te levar até o porto e o carregador de malas deixar suas bagagens bem posicionadas dentro da embarcação. E o resto do mundo então fica parecendo pior do que realmente é por alguns dias – não é fácil superar a síndrome de chiquetê que você adquire depois de ficar no Hotel Caesar Augustus.

PRÓS

Centrinho de Anacapri está a 5 minutinhos de caminhada + concierge organiza tudo o que você precisar + vista maravilhosa + piscina mais legal da vida + serviço nota mil + luxo everywhere

CONTRAS

Fica a 15 minutos do centrinho de Capri e o táxi cobra € 25 pelo trajeto + secador de cabelo fraco grudado na parede do banheiro + caixinha de som com entrada só pra iPhone 4s ou anterior

O VEREDITO

O Hotel Caesar Augustus oferece uma das melhores estadias da Itália. A diária pode ser um pouco elevada (desde € 345), mas vale bem por todos os mimos e serviços. Acaba que o tempo dentro do hotel é tão maravilhoso quanto o que você gasta fazendo passeios pela ilha de Capri. RESERVE AQUI!

*O Carpe Mundi viajou a Capri a convite da Smiles e com assistência do Hotel Caesar Augustus. O conteúdo deste post é independente e reflete apenas a opinião da autora.

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *