frança


Côte d’Azur: não deixe de ir à Èze Village

Parada obrigatória na viagem pelo sul da França, Èze Village tem arquitetura provençal e vegetação mediterrânea em uma colina a 700 metros do nível do mar.

O vilarejo medieval de Èze Village, no caminho de Nice para Mônaco, é a verdadeira expressão do que a Riviera Francesa é – ou deveria ser. Construída sobre as ruínas de um castelo do século XII, a village-musée, uma porção da comuna de Èze a 700 metros do nível do mar, é uma espécie de labirinto de ladeiras, escadas e muralhas para se percorrer a pé, revestidas por graciosos ateliês, bistrôs familiares, dois castelos onde funcionam luxuosos hotéis e restaurantes com estrelas Michelin, uma fábrica da perfumaria Fragonard aberta ao público e um jardim exótico com vista imbatível do Mediterrâneo, o Jardin Exotique d’Èze.

Uma tarde é suficiente para desbravar o local, mas, se quiser estender o tempo no povoado, opte por dormir no Château Eza (diárias a partir de € 270, RESERVE AQUI!) ou no Château de la Chevre d’Or(diárias a partir de € 310, RESERVE AQUI!), também ótimas oportunidades para um café ou almoço with a view. Acordar em Èze Village não é uma experiência barata, mas que pode ser uma investida e tanto se você considerar ficar por apenas uma ou duas noites no vilarejo e dispensar os entardeceres em Mônaco, por exemplo. Aliás, achados como este são exatamente o que mais surpreende na viagem ao sul da França, onde o pretensiosismo toma conta de (quase) tudo.

IMG_5769

LEIA TAMBÉM: Paris: 14 programas pela descolada região do Haut Marais

Vila medieval Èze Village, no sul da França, Mar Mediterrâneo azul
A imensidão azul do Mediterrâneo

Alugar um carro é uma boa se a ideia for se hospedar na antiga cidadela – táxis desde Mônaco custam até € 50, sendo que o percurso chega a ser feito em cerca de 15 minutos. Agora, se estiver apenas de passada, ir de ônibus é a melhor opção: são baratinhos e partem de meia em meia hora de Mônaco e de Nice (mas não funcionam de noite, fique atento aos horários das linhas). De trem não se chega lá, cuidado, inclusive, com a parada à beira-mar de Èze-sur-mer, um outro pedaço da comuna de Èze.

Terminar o passeio no Chemin de Nietzsche, trilha panorâmica de 1,6 quilômetros por onde o filósofo alemão Friedrich Nietzsche costumava vagar durante o verão na Côte d’Azur, exige algum esforço, mas, como o percurso vai montanha abaixo em direção ao mar, o pior só vem no dia seguinte – nas panturrilhas. Vale cada passo. A trilha acaba em Èze-sur-mer, onde dá pra pegar o trem rumo a Mônaco ou Nice – ou um ônibus de volta a Èze Village.

LEIA TAMBÉM: Plage Mala: conheça a praia mais bonita da Côte d’Azur

Airbnb: 14 apartamentos pra alugar em Paris lindos e baratos

IMG_57652

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *