Bonito é um verdadeiro aquário natural a céu aberto.

BONITO DICAS ECOTURISMO

Seus rios, lagos e cachoeiras cristalinas criam, com o verde do Cerrado, uma ambientação de apelo ecológico irresistível. Centro de aventura mais bem estruturado do país, não à toa Bonito ganhou repetidas vezes o Prêmio da revista Viagem e Turismo de melhor destino de ecoturismo nacional.

BONITO DICAS ECOTURISMO

Seu boom começou no início dos anos 1990 com uma proposta ousada de preservação ambiental: apenas um número limitado de visitantes teria por dia acesso às suas atrações. Coisa que funciona até hoje, mesmo com os mais de 170 mil turistas anuais. Por isso, organizar a viagem com antecedência é fundamental – as agências de turismo locais são os únicos meios de garantir vagas nas flutuações e outros passeios, já que os tours têm hora marcada e são feitos em pequenos grupos, sempre com guia. Tudo acontece dentro das fazendas, privadas ou federais, por onde correm rios e concentram-se as cavernas, grutas e trilhas. Você paga uma taxa embutida no valor do ingresso e usufrui de toda a infraestrutura dos estabelecimentos, onde normalmente também dá pra almoçar, relaxar em redes, tomar sol em espreguiçadeiras e nadar em lagos e nascentes.

BONITO DICAS ECOTURISMO

FLUTUAÇÕES E OUTROS PASSEIOS, RESTAURANTES E HOTÉIS EM BONITO: VEJA AQUI TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A VIAGEM A BONITO

COMO CHEGAR EM BONITO

A Azul tem dois voos diretos por semana, às quartas e domingos, de São Paulo a Bonito, desde R$ 1 011 ida e volta. Em outros dias dá pra voar a Campo Grande e então pegar um transfer de 4 horas até Bonito com a Vanzella Transportes, por R$ 100 o trecho por pessoa.

COMO CIRCULAR EM BONITO

As atrações ficam distantes do centro, nas fazendas. Você pode alugar um carro pra ir e vir com mais liberdade (se o orçamento permitir é a melhor opção), optar por passeios já com transporte (que são mais caros) ou pegar transfers compartilhados até os locais dos tours com empresas como a Águas Turismo, que cobra a ida e volta de R$ 20 a R$ 70 por tour, por pessoa.

macaco-prego-bonito

COM QUEM FAZER E QUANTO CUSTAM AS FLUTUAÇÕES E DEMAIS PASSEIOS EM BONITO

Há dezenas de agências na cidade. As mais tradicionais são a Big Tour e a Ygarapé. E a Agência do Peralta tem atendimento muito simpático. Os passeios, tabelados em todas as empresas, não são tão baratos: variam de R$ 50 (ingresso à Gruta do Lago Azul) a R$ 1 270 (! mergulho de cilindro no Abismo Anhumas). O bom é que, em muitos deles, você não faz só a flutuação, mas pode usufruir de toda a infraestrutura do local, que quase sempre conta com prainhas privativas em frente à agua cristalina. Se o passeio à Gruta do Lago Azul e a flutuação do Rio da Prata estiverem esgotadas em uma agência, por exemplo, é sempre válido tentar com outra – elas compram “cotas” de ingressos aos passeios e revendem aos turistas.

QUANTO TEMPO FICAR EM BONITO

Pra fazer todos os passeios com calma, uma semana é o ideal. Com menos tempo, priorize os essenciais, como a Gruta do Lago Azul, cartão-postal do destino; o Rio da Prata, flutuação mais famosa; a cachoeira da Boca da Onça, maior do estado, ou as cachoeiras da Estância Mimosa; a Lagoa Misteriosa, com impressionante visibilidade de até 50 metros; e o Abismo Anhumas, caverna submersa onde rola descida de rapel e mergulho com cilindro.

QUANDO IR A BONITO

Praticamente o ano inteiro, ainda que junho e agosto, os meses mais secos, acabem por favorecer às flutuações. Se quiser mergulhar na Lagoa Misteriosa e seu tom cristalino surreal, de abril a setembro. Já quem viaja, por exemplo, pra ver as sucuris, deve ir no período de acasalamento das cobras, entre abril e maio. Entre dezembro e janeiro, durante as férias escolares de verão, as cachoeiras ficam mais volumosas, mas a procura pelos passeios é imensa e eventuais chuvas podem deixar a água turva.

arara

BONITO DICAS ECOTURISMO

O QUE FAZER EM BONITO: AS MELHORES FLUTUAÇÕES E OUTROS PASSEIOS

O programa número 1 de Bonito são as flutuações nas nascentes dos rios. Munido de snorkel, roupa e sapatilha de neoprene e colete salva-vidas, você flutua ao lado de cardumes de peixes sendo levado pela correnteza. É importante cuidar pra não encostar os pés no fundo dos rios em nenhum momento pra não pisar sem querer em algas e corais e deixar a água mexida e turva. Um barquinho de apoio vai acompanhando o grupo e resgata quem se sente cansado após um tempo – flutuar não é tão moleza assim, você precisa forçar o corpo pra se manter ereto.

Além das flutuações, Bonito também reserva passeios à grutas com água cristalina como a Gruta do Lago Azul, cachoeiras imperdíveis, formações naturais com rica fauna e flora, trilhas pelo Cerrado e percursos de rapel. Dá pra unir tranquilamente mais de um passeio por dia, principalmente se você tiver poucos dias de viagem.

BONITO DICAS: GRUTAS

grutaazulbonito

GRUTA DO LAGO AZUL – R$ 50 (foto)

São 294 degraus pra chegar bem perto da água com uma tonalidade mágica de azul, quase que irreal. Cor que, na verdade, é nada mais que fruto da incidência do sol durante a manhã (período com ingressos mais disputados). Sua profundidade ainda é desconhecida – o máximo que um mergulhador alcançou foi 87 metros. O passeio, contudo, é de contemplação: não é permitido entrar na água.

GRUTAS DE SÃO MIGUEL – R$ 50

Há uma ponte suspensa até a abertura da gruta, que apesar de não contar com o impacto fotogênico da Gruta do Lago Azul, é um passeio legal pra aprender mais sobre estalactites, estalagmites e pérolas de cristais de calcita.

BONITO DICAS: FLUTUAÇÕES

AQUÁRIO NATURAL – R$ 187

O percurso é de apenas de 600 metros e há treinamento numa piscina antes de entrar no rio, fazendo deste o local ideal pra primeira flutuação em Bonito. A água é extremamente límpida, como num aquário, e a vegetação é abundante. Tem opcional de almoço.

NASCENTE AZUL – R$ 200

Também curtinha, tem apenas 300 metros. O azul turquesa e a fenda embaixo da água, onde dá pra praticar apneia, são os destaques. O passeio é de dia todo: na fazenda dá pra almoçar e também está o Balneário Lago da Capela, onde há um lago com tirolesa, corda bamba e cascata.

flutuacao-bonito

RIO SUCURI – R$ 202

É uma das flutuações mais famosas e extensas: pelo caminho de uma hora você verá passarem ao seu lado dourados e famílias inteiras de pacus. A transparência da água é impressionante devido à alta concentração de cálcio e os raios solares deixam rastros coloridos na superfície. O fundo do rio é branquinho, formado por caramujos calcificados. Fora da água, macacos-prego, bugios, lontras e até jacarés podem ser vistos nas margens. E o próprio nome do rio é uma homenagem às cobras sucuris, que também nadam por ali.

RIO DA PRATA – R$ 266

Em Jardim, a 60 km de Bonito, é a flutuação mais famosa do pedaço, com 1,4 km. O leito do rio é raso, com no máximo 2 metros de profundidade, e rico em peixes de todos os tamanhos (já são 50 espécies catalogadas). Em alguns pontos dá também pra observar as nascentes que brotam do fundo do leito, como se fossem vulcões d’água. Se tiver que eleger apenas uma flutuação e tiver vaga disponível: vá de Rio da Prata. E, se quiser fazer mergulho com cilindro no rio, sai desde R$ 290.

+ BURACO DAS ARARAS – R$ 65

É comum unir a ida ao Rio da Prata com esta formação geológica próxima, causada pela erosão de rochas calcárias, com 126 metros de profundidade e muitos ninhos de araras-vermelhas. O barulho das aves é intenso!

peixesbonito

BONITO DICAS: CACHOEIRAS

PARQUE DAS CACHOEIRAS – R$ 136

São seis quedas d’água cristalinas que dá pra percorrer em 3 horas de tour, numa passarela suspensa de madeira. A mais alta é a do Amor e a da Carretilha tem tirolesa com 20 metros de extensão. Tem almoço incluído.

ESTÂNCIA MIMOSA – R$ 175

São dez lindas cachoeiras com nove paradas para banho (compartilha algumas do Parque das Cachoeiras, acima). Melhor ir de manhã pra aproveitar a boa luz. Delicioso almoço regional preparado e servido no fogão depois do tour.

FAZENDA CEITA CORÊ – R$ 195

As cachoeiras e a nascente do Rio Chapena, um buraco submerso cristalino com 155 metros de profundidade, chamam turistas à atração, além do lindo pôr do sol no deck do lago da fazenda, que reflete tons rosados exatamente de frente pro pôr do sol. Para as crianças, há cavalgada.

cachoeira-bonito-ms

BOCA DA ONÇA – R$ 238 (foto)

O município vizinho de Bodoquena guarda a maior cachoeira do estado, com seus 157 metros de altura, a Boca da Onça. Pra chegar até ela há uma trilha tranquila de 4 km, passando por outras dez quedas d’água no caminho. Há rapel de 90 metros para os mais experientes.

BONITO DICAS: AVENTURA

ABISMO ANHUMAS – R$ 910 o rapel e R$ 1 270 o mergulho com cilindro

Mais desafiador dos passeios, é recomendado apenas pra quem está com ótimo preparo físico. Começa com um rapel de 3 metros até a abertura da cratera, seguido de outros 72 metros em negativo até um lago cristalino, onde se faz flutuação ou mergulho com cilindro, com profundidade de 18 metros.

LAGOA MISTERIOSA – R$ 166 flutuação e R$ 400 mergulho com cilindro (foto)

De abril a outubro, a incidência do sol nesta caverna submersa cuja profundidade não se sabe (o máximo alcançado por mergulhadores foi 220 metros), deixa seu azul ainda mais azul que nas flutuações mais azuis. Com visibilidade de até 50 metros, você pode relaxar flutuando ou mergulhar com cilindro se tiver o certificado PADI Open Water. Rende as fotos subaquáticas mais impressionantes.

BOIA-CROSS R$ 75 e ARVORISMO (R$ 118)

O trajeto tem 1,2 km de corredeiras descendo o Rio Formoso – você pode ir sentado ou deitado na boia. Fica no Hotel Cabanas, que também tem arvorismo.

LAGOAMISTERIORISABONITO

BONITO DICAS: PRAIAS

Se você quer um dia pra relaxar e não se importa tanto com o quesito beleza natural, Bonito oferece 3 opções de prainhas de rio: o Balneário Municipal (R$ 36), o Balneário do Sol (R$ 50) e a Praia da Figueira (R$ 65). Nelas você encontra piscinas naturais, tirolesas, caiaque, quiosques imersos na água… Tem a infra de passeios como a Nascente Azul, mas sem a água supercristalina – e costumam ficar lotadas pois o ingresso é mais barato.

PROJETO JIBOIA (R$ 40)

Como em Bonito a vida noturna não é lá essas coisas, é legal ter programação de noite. Com uma jiboia enrolada no pescoço, o palestrante Henrique Naufal desmistifica o universo das cobras em tom de stand-up comedy todas as noites às 19h. Ao final, você pode tirar foto com elas por ordem de chegada.

BONITO DICAS ECOTURISMO

RESTAURANTES EM BONITO: ONDE COMER

Não espere por uma grande oferta gastronômica, mas há as opções boas e certeiras pra ir uma ou duas noites. A maioria dos viajantes acaba jantando no hotel: o cansaço bate após as flutuações.

casa-do-joao-bonito

JUANITA RESTAURANTE

Comida regional, incluindo pacu na brasa e acompanhamentos tradicionais, em ambiente campestre e aconchegante. Compete com o Casa do João (abaixo) pelo título de melhor do destino.

CASA DO JOÃO (foto)

Experimente a traíra frita sem espinhos, carro-chefe do estabelecimento, seguida da sobremesa petit gâteau de guavira. O ambiente é rústico e gostosinho, com um armazém vendendo souvenirs, artesanatos e produtos típicos do Pantanal. Está entre os preferidos de locais e turistas em Bonito.

Restaurantes em Bonito: tem alguma sugestão? Deixe aqui nos comentários!

TABOA BAR

Bar com paredes grafitadas pra petiscar iscas de jacaré com melaço de cana e provar das cachaças artesanais servidas com mel, canela, guaraná e ervas.

BONITO DICAS ECOTURISMO

HOTÉIS EM BONITO: ONDE FICAR

POUSADA DO PERALTA (diárias desde R$ 180)

Hospedagem simples, com bom custo-benefício, conforto básico nos quartos, café da manhã delícia com pães e bolos feitos na hora e a companhia de araras selvagens que se juntam ao espaço algumas manhãs pra alegria dos hóspedes do Seu Peralta. Ali também funciona uma agência de turismo, o que facilita bastante a viagem, com expedições ao Pantanal. Se a ideia for gastar pouco na noite, a opção é sem erro.

pousada-do-peralta-bonito

WETIGA HOTEL (diárias desde R$ 374)

Hotéis em Bonito: enormes troncos de aroeira e vasos de argila colorida compõe a decoração do lobby do hotel, com infra que surpreende pelo valor que se paga na hospedagem. A área de lazer é completa: há piscina externa, piscina térmica, spa, academia, recreação e sala de jogos.

POUSADA ÁGUAS DE BONITO (diárias desde R$ 382) – foto à direita

Hotéis em Bonito: com uma área verde gostosa, piscina externa e aquecida com spa e sauna, serve a chamada merenda pantaneira no fim da tarde, com quitutes da culinária local.

HOTEL CABANAS (diárias a partir de R$ 470) – foto à esquerda

Hotéis em Bonito: como explica o nome, a maioria das suítes ficam em cabanas de madeira elevadas. Tem quem venha só passar o dia e participar das atividades do hotel, que tem boia-cross e arvorismo (leia mais acima, em passeios). A vantagem é estar colado do Rio Formoso, com a comodidade de curtir essa interação com a natureza sem fazer passeios.

HOTEL SANTA ESMERALDA (diárias a partir de R$ 679 em meia-pensão)

Hotéis em Bonito: os chalés rústicos e charmosos, com quartos aconchegantes, são serpenteados pelo Rio Formoso, onde dá pra fazer flutuação a um passo, sem sair do hotel. O restaurante de parede de tijolinhos tem vitrais que dão um toque especial e o café da manhã é lotado de delícias como pães e bolos caseiros e mel fresquinho.

Hotéis em Bonito: tem alguma sugestão? Deixe aqui nos comentários!

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

7 comentários

Deixe seu comentário

voltar ao topo