estados unidos


Melhor época pra ir a Miami: mês a mês com clima, eventos e liquidações

A melhor época para ir a Miami vai depender da intenção da sua viagem.

O clima é quase sempre agradável, com algumas época mais chuvosas, e determinados meses são melhores para compras ou festas ou eventos de arte. Veja nosso calendário abaixo pra descobrir a melhor época para ir a Miami pra você.

miami-salva-vidas-casinha

Melhor época para ir a Miami: calendário mês a mês

JANEIRO

A ÉPOCA: É o mês mais frio do ano em Miami, ainda assim com temperaturas amenas: mínima de 15 graus e máxima de 24. É também o auge da alta temporada e dos preços das hospedagens. Festas bombam, ruas estão favoráveis para o people watching de gente bronzeada e shoppings ficam cheios.
COMPRAS: Logo após o Ano-novo (dia 1º a maioria das lojas e supermercados abrem), já começam promoções para se livrar das roupas de inverno. Faz sucesso a liquidação semianual da Victoria’s Secret, com descontos de até 60% (leia-a calcinhas por US$ 3,99). Dia 16, o feriado do dia do Martin Luther King também traz boas ofertas.
EVENTOS: As fotogênicas construções em tons pasteis da Ocean Drive sediam o Art Deco Weekend, com uma enorme feira de comida, shows, exposições, sessões de cinema ao ar livre e tours guiados que explicam sobre o estilo arte déco na cidade. No fim do mês a Universidade de Miami organiza o Festival Miami, um dos mais cult da cidade, com 30 shows de música clássica, jazz e bandas independentes latino-americanas.

Fevereiro

A ÉPOCA: Temperatura um grau mais quente do em janeiro e pouca chuva; água do mar com em média 24 graus. A cidade segue cheia e festiva, como dita a alta temporada. Pode ser a melhor época para ir a Miami.
COMPRAS: No feriado do mês, dia 20 (o Washington’s Birthday) tem descontos maiores na queima de itens de inverno.
EVENTOS: O Valentine’s Day, dia 14 (quando também há algumas promoções especiais nas lojas) enche a cidade de corações, arranjos elaborados nas floriculturas e menus especiais nos restaurantes. O festival Food and Wine, organizado pela maior revista de gastronomia americana, acontece em várias partes do país, mas o de South Beach é um dos mais prestigiados. Festas, degustações e palestras recebem chefs-celebridades, cozinheiros emergentes e produtores de vinho e cerveja – compre ingressos (desde US$ 20) com alguma antecedência. Já o Art Wynwood traz design, arte e moda de 70 galerias mundo afora.

wynwood

Melhor época para ir a Miami: calendário mês a mês

Março

A ÉPOCA: Um dos meses mais agradáveis em Miami, quando a máxima aumenta para 26 graus, e há pouca chance de chuva chatear sua viagem. Preços dos hotéis continuam altos e sobem ainda mais por causa do Spring Break e dos festivais, que rolam em peso – reserve com folga.
EVENTOS: As datas da famoso Spring Break variam entre as escolas do país, mas o grosso da galera baladeira vai invadir South Beach entre os dias 4 e 26 de março – para quem vai com crianças, melhor evitar South Beach nessa época. Entre os dias 3 e 12, acontece um dos mais notórios festivais da cidade, o Miami International Film Festival, que traz longas, curtas e documentários de várias partes do globo – a maior parte das exibições é aberta ao público em locais como o Olympia Theater e a The Temple House. A fase mais legal do Carnaval de Miami, que celebra a cultura latina, é o El Festival de la Calle Ocho, um a feira de rua que ocupa 19 quarteirões em Little Havana com quiosques de comida e palcos com salsa, merengue e outros ritmos caribenhos. Dia 17, o St. Patrick’s Day é comemorado com muita cerveja de decoração verde nos bares. Jovens pintados de tinta florescente vão pirar com as luzes psicodélicas e as batidas eletrônicas doUltra Music Festival, que rola no Bayfront Park.

Abril

A ÉPOCA: Começa aqui informalmente a temporada de verão, com mais gente dentro da água na praia – frio você não passa mais; a mínima é 20 graus. As tarifas dos hotéis começam a baixar.
COMPRAS: No fim de semana do dia 16, a Páscoa traz algumas promoções de primavera – e, após a data, chocolates também entram em liquidação.
EVENTOS: Dia 15 começa a temporada de playoffs da NBA (as eliminatórias): boa hora pra ver o time local de basquete Miami Heat na super American Airlines Arena.

Maio

A ÉPOCA: O mês marca um intervalo estratégico entre a alta temporada e o calorão do verão que está por vir. Hotéis diminuem as diárias, a cidade esvazia, é provável que haja promoções de passagens aéreas. O nível de precipitações aumenta consideravelmente; podem ocorrer algumas tempestades.
COMPRAS: Segunda-feira, dia 29, é o feriado Memorial Day, que sinaliza o fim do ano letivo nas escolas e faculdades – espere um fim de semana bem atribulado na cidade. Há promoções nas lojas de sexta a segunda. Quem conseguir encontrar ainda alguma roupa de inverno compra a preço de banana.
EVENTOS: Na semana que antecede o Memorial Day rola o festival de hip hop Urban Beach Week, um evento meio barra pesada durante o qual os moradores de South Beach viajam (ou não saem de casa), se puder, evite.

roteiro-viagem-miami

Melhor época para ir a Miami: calendário mês a mês

Junho

A ÉPOCA: A partir de junho, a cidade recebe famílias em férias escolares americanas, mas o clima não é tão amigável: calorão de 30 graus e o maior nível de precipitações do ano. Reserve restaurantes concorridos com antecedência, principalmente dia 18, Dia dos Pais americano. Diárias dos hotéis têm preços bem mais baixos do que na alta temporada. Também tem início aqui a temporada de furacões, que vai até novembro; fique atento às previsões antes de embarcar.

Julho

A ÉPOCA: Termômetros batem 32 graus e brasileiros vêm em massa e se unem a famílias de americanos de férias. Pode esperar até 15 dias de chuva.
COMPRAS: Em 4 de julho, o Dia da Independência (que traz shows de fogos a várias partes da cidade), algumas lojas dispõe promoções. Já no fim do mês as roupas de verão começam a entrar em liquidação.
EVENTOS: O mês todo rola o Miami Spa Month, quando alguns dos mais spas mais bacanas da cidade tornam-se mais acessíveis: a maior parte dos tratamentos passa a custar entre US$ 109 e US$ 139 para sessões de 30 até 90 minutos. O The Spa no hotel Setai by Themae e o The Spa do Miami Beach Edition tiveram boas ofertas em 2016.

BalHarbour-(1)

Melhor época para ir a Miami: calendário mês a mês

Agosto

A ÉPOCA: Mês mortinho para o turismo, com clima muito quente, chuvas abundantes e nenhum feriado.
COMPRAS: Escolas e faculdades voltam às aulas no meio de agosto e aí a queima de estoque de verão vem com tudo.
EVENTOS: De 1º de agosto até 30 de setembro rola o Miami Spice, período em que os restaurantes participantes servem refeições com entrada, prato principal e sobremesa a US$ 23 no almoço e US$ 39 – é a oportunidade de comer em lugares ótimos como o Zuma, o Sarsaparilla Club e o Alter a preços módicos.

Setembro

A ÉPOCA: Clima segue parecido com agosto, levemente mais ameno, mas é um bom intervalo entre as férias de verão e a temporada de inverno.
COMPRAS: Dia 4, segunda-feira, é o feriado do Dia do Trabalho, o Labor Day – o fim de semana que o antecede é recheado de promoções nas lojas, inclusive de eletrônicos.

zuma-miami

Melhor época para ir a Miami: calendário mês a mês

Outubro

A ÉPOCA: Mês muito úmido, com mínima de 22 e máxima de 29 graus. Bons preços no hotéis se comparado à temporada de inverno que está por vir.
COMPRAS: O feriado do mês é dia 9, o Columbus Day. Continuam os descontos nas coisas de verão e os itens de inverno já começam a parecer.
EVENTOS: O iii Points Music Festival enche o bairro descolado de Wynwood durante três dias com bandas e DJ’s majoritariamente de música eletrônica – esse ano vai ter The XX e Gorillaz. O Halloween é especialmente animado: há festonas como a Miami Halloween Yacht Party, que rola dentro de um iate e desfiles de fantasias como o Lincoln Road’s Live Halloween Costume Parade.

Novembro

A ÉPOCA: Sinaliza o começo do inverno, com temperaturas entre 19 e 26 graus – a temperatura da água do mar ainda é morninha e chove pouquíssimo. Os preços dos hotéis estão relativamente módicos. Pode ser a melhor época para ir a Miami.
COMPRAS: Dia 11 é o feriado Veteran’s Day, com algumas promoções. Mas o suprassumo das compras é o dia de Ação de Graças, o Thanksgiving – este ano dia 23 -, que antecede a famosa Black Friday. A maioria dos shoppings abre na quinta das 18h à 1h e na sexta das 6h às 10h, como o Aventura Mall, o Dadeland Mall e o The Falls. O Dolphin Mall funciona na madrugada para uma maratona consumista, das 18h horas de quinta até às 23h de sexta – lembrando que ele mistura lojas normais com outlets, ou seja, nesses últimos você terá os descontos da Black Friday em cima das ofertas habituais. Por esse motivo o lugar a se estar na Black Friday é o Sawgrass Mills, um dos maiores outlets dos Estados Unidos, com 350 lojas. Este ano, o lugar vai abrir das 10h à meia-noite na quinta e das 6h às 22h na sexta.
EVENTOS: A partir do dia 2 (até janeiro), o Tropical Park abriga o Santa’s Enchanted Forest, um parque de diversões enorme com mais de 3 milhões de luzinhas natalinas, jogos e atrações radicais. No fim de novembro, outros eventos acompanham o Thanksgiving, como o Miami Book Fair International, uma das maiores feiras do livro dos EUA. No dia 25, o bonito Bayfront Park recebe food trucks e uma árvore de Natal de 15 metros de altura é acesa pela primeira vez para a multidão.

Dezembro

A ÉPOCA: Faz friozinho, mas não muito: a média diária é 21 graus, e os dias são mais curtos mas seguem ensolarados. A cidade fica cheia especialmente nas duas últimas semanas; brasileiros que vão curtir o fim do ano batem cartão junto com americanos que vêm de partes mais frias do país em busca de calor – os preços dos hotéis disparam, dando início à alta temporada.
COMPRAS: Dezembro é possivelmente o mês mais propício para compras nos Estados Unidos. Depois do Thanksgiving, muitas lojas continuam em promoção. As prateleiras são então abastecidas para o Natal (não vai faltar o seu número de sapato, por exemplo) e há produtos extras que não são encontrados em outras partes do ano. No dia 25 pouquíssimos estabelecimentos ficam abertas, com exceção das farmácias Walgreens e CVS e do Walmart. É um bom momento para recarregar as energias para o dia 26, quando a queima de produtos de Natal traz descontos entre 50% e 90% – as promoções se estendem pelos dias seguintes.
EVENTOS: Miami virou referência em arte contemporânea depois que passou a receber a sofisticada feira suíça Art Basel, quando celebs e colecionadores vão comparecer às festas de gala e comprar obras de 269 galerias que expõe mais 4 mil artistas do mundo todo. Para o público geral (o ingresso custa US$ 47), é como ir a um enorme museu com o melhor da produção contemporânea em várias feiras espalhadas pela cidade. O Ano-novo tem múltiplas opções de celebrações: a maior festa gratuita da cidade acontece no Bayfront Park (sempre ele), com fogos e shows musicais. Também na faixa, a festa da Ocean Drive, em South Beach, tem disparo de fogos e música ao vivo das 21h às 2h. Dentro dos hotéis o agito é sofisticado e custa caro: o must é o Fontainebleau, onde ano passado teve show do Justin Bieber. A balada Nikki Beach inclui na noitada jantar de alta gastronomia do chef Frank Ferreiro.

+ MIAMI E ORLANDO NO CARPE MUNDI

Melhor época para ir a Miami: curtiu? Deixe um comentário 🙂

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *