tailândia


Dicas de Railay Beach, na Tailândia, pra ver mar clarinho e penhascos imensos

Pertinho de Krabi e somente acessível por barco, Railay Beach é uma das praias mais visitadas da Tailândia.

Railay Beach é na verdade uma península com quatro praias principais: East Railay, onde chegam os barcos e há comércio, West Railay, a mais bonita pra passar o dia e curtir o pôr do sol, com uma porção de restaurantes e hotéis, Phranang, a 5 minutos de trilha de East Railay, onde fica uma grande caverna, e Tonsai, a 15 minutos de trilha ou 5 de barco, onde ficam bares de reggae habitados por mochileiros. O visual é impressionante, graças ao mar clarinho e os paredões gigantescos de pedra calcária que atraem escaladores do mundo todo. Bom saber que Railay não é nenhum segredo: na alta temporada, de dezembro a março, fica bastante cheia – não espere exclusividade; mesmo ficando em hotéis de luxo você vai ter que dividir a areia com uma galera.

COMO CHEGAR A RAILAY BEACH?

Para ir a Railay você precisa ir até Krabi e de lá percorrer mais 20 km até Ao Nang. Dali, são mais 15 minutos de barco até Railay. Chegando no aeroporto ou na rodoviária de Krabi é só falar que quer ir para Railay que rapidinho organizam o traslado pra você. Procure chegar durante o dia, até umas 15h; mais tarde podem não haver barcos.

VALE A PENA FICAR EM AO NANG?

Ao Nang, a 20 km do centro de Krabi, concentra uma série de hotéis e comércio ao redor de uma praia meio suja com faixa de areia estreita e mar lotado de barcos. Eu não acho que vale a pena ficar ali por isso: a praia não é legal e o centrinho também não é essas coisas, então você necessariamente vai ter que pegar barco pra ver o que interessa. Eu acho muuuuito melhor se hospedar em Railay Beach, Ton Sai ou Phi Phi.

ONDE FICAR: RAILAY BEACH OU TONSAI?

Depende do seu perfil. Railay tem mais famílias e casais que se acomodam em hotéis bacaninhas, como o Railay Princess Resort & Spa (diárias desde R$ 249) e o Bhu Nga Thani Resort & Spa (desde R$ 455). Tonsai concentra a galera da yoga, escaladores, bares legalize e hotéis simplinhos – sugiro o Mountain View ou o Green Valley (diárias desde R$ 60).

O QUE FAZER EM RAILAY BEACH E TONSAI?

RAILAY

O negócio ali é passar o dia esticado na praia, claro – tem mocinhas tai fazendo massagem na areia por R$ 20. Quando o sol arrefecer, você pode alugar um caiaque ou prancha de stand up paddle e ir até a praia de Phranang, onde fica a curiosa caverna Princess Cave, que abriga uma porção de figura fálicas que simbolizam prosperidade. Outro programa é seguir as placas que apontam para o View Point e a Lagoon: subindo por uma trilha de raízes na mata você chega rapidinho ao mirante, com uma vista linda para o panorama rochoso. Dali, se tiver fôlego, são mais uns 40 minutos de caminhada/escalada por cipós e escadinhas até dar na lagoa, uma porção de água salgada verde dentro da montanha – você só vê um pedacinho de céu no topo. Um lugar muito doido.

O pôr do sol em Railay Beach é épico: todo dia um show de cores no céu. Se acomode nas esteiras do bar Flame Tree Railay, direto na areia, e deixe o dia findar. Ali está uma ruazinha de areia cheia de lojinhas e restaurantes baratos de comida tailandesa, árabe e indiana. Para um jantar mais sofisticado, procure os restaurantes dentro do hotel Rayavadee. Dica esperta: caminhe em direção ao Garden Resort, em Railay East, até o bar Tew Lay Bar Railay, para um drink: a vista para o mar e as mesas colocadas em cima das árvores são demais.

Railay também é ponto de partida para uma série de tours de barco. Vá na parte da tarde para não ter que encarar a hora do rush dos barcos para Hong Island ou para o 4 Island Tour que vale a pena. Se quiser ir até Maya Bay e Phi Phi daqui também rola, mas saiba que ali tem sempre muuuuuita gente e uma procissão de barcos.

TONSAI

Eu fiquei em Tonsai e amei. A praia em si não é tão boa quanto Railay e pode ter um pouquinho de lixo na faixa de areia estreita, mas mesmo assim é gostosa para passar o dia vendo o pessoal escalar os paredões – e, de qualquer jeito, Railay está a 15 minutos de caminhada por uma trilha fácil na mata. Eu cheguei a fazê-la no escuro, mas não é o ideal. Se você estiver em Railay de noite pode pegar um barco pra voltar.

Tonsai tem basicamente duas ruas e uma vibe mega relaxada. Quase todos os dias tem aula de yoga num estúdio bem no início da rua, vindo da praia, por doação; eles deixam um cavalete com os horários. O café da manhã é de lei as panquecas do café do hotel Chill Out, feitas pela “mamma”. Mais a frente tem uma série de restaurantes tailandeses e hoteizinhos e uma rua cheia de bares com galera ouvindo reggae e fazendo slackline. O melhor lugar pra comer do pedaço é o Mama’s Chicken Restaurant. Ton Sai é bem rústico, mas para quem curte destinos de praias ripongas é uma delícia.

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Há 2 comentários para “Dicas de Railay Beach, na Tailândia, pra ver mar clarinho e penhascos imensos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *