A Copa e as Olimpíadas trouxeram um boom turístico (e, consequentemente, hoteleiro) ao Rio. Uma cidade renovada, revitalizada e agora com mais de 50 mil leitos a oferecer – em contrapartida a uma rede hoteleira estagnada há décadas e com pouco mais de metade dessa oferta de camas antes. Alguns deram certo, outros nem tanto (reflexo da economia naufragada) e novos nomes começam agora a aterrissar pela cidade. A vantagem ao turismo segue, com uma ampla oferta de hospedagem, variando de hostels moderninhos a hotéis-boutique charmosos e cinco-estrelas dignos de seu valor. Selecionamos aqui 8 opções espertas de hotéis com pegada boutique, passando pelos principais bairros, pra se hospedar no Rio de Janeiro.

8 hotéis com pegada boutique pra se hospedar no Rio de Janeiro

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Selina Lapa (diárias desde R$ 40 no quarto compartilhado e R$ 160 no privado)

Casarão antigo que no passado foi lar do clássico hotel Bragança, na Lapa, o Selina chegou ao Rio há pouco tempo mesclando hotel-boutique e hostel. Com ambientes descolados e aconchegantes, incentiva total imersão ao lifestyle carioca, com uma série de programas para os hóspedes (também abertos ao público geral) como festas, shows e aulas de yoga no rooftop. Por lá há até uma rádio própria – a Lapa55 Radio – que alegra todos os ambientes com bons hits. O restaurante serve café da manhã bem completo, com ovos mexidos, pão, café, frutas e suco natural, petiscos e hambúrgueres no almoço e na janta e ótimos drinks como o mojito de tangerina ao fim do dia. Encantos à parte, por ter unidades em outros lugares do mundo, o Selina é ainda um ótimo lugar para conhecer pessoas de todas as tribos e trocar experiências bacanas. RESERVE AQUI!

LEIA TAMBÉM: O que fazer na Lapa, o bairro mais boêmio do Rio de Janeiro

janeirohotelleblon

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

JANEIRO Hotel (diárias desde R$ 1 042)

Da vista da janela dos quartos, que espelham a Praia do Leblon, ao cardápio de seus dois restaurantes, tudo no JANEIRO Hotel é uma boa experiência. Não à toa, o hotel é uma criação de Oskar Metsavath, fundador e diretor criativo da Osklen. Seguindo a tendência dos cinco-estrelas do Rio, a hospedagem busca preservar a bossa carioca e faz isso com louvor na decoração intimista dos quartos e instalações. O bar do hotel é ótimo para ver e ser visto. Lá uma boa pedida é o combo Oyster Nigh, prato com seis unidades de ostras, acompanhado pelo Cocktail Di Mare, que mescla vinho branco, limão e avelã. Do rooftop com piscina, a foto icônica enquadra o Morro Dois Irmãos na janela de vidro redonda da lateral. RESERVE AQUI!

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Yoo2 Rio Hotel (diárias desde R$ 416)

A prova de que um hotel bacana e moderninho não precisa ser caríssimo. Na Praia de Botafogo, tem design do mestre Philippe Starck com peças do Yoo Studio – o escritório de Starck – adaptadas ao clima carioca, um rooftop incrível com piscina onde é difícil parar de fotografar o Pão de Açúcar e o Cristo e os tais preços convidativos se comparados ao padrão dos hotéis-boutique da cidade: as diárias são desde R$ 416. No Cariocally Resto & Bar, o chef Marcelo Schambeck serve pratos criativos que valorizam ingredientes nacionais como o polvo grelhado com arroz de jambu. Já nas acomodações, janelas que vão quase do chão ao teto desvendam a Baía de Guanabara e chamam a atenção o teto com figuras de palmeiras e a cabeceira coloridona decorada com parquet feito à mão. Os shampoozinhos são Granado, o enxoval de cama e banho é Trussardi e tem biscoito Globo e água de cortesia. RESERVE AQUI!

yoo2riohotel

yoo2rio

annalaura_betinaneves

intercityyoo2rio

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Emiliano Rio (diárias desde R$ 1 575)

A boa iluminação natural marca o edifício, cuja fachada viva formada por painéis vazados deixa a luz e a ventilação naturais entrarem sem comprometer a privilegiada vista. Seu projeto arquitetônico resgata o modernismo brasileiro em seu interior através do uso da madeira, da escolha da paleta de cores neutras e de mobiliário assinado por designers dos anos de 1950. Nos 90 quartos, com sistema de automação implementado, o conceito de “suíte spa” está presente, unindo hospedagem e tratamentos terapêuticos. Um enorme jardim vertical se destaca no restaurante Emile, cujo cardápio valoriza produtos frescos e artesanais. A piscina em formato de L com deck molhado tem borda infinita debruçada sobre a Avenida Atlântica e o infinito do mar de Copa. RESERVE AQUI!

emiliano-rio

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

LSH Hotel (diárias desde R$ 378)

Se hospedar na Barra fica mais interessante quando no LSH. O hotel se declara um ambiente que proporciona lifestyle, conceito que se traduz na fachada piramidal do edifício (para que a praia em frente ao prédio não tenha a iluminação solar arruinada pela sombra do arranha-céu), na iluminação intimista dos quartos, na música lounge constante nos ambientes comuns, no design arrojado com piso elegante (mas sem ostentação) de mármore turco e na décor descolada com espreguiçadeiras-cama adentrando a piscina. Piscina, aliás, que conta com uma sacada esperta além da borda infinita: o fundo de vidro, por onde você pode ver os hóspedes nadando. No mais, a academia é super bem equipada e há bikes disponíveis para alugar. RESERVE AQUI!

lsh-barra

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Hotel Fasano Rio de Janeiro (diárias desde R$ 1 498)

Saguão com móveis à la anos 50, funcionários usando uniformes vintage e piscina no rooftop com bordas de mármore (talvez a mais Instagramável da cidade): estilo é o que não falta no Fasano, cujo projeto, o primeiro de Philippe Starck no Brasil, reverencia o espírito da arquitetura e do design brasileiro dos anos 1950 e 1960 e homenageia a gloriosa época da Bossa Nova. A unidade da capital carioca conta ainda com o plus da cobiçada localização, tendo como cenário o Arpoador, o Morro Dois Irmãos e o Corcovado. Todos os quartos contam com varanda com chão de tábua corrida, lençóis de algodão egípcio e travesseiros de pena de ganso e confortáveis cadeiras projetadas pelo designer Sergio Rodrigues. RESERVE AQUI!

fasano-rio-de-janeiro

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Prodigy Santos Dumont (diárias desde R$ 298)

O grande diferencial do hotel é o fato dele estar conectado ao Aeroporto Santos Dumont e ao Shopping Bossa Nova Mall, proporcionando uma facilidade infinita a quem está de passagem pelo Rio e vai ficar apenas uma noite na cidade, por exemplo – a recepção conta com confortáveis poltronas de espera e painel de horários de voos. Mas a razão do por quê ficar ali se estende também a seu preço em conta (diárias desde R$ 298), sua ótima oferta gastronômica (o Orla 21 é o bar e restaurante do hotel, ótimo pra aperitivos e drinks, e o Xian Rio, anexo ao shopping, com paredes todas envidraçadas, serve sushis, sashimis e ostras crocantes empanadas em farinha panko) e, principalmente, seu rooftop com piscina com vista para a Baía de Guanabara, a apenas 900 metros dali. Você curte a manhã ou a tarde ali sem pressa, observando aviões indo e vindo, o Pão de Açúcar de um lado e o Cristo Redentor de outro. RESERVE AQUI!

ONDE SE HOSPEDAR NO RIO DE JANEIRO

Santa Teresa Rio MGallery (diárias desde R$ 784)

Localizado numa histórica fazenda de café de 1850, num edifício luxuosamente reformado, o Santa Teresa Hotel RJ MGallery é um verdadeiro refúgio urbano de estilo boutique no coração da boemia de Santa Teresa. Quartos com linda décor inspirada nas épocas de auge do café e do cacau aliam peças de design a artesanato e móveis de madeira, o restaurante premiado Térèze serve pratos com toque gastronômico latino-americano, o descolado Bar dos Descasados é um charme pra brindar, o Le Spa tem experiências autênticas que valorizam ingredientes tradicionalmente brasileiros como a massagem à base de óleo de café verde e a piscina em meio a uma densa vegetação com bela vista para a cidade promete pores-do-sol inesquecíveis. RESERVE AQUI!

santa-teresa-m-gallery

santateresariomgallery

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo