planejamento


7 dicas de ouro pra economizar em uma viagem internacional

Viajar para fora do Brasil não precisa significar gastar rios de dinheiro.

Aqui vão sete dicas de ouro que valem para qualquer trip internacional e que devem garantir férias mais econômicas.

LEIA TAMBÉM: 54 dicas pra viajar com pouco dinheiro
18 dúvidas sobre seguro de viagem respondidas

23 lugares baratos para viajar no exterior: programe suas férias de 2018 já!

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Viaje na baixa temporada

É uma boa estratégia para conseguir melhores preços em passagens aéreas e hospedagem. É só pesquisar sobre o destino desejado antes de ir: todo lugar tem brechas durante o ano quando o clima é agradável e os preços são atraentes. Ir à Europa e aos Estados Unidos em julho, por exemplo, auge das férias de verão desses países, pode significar pagar o dobro na passagem do que ir em maio, quando o clima é inclusive melhor. Além do alívio no bolso, a viagem fora dos meses mais concorridos e feriados costuma ser mais tranquila, evitando filas e superlotações.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Compre passagens aéreas com milhas

Uma excelente forma de economizar é adquirir voos com milhas do cartão de crédito ou milhas provindas de viagens anteriores. Mesmo quem não tem milhas acumuladas pode usar, por exemplo, a MaxMilhas, através da qual você compra passagens usando as milhas de quem deseja vender, num sistema prático e seguro.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Varie suas opções de hospedagem

Abrindo mão de alguns pequenos luxo, como café da manhã incluso na diária e banheiro dentro do quarto, você consegue economizar um bocado – se topar em ficar em quarto coletivo em um hostel, mais ainda. Outra ideia é procurar alternativas a hotéis: no Airbnb, por exemplo, você encontra uma série de casas, apartamentos e quartos para alugar por preços atraentes. Para quem viaja em grupo essa é sem dúvida a opção mais econômica.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Fuja de restaurantes pega-turistas

Em grandes metrópoles que recebem muitos turistas, como Roma, Nova York e Paris, o número de restaurantes pega-turistas, com preços altos e comida medíocre, é proporcional. Por isso, capriche nas pesquisas antes de ir: descubra em blogs e guias as melhores pedidas gastronômicas do lugar, que muitas vezes passam despercebidas no meio da multidão. Outra ideia é comprar alguns itens em mercados e feiras para fazer lanches e refeições no seu hotel.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Segure a mão nas compras

Se você diminuir ou até eliminar as compras das suas viagens os gastos caem consideravelmente. Se for aos Estados Unidos, lugar onde as tentações ao consumo são fortes, programe suas compras antes de chegar: veja o que você realmente precisa e o que de fato vale a pena comparando os preços com os do Brasil. Outra dica para os EUA é aproveitar os cupons de desconto encontrados na internet tanto para compras online quanto em lojas físicas – veja sites como o Retail me Not, Coupons, DealsPlus e o DealCatcher. Sites de outlets também costumam oferecê-los.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Use transporte público

Dá preguiça, a gente sabe, mas se contar cada vez que escolher ônibus e metrô em vez de táxi e Uber vai perceber o tamanho da economia. Bom saber que em vários destinos há passes e cartões de transporte válidos por um determinado número de dias que acabam saindo mais baratos do que comprar bilhetes unitários. Antes de pegar seu voo, cheque qual o melhor jeito de ir do aeroporto ao centro antes de pular nos táxis, que costumam ser caros.

DICAS PARA ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Procure tours e passeios gratuitos

São amplamente oferecidos pelo mundo todo os chamados “free walking tours”, passeios guiados a pé que funcionam à base de gorjetas e costumam ser uma ótima introdução sobre a cidade onde estão. Se os museus do destino visitado forem pagos (em Londres, por exemplo, todos são gratuitos), pesquise se há algum dia e/ou horário em que oferecem ingresso livre, e também aproveite atrações grátis como monumentos, galerias de arte, parques e feiras. É sempre bom também ficar atento ao calendário de eventos da cidade: na Europa, por exemplo, são oferecidos diversos shows e festivais gratuitos nos meses mais quentes.

museu-artes-lyon

* Publiposts são conteúdos patrocinados que julgamos úteis para os leitores do Carpe Mundi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *