planejamento


10 dicas pra lidar com a depressão pós-férias e voltar melhor à rotina

Não é frescura: se reencaixar na rotina depois das férias pode ser doloroso.

E, apesar do esforço de fazer tudo voltar ao normal, o choque pode trazer dor de cabeça, angústia, ansiedade, insônia, desânimo, entre outros. É a chamada depressão pós-férias, que surge normalmente nas duas primeiras semanas de trabalho após as férias e atinge cerca de 23% dos brasileiros segundo um estudo feito pelo braço nacional da International Stress Management Association (Isma).

LEIA TAMBÉM: Tensão pré-viagem: você não sofre disso sozinho! Veja como resolvê-la aqui

Retiros espirituais: vem ver onde fazer sua viagem zen pra acalmar a mente

Então… como ajustar a vida depois de uma longa viagem? Veja aqui 10 dicas pra sofrer menos com a depressão pós-férias e deixar a volta à rotina mais facilmente.

1) Aceite – e abrace – o fato de que a vida normal é muito mais monótona que uma viagem

Sim, a gente compara e muito quando volta de viagem: o cotidiano é muito mais parado e sem graça que as férias. O que não precisa significar algo ruim. Afinal, a gente normalmente volta de viagem num ritmo mais frenético que o de costume e demora um pouco pra euforia passar. E é nessa hora que vale a pena refletir sobre como também é bom diminuir o ritmo, repor as energias e descansar.

2) Evite marcar a volta da viagem para o último dia das férias

Pode parecer tentador aproveitar cada segundo extra de férias, mas a real é que voltar pra casa no último dia do seu break só vai tornar seu retorno ao trabalho mais brutal, estressante e até meio atrapalhado, já que você mal vai ter tempo de chegar em casa, reorganizar suas coisas e dar início à rotina.

3) Comece o dia com uma boa intenção

Se concentre em cada amanhecer a definir estratégias, tarefas e metas a serem cumpridas, como conquistas em termos de trabalho, progresso pessoal ou até mesmo jeitos de viajar mais num futuro próximo – tudo é válido. O importante é colocar uma verdadeira intenção no começo de cada dia, pra que haja um propósito real nas suas atividades em vez de passarem despercebidas ou no automático.

4) Restabeleça os bons hábitos

5 minutinhos de meditação por dia, alimentação natural, fresca e saudável, caminhadas matinais buscando um maior contato com a natureza, crenças e rituais energéticos: aqui, tudo vale! A ideia é recarregar as forças do jeito que mais te apetecer. E tentar encontrar mais prazer nas pequenas coisas do seu dia a dia.

LEIA MAIS: 3 jornadas zen no Brasil pra se desconectar (ou conectar-se com você mesmo)

5) Pratique exercícios físicos

É oficial: exercícios físicos regulares ajudam a prevenir doenças, moderam o colesterol, previnem obesidade, entre outras coisas. E melhoram a saúde mental e ajudam a prevenir a depressão – inclusive a pós-férias. Experimentar novas modalidades garantem ainda um ânimo extra pra prática. O yoga, em especial, reduz o estresse, melhora a concentração e aumenta o nível de aceitação do dia a dia (e dá pra praticar em casa).

6) Veja o lado bom de voltar pra casa

Viajar é mesmo incrível, inspirador, revigorante. Mas também não tem nada como estar no aconchego e conforto da nossa casa, com a nossa família, amigos e animais de estimação. É importante dar valor também a coisinhas que podem parecer pequenas como dormir no seu próprio travesseiro pra se adaptar à rotina mais rapidamente.

7) Se for o caso, reveja seu trabalho

Se o cotidiano está pesando tanto, será que não é hora de se perguntar se você está no caminho profissional ideal? Tudo bem que nem o melhor trabalho do mundo se compara com dias ensolarados numa praia branquinha com água azul do Caribe em boa companhia, mas o esperado é encontrar certa satisfação no seu emprego. Vale investir algum tempo e reflexão em achar essa resposta e, se for o caso, pensar em maneiras de mudar de ofício.

8) Invista em passeios bacanas pela sua cidade

A gente frequentemente não valoriza endereços da nossa cidade, mas a verdade é que fazer turismo perto de casa pode ser muito prazeroso e vencer a depressão pós-férias aprendendo a apreciar o que está perto da gente. Conhecer aquele café novo que inaugurou há pouco tempo, ir fotografar o nascer do sol no parque do bairro, subir num rooftop bacana, conferir aquela nova exposição de arte, fazer compras numa rua gostosa de caminhar…

9) Faça um scrapbook das suas viagens

Colocar no papel o que deixa a nossa mente feliz é terapêutico. Ainda mais num scrapbook fofinho, com fotos, ingressos, chave de quarto e outras lembranças únicas de cada viagem. Você pode organizá-lo por viagens ou fazer um por férias, o que funcionar melhor. E, se não tiver paciência pra tanto, um simples álbum de viagem que traz à tona memórias boas já pode ser suficiente.

10) Comece a planejar a próxima viagem

É a melhor e mais eficiente maneira de combater a depressão pós-férias. Vale fazer contagem regressiva no calendário, vale montar o roteiro 6 meses antes, vale pesquisar sobre o destino todos os dias antes de dormir. Assim você foca no futuro e, de certa forma, desapega do passado. E não precisa necessariamente ser uma longa viagem: um bate-volta de fim de semana já é capaz de trazer maravilhas ao nosso bem-estar.

voo-aviao

Em tempo: Se a depressão pós-férias estiver durando mais do que duas semanas, talvez seja hora de procurar ajuda médica.

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *