A Urban Arts é a maior rede de galerias de arte do Brasil.

COMO VENDER FOTOS URBAN ARTS

Quadros, canvas e pôsteres podem ser encomendados online e em lojas físicas da rede, com imagens que são enviadas e disponibilizadas no acervo digital por artistas, designers e fotógrafos talentosos – uma oportunidade de fonte de renda a mais para quem ama fotografar cliques de viagem e tem um HD inteiro preenchido só com as imagens mundo afora.

LEIA MAIS: Sites pra revelar fotos do Instagram

Como vender suas fotos de viagem na Urban Arts

O primeiro passo é se cadastrar como artista no site da Urban Arts. Depois, selecionar seus melhores cliques de viagem, editá-los e adaptá-los dentro dos formatos possíveis e enviá-los ao site. Suas imagens podem ou não ser aprovadas pela curadoria da Urban Arts, com motivos que variam desde a demanda, o estilo de imagem que costuma ser mais rentável e as diretrizes de conteúdo da rede.

LEIA MAIS: Consultoria de fotos e feed do Instagram: saiba como alavancar seu perfil na rede

Importante ressaltar aqui que apenas fotografias profissionais tiradas com equipamentos fornecendo boa resolução e captação de qualidade tendem a ser aceitas para revenda.

PASSO A PASSO PARA VENDER SUAS FOTOS DE VIAGEM NA URBAN ARTS:

  • Você se cadastra no site da Urban Arts como artista neste link aqui.
  • Pode começar a enviar suas fotos em arquivos digitais nos tamanhos e resoluções requisitadas pela empresa (por este link dá pra baixar os templates que facilitam este momento: paisagem, retrato, panorâmico e quadrado).
  • O material passa por uma moderação e, normalmente, em até 5 dias úteis, sai a aprovação ou não do clique.
  • Aprovada, sua arte entra para o acervo em até 3 dias úteis e fica disponível para venda no site e nas galerias Urban Arts espalhadas pelo Brasil.
  • Você recebe 20% de comissão de todas suas vendas através do site e 10% através das galerias físicas. Essa porcentagem representa em média 50% do lucro sobre o produto vendido.
  • O pagamento é feito mensalmente, todo dia 10, via depósito em banco ou Paypal.
  • Toda vez que uma das galerias fizerem o pedido de uma arte para seu estoque, o artista recebe sua comissão mesmo que a galeria ainda não tenha vendido sua obra.
  • Todas as obras têm tiragem limitada de 250 unidades por tamanho.
como-vender-fotos-urban-arts-galeria

COMO VENDER FOTOS URBAN ARTS

Cada imagem tem um nome único, que não pode ser repetido dentro do acervo da galeria, então vale usar da criatividade na hora de enviar o clique.

Uma vez que suas imagens sejam aprovadas, seu portfólio começa a ganhar forma e pode ser encontrado através das tags de busca e de cores (que você seleciona na hora do upload) dentro do site da Urban Arts.

Os cliques ficam disponíveis para venda em diversos tamanhos, de 20×20 até 90×120, por exemplo, com impressão em tela em canvas ou papel fotográfico e variados tipos de acabamento, com ou sem moldura. Os preços para venda começam em R$ 79 e vão encarecendo conforme tamanho e acabamentos escolhidos. Todas as vendas e relatórios de pagamentos podem ser consultados no login do artista.

DICA: Você pode enviar quantas novas artes quiser ao acervo, porém a sugestão é que você divida a quantidade a ser enviada e faça envios semanais – isso ajuda para que seu nome esteja sempre na lista dos mais recentes. Uma sugestão da curadoria é que você envie de 15 a 20 artes por semana.

VEJA O PORTFÓLIO DA ANNA NA URBAN ARTS AQUI E ENCOMENDE SEUS CLIQUES PELO MUNDO

fotos-de-viagem-urban-arts

Em tempo: as fotografias aprovadas dentro do acervo Urban Arts passam a ser de exclusividade da rede e não podem ser comercializadas em outros bancos de imagem e galerias de arte nacionais.

Vale ressaltar ainda que, além das lojas físicas, que somam 17, a Urban Arts tem mais de 200 mil acessos mensais em seu site – uma oportunidade e tanto de ter sua arte descoberta em meio ao acervo da marca. E, além de cliques fotográficos, a marca também recebe contribuição de artes gráficas prontas para virarem quadros de artistas e designers.

Anna Laura

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi registra o mundo com sua Nikon desde que se entende por gente - e hoje cultiva um feed milimetricamente pensado. Passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo e, depois de uma temporada em Paris, resolveu ser viajante full time: você pode encontrá-la por aí, cobrindo paraísos tropicais.

Deixe seu comentário

voltar ao topo