pará


10 motivos para Alter do Chão, no Pará, ser seu próximo destino

Nos últimos anos, mais e mais brasileiros têm ouvido falar de Alter do Chão, destino no município de Santarém, no Pará.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Manaus: passeios na cidade
Todas as duas dúvidas sobre hotéis de selva na Amazônia respondidas
Como é ficar no Juma Amazon Lodge, a 3h de Manaus

Já eleito por veículos gringos como donos de algumas das faixas de areia mais bonitas do Brasil, Alter é um pequeno paraíso natural com praias de rio cristalinas, gastronomia típica deliciosa, infraestrutura que vai de albergues a pousadinhas mais confortáveis e até festas badaladas de Ano-novo, a Vai Tapajós. Alter do Chão é realmente um desses destinos brasileiros que impressionam, e que te fazem ter aquela sensação de “porque eu demorei tanto pra vir pra cá”. Atenção: programe sua viagem durante a época da seca, entre agosto e janeiro, quando são formadas ilhotas perfeitas para tomar banho no meio do rio.

10 motivos para ir a Alter do Chão (PA):

Curtir as praias de água doce mais lindas do Brasil

Alter do Chão tem paisagens que ficam na memória. Às vezes é difícil de acreditar que aquela imensidão do rio Tapajós não é mar. O apelido de “Caribe Amazônico” é merecido, já que as águas de Alter do Chão são transparentes, muitas vezes com tonalidade azul-esverdeada, temperatura morna e o melhor, doces! A mais conhecida é a Praia do Amor, que fica bem no centrinho da vila. Outras que merecem uma visita são a Pindobal, Ponta do Cururu e Ponta das Pedras.

alter-do-chao-para

Entrar em contato com a natureza com estrutura

Em Alter do Chão é possível estar imerso na Floresta Amazônica sem passar perrengue. O acesso é fácil, e pode ser feito por avião até Santarém e depois pegando um táxi ou transfer por uma hora até Alter do Chão. Aventureiros têm a opção de ir de barco desde Manaus ou Belém. Quando às acomodações, a Vila de Alter Pousada Boutique Amazônia é muito charmosa e o Espaço Comunindios é bem rústico.

Fazer passeios de barco e descobrir praias desertas

Este é certamente um daqueles destinos pra ficar de roupa de banho o dia todo e relaxar. Para fugir do agito da Praia do Amor e do Pindobal, a melhor forma de conhecer cantinhos mais reclusos é fazendo passeios de barco. Há inúmeras opções de trajetos que levam a lugares semidesertos. Se você optar por alugar uma lancha/embarcação particular, melhor ainda. Combine com o barqueiro as melhores paradas para curtir a região no seu ritmo. Os preços de passeios custam a partir de R$ 80 por pessoa.

Ver o pôr do sol com botos na Ponta do Cururu

A Ponta do Cururu é literalmente uma ponta de areia no meio da natureza, sem nada em volta, e tem o pôr do sol mais bonito de Alter do Chão. Além de ver a noite chegar com um sol flamejante que se esconde no rio, é possível observar os botos pulando na água e passando bem perto das pernas de quem está dentro d’água. Essa é uma das programações que não pode faltar no seu roteiro e o acesso é feito de barco (cerca de R$ 70 por pessoa) ou a pé a partir da Praia do Amor.

alterdochao

Admirar o encontro das águas do Rio Amazonas com o Rio Tapajós

É impressionante observar como as águas do Rio Amazonas, que são barrentas, e do Rio Tapajós, transparentes e esverdeadas, não se misturam. O espetáculo fica em frente a cidade de Santarém, a 38 km de Alter. Porém, o mais interessante é fazer um passeio de barco até lá, a 30 minutos de distância da vila.

Conhecer a FLONA e ver uma árvore de 400 anos de idade

A Floresta Nacional dos Tapajós – FLONA é uma área de preservação que se estende por mais de 600 mil hectares e fica a uma hora de barco de Alter do Chão. Há várias embarcações que levam os turistas pela manhã, tanto para fazer o passeio de um dia quanto para pernoitar. A floresta tropical tem pouca interferência de desmatamento, com natureza exuberante. Sua maior atração é a árvore sumaúma, de mais de 400 anos de idade e 80 metros de altura! Conhecer a FLONA é um banho de Amazônia, com caminhadas na mata, mergulho em igarapé e almoço de culinária paraense. O passeio de um dia inteiro custa em torno de R$ 120 por pessoa (o valor é negociável dependendo do tamanho do seu grupo).

Fotografar os espelhos d’água dos igapós

A chamada de Mata de Igapó é uma vegetação própria da Floresta Amazônica na qual as árvores ficam submersas pelo rio durante a época da cheia, com somente as copas aparentes. A maneira mais bonita de admirar os igapós é fazendo um passeio de canoa por águas calmas, que refletem as árvores e formam espelhos d’água muito bonitos. Há vários igapós próximos a Alter e a FLONA.

alter-do-chao-mata

Comer delícias regionais na praça por R$ 10

A gastronomia do Norte do Brasil abrange uma combinação saborosa de peixes de rio, ervas, frutas e plantas da Floresta Amazônica. Em Alter do Chão você pode tomar tacacá, comer vatapá, açaí e outras delícias por apenas R$ 10. Esses pratos baratíssimos são encontrados em barraquinhas na Praça Sete de Setembro, no centrinho da vila. A praça também tem wi-fi gratuito e é point noturno animado, com apresentações de carimbó.

Presenciar o Sairé, a festa folclórica tradicional de Alter do Chão

Durante a segunda quinzena de setembro, Alter do Chão fica lotado de turistas e moradores que participam do Sairé. A festa folclórica-religiosa é similar ao festival de Parintins, mas, no lugar dos bois, quem disputa o título anual são os botos Tucuxi e Cor-de-Rosa. O evento, que acontece desde o século 18, é lindo, colorido e musical, deixando a vila bem animada. Porém, se for nesta época, veja tudo com antecedência, porque é uma data concorrida.

Contemplar a vista panorâmica do Morro da Piraoca

É possível admirar Alter do Chão com uma vista de 360 graus no ponto mais alto da região, o Morro da Piraoca. Para chegar aos 110 metros de altura é preciso fazer uma caminhada fácil de uma hora. A dica é não esquecer a água, tênis e ir sempre com um grupo. Os melhores horários são no nascer e no pôr do sol.

A autora

Gabriela Mendes

Gabriela Mendes

Colaboradora do Carpe Mundi, a jornalista carioca apaixonada por fotografia e arte é dona do blog Gira Mundo. Ela gosta de procurar alternativas econômicas pra conhecer os lugares e viagens de natureza são as suas preferidas.

- Website


Instagram

Há 1 comentário para “10 motivos para Alter do Chão, no Pará, ser seu próximo destino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *