tailândia


7 verdades sobre Koh Phi Phi, na Tailândia, pra não dizer que ninguém avisou

Koh Phi Phi é a ilha mais desejada da Tailândia muito por causa do filme A Praia, no qual Leonardo di Caprio mostrou as águas turquesas de Maya Bay como um paraíso perdido. 18 anos depois, o cenário é outro: a pequena Phi Phi ganhou um centrinho movimentadíssimo com pool parties, agências de turismo e até um McDonald’s (!). A hotelaria já quase não comporta a quantidade de turistas (e cobra cada vez mais caro) e as ilhas dos arredores viraram verdadeiros estacionamentos de barco – a Maya Bay do filme recebe 5 mil visitantes por dia. É bonito? É. Mas de paraíso perdido não tem nada. Inclusive, recentemente o governo da Tailândia anunciou que entre junho e setembro deste ano a praia ficará fechada, numa tentativa das autoridades de reverter os danos ao ambiente marinho da região. Sabendo disso, aqui vão mais algumas verdades para você não criar expectativas falsas.

LEIA TODA NOSSA SÉRIE DE POSTS SOBRE A TAILÂNDIA AQUI

maya-bay

7 verdades sobre Koh Phi Phi, na Tailândia, para você não dizer que ninguém avisou:

É POSSIVELMENTE UMA DAS ILHAS MAIS BONITAS DA TAILÂNDIA, MAS TAMBÉM É A MAIS CHEIA.

Eu fui a Phi Phi em 2016 e em 2018 e fiquei ligeiramente assustada com o aumento da quantidade de gente numa ilha tão pequena. Na alta temporada, de dezembro a março, ela fica abarrotada (me contaram que perto do Natal tinha gente acampando na praia porque não havia lugar para dormir). Em qualquer passeio você vai ter que compartilhar a beleza com uma turba de barcos que estacionam um ao lado do outro. A simpatia tão notável dos tailandeses em outros lugares ali já se esvaiu: eles querem mais é que você pague e vá embora.

KOH PHI PHI NÃO É UMA ILHA PRA QUEM QUER TRANQUILIDADE

Phi Phi se tornou talvez a ilha mais festeira da Tailândia. Na praia há bares com shows pirotécnicos e música altíssima com europeus de 20 e poucos anos jogando beer pong e barracas vendendo baldes de drinques de qualidade duvidosa. Hotéis fazem pool parties onde moços bombados dançam música eletrônica sob o sol. Acho que único jeito de ter uma experiência menos muvucada é pagar muitos bahts por hotéis como o Zeavola, na costa nordeste da ilha, ou em Long Beach.

SÓ TEM UMA PRAIA ONDE DÁ PRA CHEGAR A PÉ. O RESTO, SÓ DE BARCO

A única praia boa para passar um dia na areia de Koh Phi Phi é Long Beach, a uns 40 minutos de caminhada (super cênica) do centrinho. As duas praias que rodeiam o centro (a do píer e a de trás) são cheias de barcos e meio sujas (fora o fato de que a maré recua muito de tarde). De resto, precisa ir de barco para lugares como Nui Bay, Mosquito e Bamboo Island por exemplo. E os passeios são caros: difícil pagar menos de R$ 100, e os valores podem chegar a até R$ 350. O preço do táxi-barco para ficar 3 horas numa ilha e voltar é cerca de R$ 150 para duas pessoas (se colocar mais gente ou mais tempo ou mais ilhas fica mais caro).

É A ILHA COM PREÇOS MAIS INFLACIONADOS DA TAILÂNDIA

Koh Phi Phi o lugar onde você vai pagar mais para se hospedar pior. Passeios de barco, como eu já disse, são caros também. Comida há opções em conta até nos restaurantezinhos simples de comida tailandesa e numas lanchonetes que vendem pedaços enormes de pizza (não muito boa) por R$ 8.

SE VOCÊ QUER DORMIR, NÃO FIQUE EM HOTÉIS PERTO DOS BARES DA PRAIA

Falei com um pobre casal que tinha reservado um bangalô perto do Slinky Bar, na praia, e tinha que aguentar Justin Bieber e similares na caixa de som até 2h da matina. Certifique-se de que seu hotel não fica ali.

NÃO ADIANTA IR PRA MAYA BAY MUITO CEDO OU NO FIM DA TARDE

Por motivos de: o sol só ilumina a praia perto das 9h. E fica até umas 16h. No resto do dia, ele está de trás dos enormes penhascos que rodeiam a praia e não ilumina o mar, que fica escuro, e não azul-clarinho como você espera. Ou seja: se você for cedíssimo ou tardíssimo pode ver a praia (um pouco) mais vazia, ela não vai estar tão bonita. Sinceramente, hoje em dia Maya Bay é das atrações mais sem graça de Koh Phi Phi: tem tanta gente (5 mil pessoas por dia) que não dá para aproveitar. Eu não fiz o tour que passa a noite num barco nas águas da praia, e me pergunto se ele vale a pena pela mesma questão da luz.

A MONKEY BEACH É UM HORROR (NÃO A PRAIA, MAS A QUESTÃO DOS MACACOS)

Quase todos os tours de barco param nessa prainha estreita onde há uma concentração de macacos. Há uma placa de “não alimente os macacos”, mas muita gente não respeita. Quando surgem macacos uma multidão corre atrás deles desesperadamente empunhando Go Pro’s, tentando passar a mão e dando garrafinhas para eles beberem coisas. Simplesmente bizarro e desrespeitoso com os animais. Já vi os macacos atacando e mordendo as pessoas.

Quer saber outras praias legais pra ir? Veja nosso guia completo de praias na Tailândia

Há 11 comentários para “7 verdades sobre Koh Phi Phi, na Tailândia, pra não dizer que ninguém avisou

  1. Normalmente gosto das postagens do Carpe Mundi mas nesse acho que faltou filtro. Deu a impressão de que o lugar é terrível, a escrita ficou pesada. Eu fui pra Koh Phi Phi ano passado e apesar de não ser minha região preferida na Tailândia, eu tive uma ótima experiencia e trouxe boas lembranças de lá.
    Fui muito bem atendida em todos os lugares que passei, no meu ponto de vista eles continuam sim bem simpáticos. Koh Phi Phi realmente tem uma vida agitada no centro, mas é possível descansar bastante em outros pontos da ilha. Eu fiquei em Long Beach e AMEI. O fato de ter de pegar barco para ir para as demais praias não é um ponto negativo, para mim esse é o charme da região! Usar um long tail como taxi é uma experiência que todo mundo que vai pra Tailândia deve ter!
    Realmente a ilha é mais inflacionada… mas eu lembro de jantar todos os dias por no máximo R$35 (para duas pessoas) em um restaurante na beira mar. Aliás, quando penso em sabor da Tailândia é nesse restaurante que eu lembro! Comida tradicional, bem servida, barata e de quebra com pé na areia… não precisava de nada mais!

    Enfim, também acho que as autoridades precisam limitar o número de turistas e cuidar mais do lugar para preservar a natureza e a magia de Phi Phi… mas dizer que a ilha perder a magia, ah isso eu não posso concordar.
    Um abraço!

    1. Oi Lili! Muito obrigada pela seu comentário! Eu também gosto muito de Long Beach e acredito que você tenha tido uma experiência mais tranquila justamente porque se hospedou ali. Mas eu achei o clima em Phi Phi pesado e sinceramente não pretendo voltar. Fui com uma amiga brasileira que estava lá pela primeira vez e ela também não gostou. Mas é tudo uma questão de opinião, de estilo de viagem e da experiência que cada um teve 🙂 beijinhos

  2. Dica para ir a Maya Bay: ir no 1º de janeiro, cedo. Fica praticamente deserta. Poucos abrem mão da festa na noite anterior pra acordar cedo no primeiro dia do ano.

  3. Estive em Ko PhiPhi Dez 2016 e de fato a ilha é exuberante. Assim como a multidão de turistas que vc ira ter rodeado e chegam aos milhares. Minha experiência não foi ruím, mas longe da tranquilidade ou expectativa de contemplação maior. Centenas de barcos, falta espaço e ate pra selfie vira quase uma foto em família hahahaha!
    Inegável que é de grande beleza mas trata se de mais um passeio pra pegar turista sob 15 min de deleite ate que a ficha caia. Mas como a ilha é quase tao famosa qto Cristo Redentor, a visita torna se sempre uma aventura a ser encarada com bom humor.
    Vale ate conferir, mas não espere um cenário exclusivo e idílico em que vc tem como par o mar e sol em cena.
    Lamento, principalmente, pelo excesso e a degradação ambiental crescente assim como turismo em massa.
    Hugo

  4. Fui em novembro de 2016 para a Thailandia , pulei Koh Phi Phi exatamente por isso …. fomos para Koh Samui , me hospedei lá ,ilha maravilhosa badalada mas sem muvuca ! Águas turquesas e limpa, inesquecível !

  5. Olá Betina! Fui em Maya Bay dia 07/01/2018. Estava cheia mas estava simplesmente maravilhosa. Era um dia de sol e o passeio foi show! Quanto aos cuidados com poluição, vi que é cultura deles não darem tanta importância para isso. Mas a praia é belíssima e pretendo voltar. Koh oh Phi Phi tem um bar com música ao vivo um pouco acima do bar das lutas de Muay Tay que é show! Para mim esses lugares são excepcionais porque não são politicamente corretos e chatos. Recomendo. Ahh, a pizza de R$8,00 é boa mesmo.

  6. Fui em 2015 p phi phi e amei! A ilha de fato era mais tranquila, os passeios de barco bem baratos. Lembro q paguei coisa de R$ 250,00 p um barco nos levar p os mais lindos pontos da ilha, por 3 dias seguidos, umas 7 horas de passeio todos os dias. Maya bay foi só um detalhe, já paramos em praias tão mais lindas e vazias, além de vários pontos de snorkel…pelo visto, creio que hoje a coisa esteja mesmo muito mudada. Mesmo tendo tido uma experiência ótima, acho sempre válido o relato sincero de quem teve uma percepção diferente. É legal p modular as expectativas e fornecer de fato um conteúdo informativo. Num mundo de muitos blogueiros relatando experiências maravilhosas (quem nem sempre são tão verdadeiras, diga-se), jogar a real às vezes faz diferença. Parabéns!

  7. Olá Betina! Como é bom ver alguem com a mesma opinião que eu sobre Ko Phi Phi. Fui em janeiro de 2016 e não gostei nem um pco e até me arrependo de nao ter trocado por alguma ilha mais tranquila. Sobre Maya Bay, o caminho é o mais bonito, foi decepcionante chegar la (ainda mais fim de tarde). Voltaria pra Tailandia mas pra outras ilhas (railay adorei).
    Sou super fã do blog, parabens!

  8. Estou aqui neste momento, me preparando pra ir embora. Concordo com o texto, mas realmente a magia e a beleza do lugar ainda existe…
    Acredito que se a qty de turista for limitada, vai ajudar bastante.
    Pretendo voltar.❤

  9. Olá, fui para Koh Phi Phi em março de 2011.
    Também me decepcionei um pouco com a ilha, por medo do tsunami, ficamos em um hotel na lotado norte da ilha bem no morro, e para subir até o bagalo tínhamos que encaram uma escadaria da “penha” ou seja, passávamos o dia fora do hotel.
    Quando fui até Maya Bay tive a terrível experiência de pegar um barco que entrava pelos fundos da ilhas, tivemos que descer no mar entre os rochedo e subir uma escada tenebrosa de corda, uma aventuras muuuito perigosa.
    O mar estava turvo e não curtimos muito a praia, detalhe que tivemos que atravessar a ilha toda descalça para chegar até a praia 😁

  10. Ola, penso que o lugar é que quem gosta de partir para a ventura, tem uma beleza natural maravilhosa, é logico que a ilha nao é para patricinhas, porque Tailandia nao é lugar de patricinhas feitas dondocas desfilando de salto alto, procurando lojas dolce gabanna e querendo comer camarao descascado de faca e garfo, portanto se nao é mente aberta nao entendo porque partiu nesse tipo de viagem, podia ir a portugal a cascais ou para buzios no RJ.
    Da proxima fale dos seus 7 pontos negativos, mas veja os pontos positivos tambem, fica lhe mal falar mal onde quase todo mundo que la vai fica maravilhado, nao foi a melhor forma de chamar a atençao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *