estados unidos


A real sobre passar o Réveillon em Nova York: onde ir, o que fazer e o que esperar

RÉVEILLON EM NOVA YORK

Apesar das temperaturas abaixo de zero, o inverno em Nova York é lindo e vibrante.

Neve e decoração natalina – leia-se bolas vermelhas gigantes, laços “amarrando” fachadas, árvores enfeitadas e muitas luzes – misturam-se ao cenário de arranhas-céus. Nesse período, o Rockefeller Center e o Central Park ganham pistas de patinação no gelo que fervem dia e noite. E, sim, tudo fica mais caro, sobretudo os hotéis, cujas tarifas dobram. No dia 26 de dezembro, a liquidação de Natal leva multidões às tradicionais lojas de departamentos, como a Macy’s, a Bloomingdale’s e a Century 21, com descontos de até 70%.

reveillon-times-square-nova-york

RÉVEILLON EM NOVA YORK

NA VIRADA

O principal espetáculo do Réveillon em Nova York acontece na Times Square, quando milhares de pessoas se aglomeram no local esperando a bola neon descer na cobertura do edifício One Times Square, simbolizando a passagem do ano. A cerimônia acontece desde o Réveillon de 1908 e dura meros 60 segundos. Antes disso rola um show musical, mas, assim que a contagem regressiva termina, todo mundo se acotovela pra ir embora. Se você fizer questão mesmo de assisti-la in loco, tem de chegar cedo, por volta das 15h, pra garantir um bom lugar – a polícia começa a fechar a área com grades de metal já pela manhã. Depois, vai ter de ficar horas em pé esperando (sóbrio, já que não é permitido consumir bebidas alcoólicas nas ruas), no frio. Nos arredores da Times Square há telões para quem não conseguir chegar perto da bola.

Uma maneira de ver o evento sem ter de ficar ao ar livre é jantar num dos restaurantes da região que têm vista para a praça – na maioria dos casos, claro, você terá de reservar com meses de antecedência. Entre as boas (e caras) pedidas estão o jantar de gala do New York Marriott Marquis, com festa open bar desde US$ 1 000, e o The View NYC, no 48º andar do hotel, que tem vista panorâmica e ceia especial a partir de US$ 700 (mas, ali de cima, não dá para enxergar a bola descer). No Bubba Gump da Times Square, restaurante informal especializado em frutos do mar, a vista para a bola é garantida com preços que começam em cerca de US$ 700. E, se quiser dormir por ali, a festa privada do The Knickerbocker Hotel é para os hóspedes que pagam US$ 3 mil na diária.

Réveillon em Nova York: saindo de Midtown, a virada é regada a fogos de artifício nos cruzeiros pelo rio Hudson, como o Circle Line Sightseeing Cruises, que tem festa open bar para maiores de 21 anos e DJ a bordo a partir de US$ 200. Pagando um pouco mais, dá pra embarcar no World Yacht, que dispõe de jantar com bufê desde US$ 325. Já com a balsa que sai de Downtown rumo a Staten Island, você faz uma versão mais simples do passeio, e na faixa: ela inicia as operações do dia 1º, à meia-noite e meia, possibilitando aos passageiros ver o finalzinho da queima de fogos.

LEIA TODOS OS NOSSOS POSTS DE NOVA YORK AQUI

Outro jeito econômico de apreciar a explosão colorida no céu nova-iorquino é uma caminhada pela Brooklyn Bridge: vários tours guiados começam no City Hall, pouco antes da meia-noite, para fazer o percurso – com a New York Talks and Walks, por exemplo, sai por US$ 50. Também dá para atravessar a ponte por conta própria, mas vale alertar que você deve se posicionar o mais próximo possível do Brooklyn para conseguir ver os fogos do New York Harbour. O Brooklyn, aliás, tem a maior festa de fogos de Nova York, que dura cerca de 20 minutos. Ela se dá no Prospect Park, onde também há DJ e barraquinhas com comes e bebes. Da Brooklyn Bridge até lá são 50 minutos a pé; portanto, o ideal é ir de metrô.

Réveillon em Nova York: em Uptown, o Central Park é a melhor opção para curtir a noite. O tradicional The Loeb Boathouse Central Park, de frente para o lago, tem uma ceia desde US$ 150, sem bebidas. Pra mais glamour na área, a dica é passar a noite no Ritz Carlton New York-Central Park, em uma suíte com vista para os fogos do parque (diárias para o dia 31 desde US$ 2 145). Para os esportistas, a New York Road Runners Midnight Run propõe corrida de 6,5 quilômetros pelo Central Park pouco antes da virada, seguida de festa com DJ. Entre as baladas, o must é a Avenue, e a 1 OAK, entre o Chelsea e o Meatpacking District, e obadalado Hudson Terrace.

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Há 1 comentário para “A real sobre passar o Réveillon em Nova York: onde ir, o que fazer e o que esperar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *