frança

8 razões pra ir a Bordeaux, a cidade francesa da vez

Avançar

1 – A cidade renasceu e ficou linda

Durante décadas, Bordeaux foi conhecida como “la belle endormie” (a bela adormecida), quando vivia uma espécie de coma, com trânsito coagulando as ruas, armazéns abandonados tomando conta da área do rio e as fachadas de seus principais monumentos enegrecidas pela poluição. Um projeto de revitalização massivo transformou a margem do Garonne em parque público, tornou o centro histórico mais amigável a pedestres e bicicletas, limpou e deixou tinindo o belo conjunto arquitetônico de pedra calcária do século 18 e instalou modernos trams (a primeira linha foi aberta em 2003). Tanto foi feito que, em 2007, o centro foi tombado pela UNESCO (é o maior patrimônio urbano do mundo) e a cidade passou a atrair franceses de outras partes do país (principalmente Paris) para adotá-la como moradia.

Avançar

2 – A cena gastronômica está bombando

Jovens chefs estão revolucionando a gastronomia local preparando pratos inventivos com produtos vindos de fazendas do Sudoeste da França, como o Miles e o La Belle Campagne. Eles servem receitas criativas, tem ambientação superdescontraída e, o melhor, não são caros.

Avançar

3 – O centro histórico é uma delícia pra passear a pé

O centro compacto permite que você faça tudo caminhando, enquanto observa as lojinhas de chocolate, doces, roupas, cosméticos e vinho, claro! Entre elas surgem a bela catedral gótica de Saint André, o Grand Théâtre, o Musée des Beaux-Arts.

VEJA O QUE FAZER EM BORDEAUX NESTE POST

Avançar

4 – A área da beira do rio é tão linda que vai te dar vontade de se mudar pra lá

Totalmente revitalizada, a margem do Rio Garonne é um enorme parque público com canteiros jardinados onde o pessoal corre, patina, anda de bicicleta, passa o tempo papeando. Na altura do Quai des Chartrons, antigos armazéns viraram lojas e cafés.

Avançar

5 – É uma das cidades mais bike-friendly do mundo

Ao lado de Copenhagen e Amsterdã, é uma das cidades mais amigáveis a ciclistas, com 200 km de ciclovias e sistema de compartilhamento público de bikes na rua (o V3). Pedalar por lá é uma ótima forma de conhecer a cidade.

Avançar

6 – Tem vinícolas em belos palácios pra visitar

São mais de 4000 propriedades de vinho na região de Bordeaux, muitas delas com ótima estrutura pra receber visitantes com museus, tours de degustação, aulas de culinária, passeios de bicicleta entre os vinhedos, entre outras atividades.

VEJA VINÍCOLAS PRA VISITAR EM BORDEAUX NESTE POST

Avançar

7 – Tem a Cité do Vin, um museu fantástico dedicado ao vinho do mundo todo

Só o museu já faz valer a ida a Bordeaux. De arquitetura arrojada, ele tem lojas, salas de workshops e um museu tecnológico cheio de recursos multimídia para contar tudo que possivelmente possa ter a ver com vinho.

Avançar

8 – Dá pra ir de Paris com o ônibus econômico da Oui Go

A passagem custa € 25 para 8 horas de viagem, E, claro, pra quem não quer aturar tanto tempo, também pode-se chegar com voo da Air France ou de trem TVG.

A AIR FRANCE VOA DIRETO DE SÃO PAULO E DO RIO PARA PARIS. INDO COM ELA A BORDEAUX VOCÊ PASSA NO MODERNO NOVO LOUNGE NA CAPITAL FRANCESA E NÃO PRECISA MUDAR DE TERMINAL PARA A CONEXÃO.

 

 

18

foto_jurere

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *