frança


Onde ficar em Bordeaux, na França: os 3 hotéis mais bacanas da cidade

Intercontinental Le Grand Hotel

Onde ficar em Bordeuax: assumido pela rede Intercontinental em dezembro de 2015, foi construído no século 18 pelo arquiteto Victor Hugo, o mesmo do Grand Théâtre, que fica em frente ao hotel (localização que te faz sentir bem no coração de Bordeaux). Ele respira glamour clássico, com colunas imponentes, cortinas vermelhas e tapetes pomposos. Os quartos têm um aconchego invernal com carpetes e papéis de parede estampados com flores e arabescos em tons de vermelho, com banheiro de mármore com banheira (nota: o wi-fi é instável dentro deles, ou pelo menos no meu era). O spa compete pra ser a melhor parte do hotel (e você não precisa adquirir um tratamento pra usar as áreas comuns), com uma piscina aquecida de hidromassagem preta envolta por colunas vermelhas e uma área com espreguiçadeiras e almofadas e sauna.

fachada_grand_hotel_de_bordeaux

E ainda há o café da manhã, daqueles que fazem você ficar ansioso pra acordar de manhã, com croissants, bolinhos, vários tipos de queijo, iogurte fresco, pães, omeletes feitos na hora. E, claro, o restaurante Le Pressoir d’Argent, comandado pelo chef inglês popstar Gordon Ramsay (leia mais sobre ele neste post) e com uma estrela no Guia Michelin – o chef também assina o menu da brasserie, no andar de baixo do hotel, que tem mesinhas na Place de la Comédie (diárias desde € 307, RESERVE AQUI!).

Hotel de Sèze

Um hotel-boutique 4 estrelas no Allée de Tourny, um boulevar atraente do centro histórico. Gosto do lobby charmoso com piso xadrez e sofás roxos, onde também fica um bar escurinho com charutaria. Os quartos são atraentes, com uma vibe clean e detalhes azuis, rosas e cinzas, e têm roupão no armário. Quem fica nas suítes tem livre acesso ao spa, com tratamentos, sauna e banheira de hidromassagem (diárias desde € 206, RESERVE AQUI!).

hotel-de-seze-quarto

La Course

Onde ficar em Bordeaux: é uma antiga casa de família transformada num bed & breakfast de luxo. Pertinho do Jardin Public, tem a decoração absolutamente impecável, com objetos de antiquário misturados a alguns itens contemporâneos, como lâmpadas da descolada loja italiana Kartell. Um terraço delicioso tem espreguiçadeiras, um jardim e uma jacuzzi com vista para os telhados de Bordeaux. A adega moderninha oferece espaço pra você provar vários vinhos da região, e há uma cozinha compartilhada com máquina de café, frutas e chás. (diárias desde € 180, RESERVE AQUI!)

Hotéis em Bordeaux: veja aqui mais opções

*O Carpe Mundi foi a Bordeaux a convite da Air France e da Atout France. O conteúdo do post reflete apenas a opinião da autora.

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *