espanha


Onde ficar em Menorca, na Espanha: melhores partes da ilha e hotéis

Menorca é uma ilha pequena, mas você tem que pensar bem onde ficar para ter a melhor relação proximidade com as praias/curtição nas cidades sem ter que dirigir muito. Veja os melhores hotéis em Menorca.

Em tempo: sim, em Menorca precisa alugar carro pra conhecer a ilha. Se você se sentir confortável, alugar uma scooter pode ser uma experiência bem bacana também.

Hotéis em Menorca: melhores partes da ilha

CALA GALDANA

Vantagens: Ao redor da Cala Gadana tem várias casinhas fofas com arquitetura tradicional da ilha e portões esculpidos em madeira de oliveira. Elas podem ser bem econômicas para quem está em grupo: no Airbnb tem casas como essa, com piscina, vista incrível, lugar para 6 hóspedes por € 82 a diária. Até para casais pode valer a pena: essa casa aqui custa € 58 a diária.

A Cala Gadana, que já é linda por si, fica estrategicamente localizada entre as praias mais lindas da ilha, como a Cala Macarella e a Cala Mitjana, que não têm hotéis perto. Ficando ali você pode caminhar pelo Camí de Cavalls, a trilha que margeia o litoral passando por todas as praias. Ah, se você preferir, ali também tem o resort Meliá Galdana (diárias desde € 115).

Desvantagens: Os hotéis grandes da Cala Galdana dispõe espreguiçadeiras e pedalinhos (!) na areia e ela pode ficar meio cheia no verão. Ali também não tem nada pra fazer de noite, só um restaurante ou outro; você teria que dirigir 25 km até Ciutadella.

casas-menorca

cala-galdana-vista-casas
Cala Galdana vista de cima

HOTÉIS EM MENORCA: CIUTADELLA

Vantagens: Ciutadella, a antiga capital de Menorca, é uma cidadezinha linda que na temporada tem vários bares e restaurantes agitados em sua marina. Muitas casas antigas ali foram transformadas em hotéis-boutique como o 971 Hotel Con Encanto (diárias desde € 180) e o Hotel Tres Sants (diárias desde € 195).

Também há opções mais em conta, como o Hostal Menorca (diárias desde € 30 no quarto coletivo), o S’Esparteria Hotel (diárias desde € 90), o Hostal Paris Ciutadella (diárias desde € 45), o Hostal Residencia Menurka (diárias desde € 58), o Hostal Ciutadella (diárias desde € 70) e o Hotel Abril 37(diárias desde € 75). E há até opções com piscina como o Hotel Cala Bona (diárias desde € 45).

ciudadela-menorca-fim-tarde

Desvantagens: Dirigir para chegar na praia, pelo menos uns 11 km (até a Cala Blanca). Até a Cala Macarella, uma das mais bonitas da ilha, dá 18 km. Mas isso não é realmente uma desvantagem, levando em conta que você provavelmente ia querer visitar várias praias diferentes no decorrer da viagem de qualquer jeito.

hotel-tres-sants-menorca

HOTÉIS EM MENORCA: CALA EN PORTER

Vantagens: Para quem quer ficar pé na areia, esta praia é belíssima. Há algumas opções de hotéis como o Nelva Resort (diárias desde € 118) e o Sa Barrera (diárias desde € 100) e também apês para alugar. Ali você pode ir andando até o Cova d’en Xoroi, o famoso bar entre rochedos na beira do mar que bomba na temporada.

Desvantagens: Fica um pouco afastada de Ciutadella, cerca de 45 km. Os hotéis não são charmosos.

Cala-en-Porter

HOTÉIS EM MENORCA: OPÇÕES RURAIS NO INTERIOR DA ILHA

Vantagens: Os hotéis em Menorca mais bonitos e sofisticados estão no interior da ilha, normalmente em fazendas que foram reformadas como hotéis-boutique. Eles chamam isso de agroturismo. Assim são o Torralbenc (diárias desde € 534), o Ca Na Xini (diárias desde € 290), o Hotel Rural Biniarroca (diária desde € 165), o Alcaufar Vell (diárias desde € 215), o Agroturismo Biniatram (diárias desde € 100), o Hotel Rural Binigaus Vell (diárias desde € 157) e o Hotel Rural Sant Ignasi (diárias desde € 120). Como dá para ver, eles são mais caros, mas se puder investir, vai nessa. Vale super a pena para quem está em casal e quer relaxar e ainda ter uma experiência mais autêntica. E, de qualquer jeito, Menorca é uma ilha pequena, você nunca vai estar tão longe da praia assim.

Desvantagens: Você tem que necessariamente dirigir tanto para a praia quanto para sair de noite.

* O Carpe Mundi foi a Menorca a convite do Escritório de Turismo da Embaixada da Espanha. O conteúdo do post reflete apenas a opinião da autora.

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *