estados unidos


Hospedagem em Miami: nossa seleção de hotéis de todos os preços

Hospedagem em Miami: veja nossas escolhas de hotéis nas melhores regiões da cidade

Hoje em dia é difícil decidir se é melhor se hospedar em Miami Beach ou em Downtown Miami (mais especificamente a região de Brickell). Miami tem tudo a ver com praia, sol, mar e piscina, por isso eu ainda tendo a escolher Miami Beach. Ali também está aquela orla gostosa para passear, uma boa dose de restaurantes e baladas e as lojas que a gente ama na Lincoln Road.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Miami além das compras
Roteiro completo de 3 dias em Miami
Melhor época pra ir a Miami, com clima, eventos e promoções

Roteiro por Wynwood, o bairro mais legal de Miami

Só que, se ficar em Miami Beach, você vai ter que atravessar a ponte várias vezes: para ir a nova Museum Island, onde estão o Pérez Art Museum e o Phillip and Patricia Frost Museum of Science, ao Brickell City Centre, o shopping mais novo da cidade, e a Wynwood, o bairro mais quente de Miami. A saber: os apps Uber e Lyft são imprescindíveis pra quem vai a Miami hoje (e vão te ajudar a cruzar a ponte). Eles fazem com que não seja mais necessário alugar carro em Miami – e mesmo pagando IOF no cartão de crédito eles valem a pena, porque são baratos, chegam em poucos minutos e te livram do trampo de dirigir e arranjar lugar pra estacionar – e é bom lembrar que a maioria dos hotéis cobra para estacionar. Continue lendo sobre hospedagem em Miami.

Hospedagem em Miami: melhores lugares pra ficar

SOUTH BEACH/MID-BEACH

Freehand Miami (diárias a partir de US$ 26 no quarto coletivo e US$ 96 no privativo)

Quem diria que uma dos lugares mais cool do momento pra ficar em Miami é um… hostel. O Freehand tem projeto de design lindo, um jardim enorme com piscina, um bar que é referência em coquetelaria (o Broken Shaker) e um restaurante também badalado, o Twenty-Seven.

Freehand-Miami

Circa 39 Hotel Miami Beach (diárias a partir de US$ 119)

Um hotel lindo cheio de personalidade com decoração de cores pasteis e estampas, localização ótima em Mid-Beach, serviço de praia, staff simpático, quarto confortável, boa piscina. O café da manhã não está incluso e é caro (mas isso é de praxe em Miami).

Circa-39-Hotel-Miami-Beach

El Paseo Hotel (diárias a partir de US$ 99)

Gosto desse hotel porque ele transmite a vibe latina de Miami: ele fica na Española Way, uma das ruas mais simpáticas de South Beach, com casinhas históricas cor de rosa e vários restaurantes com mesas ao ar livre e varais de luzinhas. Os funcionários são quase todos cubanos e simpaticíssimos. O café da manhã (pago à parte) é no restaurante cubano ao lado do hotel. Recém-reformados, os quartos são espaçosos e bonitinhos, com almofadas coloridas e pequenas varandas. Há ainda uma área comum com sofás, café, frutas e uma seleção de livros. Na praia, a dois quarteirões, há serviço de espreguiçadeiras e toalhas. Uma ótima escolha para quem quer fugir das diárias inflacionadas dos hotéis próximos e ficar bem no buchicho.

Riviera South Beach Hotel (diárias a partir de US$ 70)

A duas quadras da praia, tem duas piscinas: uma no rooftop e outra no térreo, entre um belo jardim e sofás. Toda noite tem happy hour com bebidas de graça e o transfer para o aeroporto também é gratuito. Bom custo/benefício.

riviera-miami-hotel

Odyssey of South Beach Hotel (diárias a partir de US$ 94)

Hotel-boutique com quartos moderninhos, café da manhã incluso na diária (coisa rara em Miami). Não tem muitas áreas comuns. Pra quem estiver em grupo, saiba que os quartos para 4 saem desde US$ 114 (pechincha!).

Odyssey-of-South-Beach-Hotel

The Confidante (diárias a partir de US$ 195) – foto de capa deste post

Da rede Hyatt, tem um lindo espaço na frente da praia com cabanas coloridas, quartos chiques com decoração retrô, spa, bar, restaurante da chef-celebridade Michelle Bernstein e academia com aulas gratuitas.

W South Beach (diárias a partir de US$ 379)

Amo muito. Não sei se porque o lobby parece uma galeria de arte, porque o serviço é tão cuidadoso, porque o spa e piscina são tão maravilhosos. Os quartos com vista para o mar são imbatíveis. Lá dentro ainda tem o restaurante chinês top Mr. Chow e a balada Wall. Veja a resenha completa do hotel neste post.

w-south-beach-praia

Miami EDITION (diárias a partir de US$ 350)

Grande parte dos quartos aqui tem varanda e vista para o mar. A área de lazer é turbinadíssima, com duas piscinas, um dos melhores spas da cidade, restaurante do chef chef Jean-Georges Vongerichten, academia, balada, pista de boliche e patinação no gelo (!). Pra quer hospedagem em Miami com glamour.

EDITION-Miami-hotel-piscina

Hospedagem em Miami:

Brickell

The Langford Hotel (diárias desde US$ 152)

Num edifício histórico de 1925, tem bons quartos, um restaurante e um bar da moda, o Pawn Broker. Num espaço descontraído com um varal de luzinhas, sofás e um balcão envidraçado, ele sedia desde brunches aos domingos até chá da tarde e happy hour.

EAST Miami (diárias desde US$ 319) – foto

Tem tudo a ver com a revitalização da área: ele fica dentro do Brickell City Center, o shopping novo do qual falei acima, e, além de um belo conjunto de piscinas, tem points de badalação noturna: o Quinta La Huella, dos mesmo donos de um parador de Punta del Este, e o Sugar, bar no rooftop.

Sugar-east-bar-rooftopOs hotéis de Brickell são caros. Se quiser se hospedar por ali pagando menos, fuce no Airbnb: há opções de apês como este, por US$ 49 para 4 pessoas.

A autora

Betina Neves

Betina Neves

Editora do Carpe Mundi, viaja pra trabalhar e trabalha pra viajar. É jornalista freelancer e já escreveu pra Viagem e Turismo, ELLE, Claudia, Vamos LATAM, Superinteressante, Cosmopolitan, VEJA São Paulo, Folha de S. Paulo, entre outras publicações.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *