áfrica


7 viagens que você precisa fazer pela África o mais rápido possível

Saia do lugar-comum e abra os olhos pra esse continente incrível que é a África.

7 VIAGENS PELA ÁFRICA QUE VOCÊ PRECISA FAZER O QUANTO ANTES:

Moçambique

Eis a chance de ir até a África e se comunicar na nossa própria língua com os simpaticíssimos locais. Você com certeza vai querer se acabar no mundo azul de praias dos paradisíacos arquipélagos de Bazaruto e das Quirimbas, os dois highlights do país, ótimos para mergulhar – aliás, Moçambique tem nada menos que 2500 km de praias. Além disso, a capital Maputo e a Ilha de Moçambique têm construções históricas preservadas e a culinária local é baseada na fartura de frutos do mar.

mocambique

Zimbabwe

Cartão-postal da Zâmbia e do Zimbabwe, já que fica entre a divisa dos dois países, as Victoria Falls formam a maior catarata do mundo, com mais de 1,5 km de largura. Pra se ter ideia do que isso significa, no período de pico (de abril a maio), apenas 2 dias e meio de água rolando por ali representam todo o consumo anual de água em Nova York. Não perca também a interessante cidade de Bulawayo e os bichos mil do Hwange National Park.

victoria-falls

África do Sul

Porta de entrada para a maioria dos turistas que vão à África, o país tem um leque amplo de atrações que inclui a fotogênica Cidade do Cabo, à sombra da majestosa Table Mountain, os vinhedos de Stellenbosch, algumas das paisagens litorâneas mais bonitas do hemisfério na Rota Jardim, a observação de baleias em Hermanus e o sensacional Jardim Botânico Nacional Kirstenbosch. Impossível, porém, não desejar um safári. O Live Once Live Wild tem um guia rápido e completo dos parques nacionais do país, do tradicional Kruger Park ao Addo Elephant National Park. Vale acessá-lo antes de montar o seu roteiro.

krugerpark

7 VIAGENS PELA ÁFRICA QUE VOCÊ PRECISA FAZER O QUANTO ANTES:

Marrocos

Pra ver o melhor do país, embarque numa road trip de duas semanas a bordo de um 4×4 pelos riads, cafés rooftops e cores mil da Medina de Marrakesh (ficar no Riad Be Marrakech, com diárias desde US$ 109, não é má escolha); as ondas do Atlântico Norte na costeira Essaouira; as montanhas que tem neve no pico de Alto Atlas; glampings no Deserto do Saara em Merzouga e o azul tomando conta das construções de Chefchaouen.

LEIA TAMBÉM: Marrocos e os destinos mais bacanas pra montar seu roteiro

riad-be-marrakech

Egito

Visite pirâmides exclusivas, só pra você, passeando de camelo, num tour de luxo da Ker & Downey. A brincadeira de 11 noites que passa também por Alexandria e os arredores do Rio Nilo sai por salgados US$ 8 800, mas garante uma experiência bem mais autêntica que ver as pirâmides de Gizé junto com levas de turistas. Com mais uns diazinhos no Cairo dá ainda pra conhecer o Museu Egípcio, o mercadão de Khan el Kalili e a parte islâmica da cidade, onde reinam bonitas mesquitas, madrasas e fontes.

egito-piramides

Tanzânia

Viagens pela África: país onde supostamente se passa o Rei Leão, a Tanzânia é enorme, bela e diversa. Escale o Kilimanjaro e seus quase 6 mil metros, embarque num safári pelo Parque Nacional do Serengeti e visite praias lindas de morrer em Zanzibar, um ótimo destino pra lua de mel, vale dizer.

zanzibar

Etiópia

Mais curiosa que a história do único país do continente que não foi colonizado por europeus são suas maravilhas em forma de paisagens: Dallol, o lugar mais inabitado do mundo; a cratera de vulcão e Lago Wonchi; as ruínas milenares de Lalibela e as altas montanhas verdinhas de Simiens. De sobra, a Etiópia ainda é um prato cheio no quesito gastronomia, com saborosos temperos como o berbere, o mitmita e o korerima. Em Adis Abeba, não perca o restaurante Kategna e peça o kifto, versão etíope de um steak tartare.

comida-etiopia

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.

Instagramanna.lauraanna.lauraanna.laura

A autora

Anna Laura Wolff

Anna Laura Wolff

Jornalista por formação e fotógrafa por vocação, a editora do Carpe Mundi passou pelas redações da CARAS Online e da Viagem e Turismo. Depois de uma temporada em Paris, decidiu ser viajante full time.


Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *